Disney proíbe seus canais de TV de aceitarem propagandas da Netflix
Créditos: Disney

Disney proíbe seus canais de TV de aceitarem propagandas da Netflix

Empresa se prepara para entrar no mercado de streaming com o serviço Disney+

A gigante do ramo de entretenimento Disney emitiu uma ordem proibindo praticamente todos os seus canais de televisão por assinatura de aceitarem veicular propagandas da Netflix. O exceção será o canal de esportes ESPN que, apesar de ser de propriedade da Disney, seguirá aceitando dinheiro para exibir comerciais do serviço de streaming.

23/08/2019 às 21:03
Notícia

Disney confirma que Disney+ chega ao Brasil em 2020

Serviço de streaming faz sua estreia em 12 de novembro nos Estados Unidos e outros países

O motivo para isso, é claro, reside nos preparativos da empresa para o lançamento da sua própria assinatura de streaming, que se chamará Disney+. Apesar disso, como aponta o site GSMArena, a Disney parece ter sua mira apenas apontada para a Netflix.

No momento, não há qualquer proibição para a exibição de propagandas de serviços de streaming de séries como Amazon Prime Video, Apple TV Plus e Comcast Xfinity TV. Mesmo assim, é interessante lembrar que a relação entre Disney e Amazon não está perfeita, pois o serviço Disney+ não poderá ser baixado na plataforma Fire TV.


Fonte: Netflix

A Netflix possui um orçamento total de US$ 1,8 bilhão (R$ 7,3 bilhões em conversão direta) para publicidade, dos quais US$ 99,2 milhões (R$ 402 milhões) são alocados para propagandas em emissoras de televisão. Dessa quase centena de milhões de dólares, 13% eram gastos em canais de entretenimento que fazem parte do grupo Disney.

O serviço de streaming Disney+ será lançado nos Estados Unidos e no Canadá no dia 12 de novembro. Ele virá com tudo que se espera em termos de conteúdos proprietários da Disney, incluindo as franquias Star Wars e os filmes e séries da Marvel.

A assinatura mensal inicial será de US$ 6,99 (R$ 28,35) na América do Norte, o que sai mais barato do que o plano mais básico da Netflix nesses países — que custa US$ 8,99 (R$ 36,46) sem nem incluir qualidade HD e com apenas exibição numa tela de cada vez. Aqui no Brasil, esse mesmo plano custa R$ 21,90. Os outros planos da Netflix custam R$32,90 e R$ 45,90 no país.

Continua após a publicidade

Como explica o site WCCF Tech, as ações da Netflix já caíram 29% apenas em 2019 por causa do aumento da competitividade no mercado de streaming, assim como a perda de boa parte dos seus conteúdos mais populares. Isso aconteceu exatamente porque empresas como a Disney estão interessadas em começar seus próprios serviços de streaming, dando a elas motivos para retirarem suas produções do catálogo da Netflix.

Via: GSMArena, WCCF Tech
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

Semana BLACK FRIDAY: 7 DICAS para COMPRAR MUITO BARATO na INTERNET!

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.