Intel apresenta The Element, uma próxima geração de PCs modulares
Créditos: AnandTech

Intel apresenta The Element, uma próxima geração de PCs modulares

O novo computador modular está em desenvolvimento e deve ficar pronto para o mercado em 2020

A Intel anunciou o seu novo produto conceitual, o The Element. A novidade apresentada pela empresa é baseada em computação modular, onde o usuário tem a liberdade para trocar as peças e substituí-las conforme sua vontade, de forma simplificada. Para os usuários de PCs que tem interesse em atualizar a sua máquina conforme novas peças chegam ao mercado isso é uma boa novidade.

O The Element é um PC completo, ele é composto por CPU, memória RAM e armazenamento, com um slot PCIe conectado. Ele possui diversas opções de entradas e saídas (E/S) como: Thunderbolt, HDMI, Ethernet, USB e Wi-Fi. Sendo assim, uma opção de computador diferenciada.

Esse projeto se assemelha muito com o Christine da Razer, que também tinha o mesmo objetivo. Esse sistema não teve muita adesão dos usuário e acabou que não emplacou no mercado. Com o The Element, a Intel tenta trazer a ideia novamente.

Há inúmeras possibilidades de modificação do sistema desse PC. Para demonstrar a sua capacidade, a Intel usou uma CPU BGA Xeon com dois slots SODIMM para memória e duas portas M.2 para expansão de armazenamento. Foi usado um cooler que resfria diretamente o dissipador de calor da CPU. A energia foi fornecida pelo slot PCIe de 75 Watts e pelo conector de 8 pinos, com uma fonte de alimentação comum. 

O The Element oferece toda a capacidade de computação em uma placa conectada à placa-mãe única com um slot PCIe. Isso quer dizer que a partir dele é possível montar um PC pequeno, básico, até um super computador gigante, permitindo diversas alterações do design. Até formar um servidor é uma possibilidade.

09/10/2019 às 09:55
Notícia

Intel confirma mais detalhes sobre desempenho de sua primeira...

O chip gráfico com a arquitetura Intel Xe pode ser lançado ainda no primeiro semestre de 2020

No momento esse projeto ainda está passando pela fase de desenvolvimento. O planejamento é que ele comece a ser introduzido no mercado no próximo ano, 2020. O mais provável é que ele fique disponível no final do primeiro trimestre ou no início do segundo, entre março e abril. Ainda não se sabe qual vai ser o valor cobrado pela Intel e nem quais serão suas configurações finais, já que é necessário diversas confirmações de diferentes fabricantes.

Continua após a publicidade
Via: TechPowerUp, AnandTech
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.