Competição de corrida com drones autônomos tem premiação de até U$2 milhões
Créditos: DRL

Competição de corrida com drones autônomos tem premiação de até U$2 milhões

Todas as equipes utilizam a mesma aeronave, vence quem fizer a melhor programação para cruzar a linha de chegada

A Drone Racing League (DRL), liga de drones mundial, em parceria com a Lockheed Martin, está preparando um campeonato curioso utilizando o drone autônomo Racer AI. A competição é chamada de Alpha Pilot e reúne onze equipes, todas utilizando o mesmo drone de inteligência artificial com o objetivo de chegar na frente até mesmo de pilotos profissionais.

As linhas de código e programação que cada time fará para cruzar a linha de chegada serão determinantes. Os vencedores receberão prêmios no valor de até 2 milhões de dólares.

Entenda como funciona o voo autônomo do
Skydio 2, melhor drone do mundo nesse modo

A aeronave traz código aberto, cada equipe determinará a estratégia, se vai correr de forma mais segura ou ousada nas curvas mantendo alta velocidade, no fim, a melhor programação vencerá. O RacerAI é equipado com o kit de desenvolvimento Jetson AGX Xavier da Nvidia, similar com o utilizado no drone Skydio 2.

Segundo Nicholas Horbaczewski, CEO e Fundador da DRL, a competição marca um passo inicial rumo a um futuro em que sistemas autônomos poderão operar em todos os ambientes voadores complexos, desde a entrega de pacotes até as missões de busca e resgate.

“O DRL RacerAI é um marco importante para a Drone Racing League e o futuro do esporte. A IA derrotou os seres humanos em quase todos os jogos digitais que conhecemos, mas ainda não chegou perto de derrotar um humano nos esportes da vida real. Nos eventos competitivos da AIRR, veremos o DRL RacerAI ficar mais rápido e inteligente, alcançar os concorrentes humanos e, um dia, superar o melhor piloto do mundo.
Nicholas Horbaczewski, CEO e Fundador da DRL

As equipes ainda se preparam para a competição, com a estreia do drone marcada para esta semana e mais três corridas agendadas para Novembro e Dezembro.

Os participantes responsáveis por determinar o comportamento da aeronave são de diferentes regiões do globo e estão inclusos engenheiros, estudantes, pilotos e programadores. A competição também contará com uma equipe brasileira, a XQuad, formada por 10 engenheiros da Universidade Federal de Minas Gerais, segundo a nota no site oficial, a equipe está preparada para pensar fora da caixa para vencer a competição.

Via: DroneDj Fonte: Herox, Nvidia, The Drone Racing League

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Drones fazem competição para entregar suprimentos a fuzileiros navais

Drones fazem competição para entregar suprimentos a fuzileiros navais

Modelos podem voar em distâncias de até 10km para entregas com carga


Huawei usa IA, 5G e IoT para criar base para mundo inteligente em 2030

Huawei usa IA, 5G e IoT para criar base para mundo inteligente em 2030

Apresentação da empresa mostrou tendências para a tecnologia nos próximos 10 anos


Celular lançado no Japão não deixa tirar fotos de nudes

Celular lançado no Japão não deixa tirar fotos de nudes

Celular Tone e20 usa inteligência artificial para bloquear este tipo de imagem


Drone que leva pessoa e faz acrobacias é controlado remotamente - Veja vídeo

Drone que leva pessoa e faz acrobacias é controlado remotamente - Veja vídeo

Ele foi construído para promover o jogo Drone Champions League


Ano novo em Sydney terá drones no lugar de fogos de artifício

Ano novo em Sydney terá drones no lugar de fogos de artifício

Proposta surgiu para evitar incêndios na cidade australiana