Google vai obrigar todas as fabricantes a usarem Android 10 depois de janeiro de 2020
Créditos: Android Authority

Google vai obrigar todas as fabricantes a usarem Android 10 depois de janeiro de 2020

Essa é mais uma medida da Google para resolver o problema de distribuição de novos softwares

O Google confirmou que a partir do dia 31 de janeiro de 2020 todos os smartphones Android que forem lançados, indiferente da empresa e modelo, precisarão obrigatoriamente executar o Android 10, versão mais recente do sistema operacional. Os desenvolvedores que produzem conteúdo para o site XDA-Developers informaram que o GMS (Google Mobile Services) só será autorizado se a compilação estiver baseada na última versão do software.

04/09/2019 às 09:26
Notícia

Android 10 mostra novamente os problemas de distribuição enfr...

Lançada esta semana, a atualização deve demorar bastante para chegar à maioria dos smartphones

Um dos grandes problemas enfrentados pelo Google com o seu sistema mobile é a distribuição do software. Como diversas marcas e modelos de aparelhos utilizam o sistema de código aberto, é difícil para o próprio Google manter todos os seus usuários com o sistema atualizado. A empresa está buscando reverter o cenário com diversas atitudes, como, por exemplo, o Project Treble (que divide o Android em dois compartimentos: uma versão pura e outra que vai exclusivamente para as fabricantes que realizam modificações no sistema operacional). O objetivo é fazer as atualizações de forma mais rápida.

Obrigar que todos os smartphones lançados em 2020 tenham o Android 10 rodando também é outra forma de tornar o sistema operacional atualizado. O problema é se alguma fabricante decidir lançar aparelhos baseados em sistemas anteriores (como o Android 9 Pie), antes do dia 31 de janeiro, o que, segundo o comunicado da Google, ainda será possível. 

26/09/2019 às 17:38
Notícia

Android 10 Go Edition é lançado com promessa de sistema mais ...

Atualização vem com criptografia Adiantum e uma série de novos recursos

Os aparelhos que possuem configurações mais simples, os conhecidos smartphones de entrada, também são atendidos por uma versão recente disponibilizada pela Google. A empresa lançou o Android 10 Go, que é um sistema que otimiza a RAM utilizada no dispositivo, rodando levemente em aparelhos com até 1,5GB. Portanto, mesmo que as empresas tenham interesse em usar uma versão anterior para otimizar espaço, isso não se justifica, já que a Google oferece uma versão atualizada do sistema para rodar em dispositivos com menos capacidade.

O GMS citado anteriormente corresponde ao pacote de aplicativos do Google, que inclui a loja geral de apps, a Google Play Store. Todos os smartphones que não tem sistema operacional próprio - caso do iPhone e dos próximos dispositivos da Huawei  - são equipados pelo Android.

Para ver quais são as novidades do Android 10 veja o vídeo abaixo:

Via: GSM Arena Fonte: XDA-Developers
User img

Ana Luiza Pedroso

Samsung lança atualização que corrige problemas no leitor de digitais do S10 e Note 10

Samsung lança atualização que corrige problemas no leitor de digitais do S10 e Note 10

Smartphones chegaram a ser banidos por apps de Internet Banking por causa de falha de segurança


Wireless Android Auto enfim chega ao Brasil e mais 14 países da América Latina

Wireless Android Auto enfim chega ao Brasil e mais 14 países da América Latina

Tecnologia permite ligar seu celular ao sistema de infotainment do carro sem usar fios


Computador quântico da Google supera supercomputadores clássicos em velocidade

Computador quântico da Google supera supercomputadores clássicos em velocidade

Empresa passou mais de 10 anos trabalhando na tecnologia


Samsung divulga novo Exynos de 2020; SoC pode chegar na linha Galaxy S11

Samsung divulga novo Exynos de 2020; SoC pode chegar na linha Galaxy S11

Empresa disse que o novo Exynos vai dar um salto de nível em inteligência mobile


SpaceX quer oferecer internet com satélites até metade de 2020

SpaceX quer oferecer internet com satélites até metade de 2020

Notícia foi dada por Gwynne Shotwell, presidente da empresa