Venda de feature phones no Brasil aumenta 34% em relação ao 2º semestre de 2018

Venda de feature phones no Brasil aumenta 34% em relação ao 2º semestre de 2018

Último aumento comercial no mercado mobile do país foi em 2016

As vendas de smartphones no Brasil alavancaram nos últimos meses e acabaram surpreendendo o mercado, já que a última vez que isso aconteceu foi em 2016. No período dos meses de abril, maio e junho de 2019 foram vendidos 852 mil unidades de feature phones, os telefones celulares mais simples do mercado em questão de hardware mas que ainda trazem recursos modernos. Essas vendas no último trimestre representam um crescimento de 34% em relação ao segundo trimestre de 2018, algo que não acontecia desde o terceiro trimestre de 2016.

10/09/2019 às 14:14
Notícia

Vendas de iPhone estão caindo pelo terceiro trimestre consecu...

Apple está vendendo mais aparelhos da nova geração, e o destaque vai para o modelo XR

Em 2018, o mercado de smartphones também registrou alta de 6,2%, com 12,1 milhões de unidades vendidas, superando as previsões que indicavam queda de 6%. O estudo IDC Brazil Mobile Phone Tracker Q2/2019 foi realizado pela IDC Brasil. De acordo com a pesquisa, 2016 foi quando o cenário econômico fez o consumidor buscar celulares mais baratos e registrou aumento de 48%. 

"O surpreendente resultado das vendas de feature phones foi impulsionado pela entrada de um novo sistema operacional para a categoria, o KaiOS. O KaiOS deixou os feature phones inteligentes e passou a atender o consumidor que prefere modelos mais simples e fáceis de usar, mas que também quer usar os aplicativos que já fazem parte da rotina do brasileiro", explica Renato Meireles, analista de Mobile Phones & Devices da IDC Brasil. Com as inovações, o preço do celular aumentou 4% e passou a custar, em média, R$ 132. A receita também cresceu e no segundo trimestre de 2019 foi de R$ 112, 7 milhões, 39,3% maior que no mesmo período do ano passado.

O crescimento no mercado de smartphones se deve aos novos modelos das fabricantes, com novos recursos, especificações e design. O preço médio ficou em torno de R$ 1.252, o que resultou em um faturamento de R$ 15,1 bilhão, 15,6% a mais do que o segundo trimestre de 2018.

Para o terceiro trimestre de 2019, a previsão da IDC Brasil para o mercado de feature phones é de alta de 31,4%. Já os smartphones deverão ter queda de 1%, de acordo com a mesma previsão. Com essa queda, especula-se que fabricantes vendam smartphones com preços mais baixos já que no segundo trimestre o preço médio subiu 8,9%. Assim, o varejo deve fazer promoções para estimular o consumo e baixar os estoques.

WhatsApp faz parceria com Any.do e ganha lembretes

WhatsApp faz parceria com Any.do e ganha lembretes

Apesar de interessante, função só está disponível para usuários premium da plataforma de produtividade


Próximo iPhone 2020 pode ter uma bateria maior, sem ocupar mais espaço

Próximo iPhone 2020 pode ter uma bateria maior, sem ocupar mais espaço

Apple pode estar trabalhando em uma solução para dar mais autonomia para o smartphone


Imagens em baixa resolução do Galaxy S11 mostram as várias câmeras traseiras

Imagens em baixa resolução do Galaxy S11 mostram as várias câmeras traseiras

As fotos são de baixíssima resolução, mas podem ter confirmado o design do celular


Mi Note 10 começa a ser divulgado pela Xiaomi Brasil

Mi Note 10 começa a ser divulgado pela Xiaomi Brasil

Smartphone tem penta-câmera de 108MP como seu principal destaque


Huawei confirma que o HarmonyOS estará disponível em smartphones em 2020

Huawei confirma que o HarmonyOS estará disponível em smartphones em 2020

Sistema operacional será oferecido oficialmente com código aberto a partir de agosto do próximo ano