Novos módulos DRAM da Samsung podem levar 12GB para celulares intermediários
Créditos: The Daily Dot

Novos módulos DRAM da Samsung podem levar 12GB para celulares intermediários

Empresa anunciou fabricação em massa de módulos uMCP de 12GB de memória LPDDR4X

A Samsung anunciou nessa semana que começou a fabricação em larga escala de seus novos módulos de memória que vão permitir colocar capacidades maiores em celulares intermediários, fazendo os 12GB não serem mais quase exclusivos para o segmento high-end de smartphones.

07/05/2019 às 20:00
Artigo

O que é armazenamento Universal Flash Storage (UFS) e quais s...

Versão 3.0 estreia no OnePlus 7 e deve ser determinante para o desempenho de vários modelos

Os novos componentes se chamam uMCP, que é uma sigla para UFS-based multichip package. Em tradução livre, fica algo como "pacote multichips baseado em UFS". UFS é outra sigla, para Universal Flash Storage, uma tecnologia de memórias que explicamos melhor em nosso artigo neste link.


Créditos da imagem: Samsung

Voltando aos novos componentes da Samsung, os módulos uMCP são os primeiros do mercado a oferecer 12GB de capacidade LPDDR4X e sua produção deve garantir oferecer esse tipo de memória RAM em dispositivos mais acessíveis, como informou um dos executivos da empresa sul-coreana:

"Aproveitando nossos avançados chips LPDDR4X de 24-gigabit (Gb), nós podemos oferecer a maior capacidade de DRAM mobile de 12GB não apenas para smartphones topo de linha, mas também para dispositivos intermediários. A Samsung vai continuar a suportar nossos clientes de fabricação de smartphones com desenvolvimento em tempo da próxima geração de soluções de memória, trazendo experiências melhoradas com o smartphone para muito mais usuários ao redor do mundo."
Sewon Chun, vice-presidente executivo de marketing de memórias na Samsung Electronics

A promessa dos novos componentes é oferecer uma taxa de transferência de dados de até 4.266 mbps, o que possibilitaria gravação de vídeos em 4K com tranquilidade, além de incorporar mais funções de IA e machine learning, recursos já comuns em aparelhos topo de linha que podem começar a aparecer em dispositivos intermediários também. Claro que essas são possibilidades trazidas pelas novas memórias que ainda vão depender de outras compatibilidades do smartphone, principalmente do processador que estiver instalado nele.

A Samsung entende que existe uma demanda crescente por módulos cada vez maiores de memória, especialmente acima dos 10GB, um patamar bem difícil de quebrar quando não estamos falando de dispositivos premium. A empresa pretende então continuar a oferecer cada vez mais rápido a disponibilidade desses componentes, além de garantir uma posição avançada no competitivo mercado mobile.

Fonte: TechPowerUp
User img

João Gabriel Nogueira

Snoppa Vmate filma em 4K e é mais um concorrente para o DJI Osmo Pocket

Snoppa Vmate filma em 4K e é mais um concorrente para o DJI Osmo Pocket

Gadget pesa 118 gramas e também cabe na palma da mão


Qualcomm e Xiaomi revelam que Mi 10 virá com processador Snapdragon 865

Qualcomm e Xiaomi revelam que Mi 10 virá com processador Snapdragon 865

Smartphone chega no primeiro trimestre de 2020


Motorola pode lançar smartphone dobrável com Moto Snaps

Motorola pode lançar smartphone dobrável com Moto Snaps

O possível Razr 2020 pode trazer adicionais em sua dobra


Austrália começa a usar câmeras com Inteligência Artificial para pegar motoristas no celular

Austrália começa a usar câmeras com Inteligência Artificial para pegar motoristas no celular

País é o primeiro do mundo a implementar tecnologia em todo um estado


Mercado de TI da América Latina deve ter aumento de 4,8% em 2020

Mercado de TI da América Latina deve ter aumento de 4,8% em 2020

Segundo a IDC, os investimentos do Brasil no setor chegarão a US$48 bilhões no próximo ano