Pesquisadores criam fone de ouvido com leitor biométrico
Créditos: ACM/Reprodução

Pesquisadores criam fone de ouvido com leitor biométrico

Dispositivo faz uma leitura do canal auditivo antes de desbloquear o smartphone

Pesquisadores da Universidade de Buffalo, em Nova Iorque, estão trabalhando em uma maneira curiosa de proteger um smartphone. Estão criando um fone de ouvido capaz de fazer uma leitura biométrica do canal auditivo do usuário antes de desbloquear um smartphone. O mais surpreendente é que o protótipo teve 95% de eficácia até agora.

Como o desenho de cada canal auditivo é único, significa que a pesquisa é bastante promissora e só precisa ser aperfeiçoada. Segundo conta Zhanpeng Jin, principal responsável pela criação, os pesquisadores viram tantos estudantes circulando com fones de ouvido nas orelhas que começaram a se perguntar que tipo de inovação poderiam fazer envolvendo o gadget.

Só 1% dos estadunidenses acha a entrada
para fones de ouvido no celular realmente importante

Jin é PhD e professor do Departamento de Ciência da Computação e Engenharia na universidade e lidera a pesquisa intitulada de EarEcho. O modelo de fone de ouvido utilizado para os estudos se conecta com o smartphone via Bluetooth e ganhou destaque recentemente em uma publicação científica da Associação de Máquinas de Computação, com destaque para sua alta efetividade.

A Universidade registrou uma patente provisória para a tecnologia desenvolvida e revelou como o dispositivo funciona. Quando um som se propaga no ouvido de alguém, é refletido e absorvido pelo canal e todas as pessoas produzem um sinal único que pode ser gravado por um pequeno microfone embutido no aparelho.

A informação da leitura é passada para o smartphone via Bluetooth e analisada, caso coincida com a registrada no celular, o aparelho desbloqueia. O gadget foi testado em diferentes ambientes, como ruas e shoppings. Para garantir mais precisão, também foi testado com a cabeça dos testadores em diferentes posições e ângulos, com eles sentados, parados e com a cabeça inclinada.

Com o tempo de resposta de 1 segundo, o EarEcho teve 95% de precisão, mas esse número aumenta para 97.5% quando é dado 3 segundos para que ele faça a leitura.

Continua após a publicidade
Via: Science Daily Fonte: Universidade de Buffalo, ACM

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.