Pesquisadores criam forma de aumentar o tempo de voo de drones
Créditos: HiPeR Lab

Pesquisadores criam forma de aumentar o tempo de voo de drones

Método utiliza uma aeronave secundária equipada com uma bateria

Pesquisadores desenvolveram uma maneira interessante de aumentar o tempo de voo de um drone, um sistema que permite a utilização de uma nova bateria enquanto está em pleno voo. Isso permite que o drone permaneça voando por muito mais tempo e resolvendo um dos maiores fatores limitadores dessas aeronaves na atualidade.

O sistema utiliza duas aeronaves e é praticamente um abastecimento aéreo. Após um determinado tempo de consumo de energia no ar, uma aeronave secundária abastece a primária. O método é bastante engenhoso e não parece tão prático, mas para finalidades que precisam do drone funcionando por mais tempo pode ser muito útil.

iFood vai experimentar entregas com
drones em São Paulo a partir de outubro

A aeronave principal é capaz de voar por 12 minutos com uma bateria embutida de 2,2Ah, já a menor tem uma bateria embutida para uso próprio de 0,8Ah e transporta uma bateria de 1,5Ah para abastecer a principal. Com o auxílio desse sistema criado, foi possível passar a autonomia de 12 minutos para cerca de uma hora (57 minutos). Drones atualmente sofrem para atingir os 30 minutos de autonomia, chegar a uma hora, ainda que seja com um "jeitinho", é sem dúvida um grande passo. A parte mais complicada desse sistema talvez seja o fato de não parecer muito comercial, o consumidor individual dificilmente adotaria essa solução.

Na imagem abaixo é possível ver a estação da aeronave principal, trazendo quatro conectores de energia, um em cada canto. Quando o drone menor se encaixa nela, a transferência de energia ocorre e as duas baterias, a nova engatada e a principal, passam a trabalhar juntas.

Com drones sendo utilizados para diversas funções, incluindo até mesmo entrega de produtos, o tempo de autonomia das aeronaves continua sendo um problema, sendo necessária a criação de novas tecnologias. Essa pesquisa em questão foi desenvolvida pelos pesquisadores Karan P. Jain e Mark W. Mueller, pela HiPeR Lab, especializada em robótica e com foco em aeronaves, desenvolvendo tecnologias de segurança para elas e aperfeiçoando a forma como voam através do seu design e mecanismo. O laboratório explica que trabalham bastante na possibilidade de execução de ideias, isso para garantir quando elas podem mesmo ser implementadas na área.

Via: Hackster.io Fonte: HiPeR Lab, HiPeR Lab (YouTube)
User img

Neri Neto

O universo geek faz parte do dia a dia, da vida, deste jornalista. Formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, Neri Neto é responsável por conteúdos diversos no Mundo Conectado. Ele adora tecnologia, cinema, games e descobriu ainda na infância que a linguagem dos vídeos seria perfeita para falar de tudo que ama. Neri também fala bastante em terceira pessoa, gosta de descontrair e está sempre nas redes sociais.

PIX: TUDO que você PRECISA SABER

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.