Microsoft adiciona suporte para Snapdragon 850 e 8cx no Windows 10 versão 1903 e 1909
Créditos: 4gnews

Microsoft adiciona suporte para Snapdragon 850 e 8cx no Windows 10 versão 1903 e 1909

Empresa aproveitou o update de novembro para atualizar lista de requisitos de processadores

A versão 1909 do Windows 10, que será a atualização de novembro, já está quase pronta para os usuários do sistema operacional. Juntamente com o update, a Microsoft também revisou os processadores que tem suporte ao SO. A novidade da lista divulgada pela empresa é a adição do Snapdragon 850 e 8cx da Qualcomm, que começaram a chegar no mercado em notebooks há cerca de um ano, com o Lenovo Yoga C630 WOS.

Publicação original Microsoft Blog

As empresas tradicionais de processadores para PCs e notebooks são: Intel e AMD, sendo a Intel a mais popular, com a maior fatia do mercado. Apesar disso, a AMD já tem mais renome, enquanto a Qualcomm começou a fornecer processadores para notebooks há pouco tempo.

15/08/2018 às 11:36
Notícia

Qualcomm Snapdragon 850, para notebooks always on, aparece em...

O chip foi anunciado pela Qualcomm na Computex

A Qualcomm é amplamente conhecida por fornecer processadores topo de linha para smartphones. Em agosto de 2018 ela começou a investir também em notebooks, o que fez com que a Microsoft adicionasse o suporte para a empresa no Windows. A primeira versão do Windows 10 com suporte para Snapdragon (835) foi a 1709. Posteriormente, na versão 1803 o Snapdragon 850 já era suportado junto com o 835. A versão 1809 compreendia apenas o Snapdragon 850 e as últimas atualizações, 1903 e a 1909, dão suporte apenas para Snapdragon 850 e 8cx. Você pode conferir os detalhes com todos os processadores suportados clicando na tabela abaixo:

21/10/2019 às 19:43
Notícia

Atualização KB4517389 do Windows 10 enfrenta problemas de Tel...

Além da famosa BSOD, update ainda pode quebrar menu iniciar e navegador Edge

A versão padrão da atualização é a 1903, a versão 1909 traz algumas melhorias e correções para a anterior, mas não vai adicionar nenhum novo recurso de fato. O update de novembro já está disponível para alguns usuários que são beta, chamados de Insiders pela Microsoft e desenvolvedores. Eles são responsáveis por identificar se o sistema está apresentando algumas falhas e bugs, antes que ele seja massivamente distribuído. Esse processo é muito importante, principalmente depois de tantos relatos de erros em atualizações do Windows 10 nos últimos tempos.

Via: Adrenaline
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

OnePlus 8 Pro não passará de US$ 1.000 e terá Snapdragon 865 e RAM LPDDR5

OnePlus 8 Pro não passará de US$ 1.000 e terá Snapdragon 865 e RAM LPDDR5

Nem mesmo a alternativa mais cara do topo de linha chegará ao valor, mesmo com UFS 3.0


Microsoft está se preparando para remover o Painel de Controle clássico do Windows 10

Microsoft está se preparando para remover o Painel de Controle clássico do Windows 10

Opção já está sendo testada internamente na empresa


Esse são os novos OnePlus 8 e 8 Pro - veja detalhes dos aparelhos em vazamento

Esse são os novos OnePlus 8 e 8 Pro - veja detalhes dos aparelhos em vazamento

Aparelhos devem trazer Snapdragon 865 e até 12GB de RAM com 256GB de espaço interno


Mi 10 e 10 Pro: Veja todos os destaques dos melhores aparelhos da Xiaomi

Mi 10 e 10 Pro: Veja todos os destaques dos melhores aparelhos da Xiaomi

Aparelhos se garantem em fotografia e prometem carregamento super rápido de bateria


Apple pode reduzir custos de produção ao trocar chips Intel por ARM nos Macs

Apple pode reduzir custos de produção ao trocar chips Intel por ARM nos Macs

Análise de especialista aponta um gasto entre 40% e 60% menor para a empresa