Celular e direção é a terceira maior causa de acidentes fatais no Brasil
Créditos: O Imparcial

Celular e direção é a terceira maior causa de acidentes fatais no Brasil

Mesmo sendo uma infração gravíssima, 20% dos brasileiros usam o seu smartphone no trânsito

O DETRAN (Departamento Estadual de Transito) divulgou os dados mostrando que o uso de celular enquanto dirige é a terceira maior causa de acidentes com vítimas fatais no Brasil. Mesmo sendo uma infração gravíssima, com punição de sete pontos na carteira de habilitação e multa de R$293,47, quase 20% dos brasileiros admite que utiliza o seu smartphone enquanto está no trânsito. 

Os resultados de "uma olhadinha nas notificações" representa grandes riscos para a segurança geral. Paulo Renato Jotz, diretor de Marketing da Creare Sistemas afirma que “Ao verificar o celular, o condutor se distrai. E a distração se traduz em números assombrosos: 3 segundos de distração a 60 km/h equivale a percorrer 50 metros em condição de cegueira”.

07/10/2019 às 17:31
Notícia

Modo Trânsito é o aplicativo do DPVAT que bloqueia chamadas e...

O app bloqueia as notificações para evitar distrações enquanto a pessoa está dirigindo

Não somente em mensagens de texto, ou na checagem de novas notificações que os acidentes podem ocorrer. O Detran também alerta que mesmo em chamadas de voz há riscos para a atenção do motorista, fazendo com que a capacidade de reflexo seja reduzida em até 37%. Essa questão tenta ser solucionada com sistemas de conexão de áudio do carro, embora seja permitido, não é indicado. Isso porque o motorista perde a noção auditiva do trânsito e continua se distraindo com a conversa. 

Segundo o Detran, motoristas que fazem uso de seu celular enquanto dirigem tem 23 vezes mais chances de se envolver em um acidente. A Abramet (Associação Brasileira de Medicina de Tráfego) relata que cerca de 150 motoristas morrem todos os anos em decorrência dessa prática, enquanto as mortes dos envolvidos chegam a 54 mil. 

O Detran também relata que 94% dos acidentes nas rodovias, principalmente em vias urbanas, são decorrência de distração dos motoristas. Sendo que a maioria dos casos registrados são pelo uso de smartphones, além de imprudência.

24/06/2019 às 10:51
Notícia

Pesquisa mostra que um quinto dos motoristas brasileiros usa ...

Números mostram que aumento de penalização não foi suficiente para coibir a prática

A Abramet realizou testes com condutores usando o seu smartphone enquanto dirigiam e sem usar. Os resultados foram que enquanto o motorista não usava o seu celular o número médio de infrações de trânsito era de 2,5, quando o smartphone estava sendo checado esse número quase dobrou, subindo para 4,75. Jotz complementa falando “O risco na direção aumenta em 400% se o motorista estiver digitando, enquanto o tempo de reação dele enquanto usa o smartphone para qualquer fim se torna 2 vezes maior, ou seja: ele precisará do dobro do tempo para reagir a qualquer intercorrência, o que pode resultar em acidente”.

O ideal é que os motoristas esqueçam do seu smartphone enquanto estão no volante e deixem para responder as mensagens e realizar chamadas com o carro estacionado. Para auxiliar nesse processo o Detran lançou o aplicativo Modo Trânsito, que silencia as chamadas e notificações de mensagens quando o motorista estiver conduzindo o seu veículo. Ele pode ser usado como uma alternativa para evitar acidentes.

Via: Olhar Digital
User img

Ana Luiza Pedroso