EUA quer proibir suas empresas de telecom de usarem equipamento da Huawei e ZTE

EUA quer proibir suas empresas de telecom de usarem equipamento da Huawei e ZTE

Novas regras da FCC podem fazer companhias removerem até o que já foi instalado

A FCC, o órgão regulatório de telecomunicações dos EUA (como a Anatel deles), decidiu apertar o cerco contra companhias chinesas participando do estabelecimento de infraestrutura na terra do Tio Sam. A Comissão decidiu mover duas propostas que vão proibir as empresas de telecom do país a negociarem com Huawei e ZTE, tanto na aquisição de novos equipamentos, bem como no banimento de equipamentos já instalados.

A proposta de regulação vem em duas partes. A primeira proíbe empresas de usarem subsídios recebidos do governo para comprar equipamentos vindos das empresas chinesas. Esses subsídios são oferecidos para incentivar as empresas de telecom a oferecerem serviço para regiões mais remotas e residências de baixo orçamento.

A segunda parte da proposta é pela remoção de equipamentos banidos que possam já estar instalados. Em troca, as empresas entrariam num programa de reembolso pelo governo para ajudar na transição. 

E o motivo para isso tudo seria o mesmo de sempre, de que essas companhias estariam oferecendo um risco contra a segurança nacional, segundo a FCC.

"Nós precisamos nos assegurar que nossas redes não vão prejudicar nossa segurança nacional, ameaçar nossa segurança econômica ou sabotar nossos valores. O governo chinês mostrou repetidas vezes que está disposto a chegar em níveis extraordinários para fazer justamente isso."
Ajit Pai, diretor da FCC

O movimento para diminuir o avanço do alcance de tecnologias chinesas já acontece há um bom tempo, e vem acompanhado da guerra fiscal que os EUA vêm travando contra a China. Isso levantou críticas contra as medidas, afirmando que elas poderiam estar vindo de um protecionismo comercial, não de uma real preocupação contra a segurança nacional.

12/09/2019 às 15:23
Notícia

Huawei está pensando em vender o acesso ao seu setor de negóc...

O interesse maior seria vender os negócios para uma organização fora da Ásia

As autoridades, no entanto, têm sustentado que suas medidas vêm de uma preocupação de ter empresas sujeitas à lei chinesa operando tecnologias sensíveis em território norte-americano. Elas alegam que tanto Huawei como ZTE poderiam ser intimadas secretamente pelo governo chinês a entregar informações privadas e pessoais para eles.

As novas propostas da FCC devem ser votadas em 19 de novembro.

Fonte: TechCrunch
User img

João Gabriel Nogueira

iPhones 11 de ouro temáticos para o Natal conseguem ser mais caros que o Mac Pro

iPhones 11 de ouro temáticos para o Natal conseguem ser mais caros que o Mac Pro

Estética é um conceito subjetivo, mas dinheiro não


LG apresenta linha Gram 2020, notebooks com até 20h de autonomia

LG apresenta linha Gram 2020, notebooks com até 20h de autonomia

A empresa divulgou quatro modelos do dispositivo, com telas entre 14 e 17 polegadas


SoC Kirin 1020 da Huawei terá um desempenho 50% melhor que do Kirin 990 [Rumor]

SoC Kirin 1020 da Huawei terá um desempenho 50% melhor que do Kirin 990 [Rumor]

Novo chip pode vir com núcleos ARM Cortex-A78.


Novo fone de ouvido sem fio da Xiaomi ganha certificado Bluetooth

Novo fone de ouvido sem fio da Xiaomi ganha certificado Bluetooth

Dispositivo se chama Mi True Wireless Earphones 2S


Huawei P40 pode ter 5 câmeras, mas sem sensor de 108 MP [Rumor]

Huawei P40 pode ter 5 câmeras, mas sem sensor de 108 MP [Rumor]

Empresa deve adotar solução da Sony, além das tradicionais lentes Leica