Carros com sistemas avançados de segurança precisam melhorar muito, indica pesquisa
Créditos: AAA

Carros com sistemas avançados de segurança precisam melhorar muito, indica pesquisa

Em um teste simples de travessia, 89% dos veículos falharam

Alguns veículos são equipados com sistemas anti-impacto de alta tecnologia, prometendo aumentar a segurança não só do motorista mas também dos pedestres ao seu redor. Essa tendência tecnológica é extremamente válida e pode ajudar em muito no dia a dia, mas aparentemente ela ainda precisa melhorar muito. Uma pesquisa conduzida pela Associação Americana de Automóveis (AAA) demonstrou que os carros equipados com sistemas de alta precisão não conseguem evitar impactos com pedestres na maioria das situações de perigo.

Tesla rompe com Nvidia e diz ter criado o chip
mais  poderoso do mundo para carros autônomos

Carros de diversas fabricantes foram colocados à prova, incluindo Chevy Malibu, Honda Accord, Tesla Model 3 e Toyota Camry. No teste, um boneco da altura de um adulto mediano atravessa a rua com o carro a cerca de 32km/h. A associação revela que em 60% dos casos, o veículo atingiu o boneco. A pior parte é que os testes foram feitos em condições boas de tempo, com um dia claro e sem outras adversidades.

E esses números pioraram quando os pesquisadores trocaram o boneco do tamanho de um adulto para o de uma criança, cerca de 89% os veículos com sistema avançado anti-impacto falharam. Testes à noite foram preocupantes, os carros de nenhum fabricante com esse tipo de tecnologia foi capaz de evitar a colisão, nem mesmo utilizando o boneco adulto.

Outras condições também foram testadas, ao encontrar dois adultos em pé na pista os carros colidiram 80% das vezes, já encontrando um pedestre depois de uma curva o impacto aconteceu em 100% das vezes. Para estudar os resultados, cada veículo testado foi equipado com câmeras para capturar detalhes para aprimorar a pesquisa, além de poder ser utilizado para melhorar os sistemas de segurança.

Segundo a AAA, as empresas estão no caminho certo da tecnologia, em cenários em que há uma chance menor de colisão eles conseguem fazer alertas, mas ainda precisam melhorar muito. 

Via: The Verge
User img

Neri Neto

O universo geek faz parte do dia a dia, da vida, deste jornalista. Formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, Neri Neto é responsável por conteúdos diversos no Mundo Conectado. Ele adora tecnologia, cinema, games e descobriu ainda na infância que a linguagem dos vídeos seria perfeita para falar de tudo que ama. Neri também fala bastante em terceira pessoa, gosta de descontrair e está sempre nas redes sociais.

PIX: TUDO que você PRECISA SABER

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.