Indústria estabelece padrões para televisores com resolução 8K
Créditos: Reprodução/Engadget

Indústria estabelece padrões para televisores com resolução 8K

A Consumer Technology Association liberou as especificações que uma tela precisa ter para ganhar sua certificação

Próximo grande objetivo da indústria de televisores, as telas com resolução 8K aos poucos começam ganhar padrões definidos para chegar ao mercado. A Consumer Technology Association (CTA) divulgou no dia 17 de setembro as definições oficiais para telas com o padrão, que devem ser identificadas pelo novo selo “8K Ultra HD”.

Segundo a associação, os padrões foram adotados pelas principais fabricantes do mercado e determinam detalhes relacionados a resolução de tela, entradas digitais, HDR, upscale e profundidade de bits. Uma extensão do programa 4K Ultra HD iniciado em 2014, o novo padrão e logotipo poderão ser usados oficialmente a partir do dia 1 de janeiro de 2020.

Fonte da imagem - Divulgação/Consumer Technology Association

Para receber a certificação oficial, um modelo terá necessariamente que possui a resolução de tela 7680x4320 pixels e suportar conteúdos em 24, 30 e 60 quadros por segundo. Também será necessário ter funções HDR, usar a proteção de conteúdo HDCP 2.2 e produzir cores com profundidade de 10 bits — a capacidade de fazer upscale de qualquer vídeo para 8K também é obrigatória.

Padronizando práticas que já são adotadas

10/09/2019 às 11:06
Notícia

Samsung anuncia parceria com a SK Telecom para criar TV 8K co...

As empresas também vão trabalhar juntas em um modelo de negócios B2B para escritórios inteligentes

As definições completas estão disponíveis no site oficial da CTA que, na prática, não muda muito o mercado de televisores com seu anúncio. A divulgação das especificações oficiais do formato 8K serve mais como uma formalização de práticas já adotadas por fabricantes do que uma mudança significativa na forma como elas trabalham.

Para os consumidores, o novo selo traz a vantagem de oferecer uma referência fácil dos modelos que se encaixam no novo padrão. Obviamente, as TVs que chegarão ao mercado vão contar com especificações diferentes, então ainda será preciso ficar atento a certos detalhes para garantir a experiência 8K ideal.

As especificações divulgadas pela Consumer Technology Association são semelhantes àquelas divulgadas em agosto deste ano pela 8K Association. Na época, a associação também havia divulgado a necessidade de os aparelhos trabalharem com iluminações com picos de 600 nits, com o codec HEVC e com a interface de conexão HDMI 2.1.
 

Via: Engadget Fonte: Consumer Technology Association
User img

Felipe Gugelmin

Jornalista com 10 anos de experiência nas áreas de tecnologia e games, gosta de estar por dentro das últimas tendências e novidades. Dedica boa parte do tempo livre a jogar (representante da PC Master Race), mas também arranja um tempo para a vida social, leituras e dar passeiros com seu cachorro.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Samsung Display confirma encerramento na produção de LCD até o final de 2020

Samsung Display confirma encerramento na produção de LCD até o final de 2020

Justificativa seria queda na demanda por painéis do tipo e excesso de oferta


Xiaomi lança na Europa Mi TV 4S de 65 polegadas com tela 4K HDR

Xiaomi lança na Europa Mi TV 4S de 65 polegadas com tela 4K HDR

Modelo chega no mercado pelo preço aproximado de US$ 605


Hisense lança smart TV de 85 polegadas e tela dupla

Hisense lança smart TV de 85 polegadas e tela dupla

Segunda tela tem 28 polegas e fica logo abaixo da principal


Huawei lança versão de 128GB da Smart TV Vision Premium Edition

Huawei lança versão de 128GB da Smart TV Vision Premium Edition

Smart TV tem diversas funcionalidades únicas e vem equipada com 4GB de memória RAM


Homem estoca 17.000 garrafas de álcool gel, mas Amazon impede as vendas

Homem estoca 17.000 garrafas de álcool gel, mas Amazon impede as vendas

Tentativas de lucro excessivo por causa da pandemia do coronavírus estão sendo barradas