Intel apresenta The Element, uma próxima geração de PCs modulares
Créditos: AnandTech

Intel apresenta The Element, uma próxima geração de PCs modulares

O novo computador modular está em desenvolvimento e deve ficar pronto para o mercado em 2020

A Intel anunciou o seu novo produto conceitual, o The Element. A novidade apresentada pela empresa é baseada em computação modular, onde o usuário tem a liberdade para trocar as peças e substituí-las conforme sua vontade, de forma simplificada. Para os usuários de PCs que tem interesse em atualizar a sua máquina conforme novas peças chegam ao mercado isso é uma boa novidade.

O The Element é um PC completo, ele é composto por CPU, memória RAM e armazenamento, com um slot PCIe conectado. Ele possui diversas opções de entradas e saídas (E/S) como: Thunderbolt, HDMI, Ethernet, USB e Wi-Fi. Sendo assim, uma opção de computador diferenciada.

Esse projeto se assemelha muito com o Christine da Razer, que também tinha o mesmo objetivo. Esse sistema não teve muita adesão dos usuário e acabou que não emplacou no mercado. Com o The Element, a Intel tenta trazer a ideia novamente.

Há inúmeras possibilidades de modificação do sistema desse PC. Para demonstrar a sua capacidade, a Intel usou uma CPU BGA Xeon com dois slots SODIMM para memória e duas portas M.2 para expansão de armazenamento. Foi usado um cooler que resfria diretamente o dissipador de calor da CPU. A energia foi fornecida pelo slot PCIe de 75 Watts e pelo conector de 8 pinos, com uma fonte de alimentação comum. 

O The Element oferece toda a capacidade de computação em uma placa conectada à placa-mãe única com um slot PCIe. Isso quer dizer que a partir dele é possível montar um PC pequeno, básico, até um super computador gigante, permitindo diversas alterações do design. Até formar um servidor é uma possibilidade.

09/10/2019 às 09:55
Notícia

Intel confirma mais detalhes sobre desempenho de sua primeira...

O chip gráfico com a arquitetura Intel Xe pode ser lançado ainda no primeiro semestre de 2020

No momento esse projeto ainda está passando pela fase de desenvolvimento. O planejamento é que ele comece a ser introduzido no mercado no próximo ano, 2020. O mais provável é que ele fique disponível no final do primeiro trimestre ou no início do segundo, entre março e abril. Ainda não se sabe qual vai ser o valor cobrado pela Intel e nem quais serão suas configurações finais, já que é necessário diversas confirmações de diferentes fabricantes.

Via: TechPowerUp, AnandTech
User img

Ana Luiza Pedroso

Philips estaria trabalhando em novos modelos de lâmpadas externas Hue

Philips estaria trabalhando em novos modelos de lâmpadas externas Hue

Catálogo vazado da empresa mostra opções inéditas e versões atualizadas


Ivanka Trump pode dar palestra na CES 2020, apontam documentos

Ivanka Trump pode dar palestra na CES 2020, apontam documentos

Apresentação com a empresária e designer deverá acontecer no dia 8 de janeiro


SpaceX vai levar maconha para a Estação Espacial Internacional

SpaceX vai levar maconha para a Estação Espacial Internacional

Cientistas querem estudar os efeitos da microgravidade nas plantas da espécie Cannabis


Drone Ubsan Zino 2 grava em 4K60fps, tem gimbal de 3 eixos e voa por 33 minutos custando menos de US$500

Drone Ubsan Zino 2 grava em 4K60fps, tem gimbal de 3 eixos e voa por 33 minutos custando menos de US$500

Aeronave tem bateria de 3800mAh e pode ficar até 6km de distância sem perder conexão


Vice-presidente da Oppo diz que a empresa desenvolverá seus próprios chips

Vice-presidente da Oppo diz que a empresa desenvolverá seus próprios chips

Empresa registrou a marca “OPPO M1” em novembro deste ano.