Pesquisadores criam fone de ouvido com leitor biométrico
Créditos: ACM/Reprodução

Pesquisadores criam fone de ouvido com leitor biométrico

Dispositivo faz uma leitura do canal auditivo antes de desbloquear o smartphone

Pesquisadores da Universidade de Buffalo, em Nova Iorque, estão trabalhando em uma maneira curiosa de proteger um smartphone. Estão criando um fone de ouvido capaz de fazer uma leitura biométrica do canal auditivo do usuário antes de desbloquear um smartphone. O mais surpreendente é que o protótipo teve 95% de eficácia até agora.

Como o desenho de cada canal auditivo é único, significa que a pesquisa é bastante promissora e só precisa ser aperfeiçoada. Segundo conta Zhanpeng Jin, principal responsável pela criação, os pesquisadores viram tantos estudantes circulando com fones de ouvido nas orelhas que começaram a se perguntar que tipo de inovação poderiam fazer envolvendo o gadget.

Só 1% dos estadunidenses acha a entrada
para fones de ouvido no celular realmente importante

Jin é PhD e professor do Departamento de Ciência da Computação e Engenharia na universidade e lidera a pesquisa intitulada de EarEcho. O modelo de fone de ouvido utilizado para os estudos se conecta com o smartphone via Bluetooth e ganhou destaque recentemente em uma publicação científica da Associação de Máquinas de Computação, com destaque para sua alta efetividade.

A Universidade registrou uma patente provisória para a tecnologia desenvolvida e revelou como o dispositivo funciona. Quando um som se propaga no ouvido de alguém, é refletido e absorvido pelo canal e todas as pessoas produzem um sinal único que pode ser gravado por um pequeno microfone embutido no aparelho.

"Não importa qual seja o som, os ouvidos de todos são diferentes e podemos mostrar isso nas gravações de áudio. Essa singularidade pode levar a uma nova maneira de confirmar a identidade do usuário, equivalente à impressão digital"
Zhanpeng Jin, professor e pesquisador na Universidade de Buffalo
 

A informação da leitura é passada para o smartphone via Bluetooth e analisada, caso coincida com a registrada no celular, o aparelho desbloqueia. O gadget foi testado em diferentes ambientes, como ruas e shoppings. Para garantir mais precisão, também foi testado com a cabeça dos testadores em diferentes posições e ângulos, com eles sentados, parados e com a cabeça inclinada.

Com o tempo de resposta de 1 segundo, o EarEcho teve 95% de precisão, mas esse número aumenta para 97.5% quando é dado 3 segundos para que ele faça a leitura.

Via: Science Daily Fonte: Universidade de Buffalo, ACM
Galaxy Fold 2: próximo dobrável da Samsung pode ter tela com vidro ultra fino

Galaxy Fold 2: próximo dobrável da Samsung pode ter tela com vidro ultra fino

A fabricante ainda estuda a aplicação, já que o material é melhor e mais caro


Caixa do Xiaomi Mi Note 10 aparece em imagem vazada

Caixa do Xiaomi Mi Note 10 aparece em imagem vazada

Vazamentos também indicam um outro smartphone com câmera de 108MP


Nvidia lidera mercado de chips edge AI, mas concorrência se intensifica

Nvidia lidera mercado de chips edge AI, mas concorrência se intensifica

Relatório da ABI Research traz novos insights sobre hardware para inteligência artificial


SpaceX pede para ter acesso a um espectro de mais de 30.000 satélites Starlink

SpaceX pede para ter acesso a um espectro de mais de 30.000 satélites Starlink

A empresa pode aumentar cerca de 5x o número de naves espaciais lançadas pela humanidade


Xiaomi já vendeu mais de 100 milhões de celulares da linha Redmi Note

Xiaomi já vendeu mais de 100 milhões de celulares da linha Redmi Note

Sucesso da marca Redmi promete ser ainda maior com a chegada do Redmi Note 8