Correios declaram greve geral contra a privatização e pelo reajuste de salário
Créditos: SINDECTEB – BAURU

Correios declaram greve geral contra a privatização e pelo reajuste de salário

Além disso também está sendo debatido a retirada dos pais em planos de saúde e fim dos ACTs

Algumas agências dos Correios decretaram greve geral a partir do dia 10 de setembro às 22h. Os principais pontos de negociação que estão sendo demandados são contra a privatização, contra a redução dos salários e também contra a retirada de pai e mãe do plano de saúde. A Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios (Findect) emitiu uma nota informando que a decisão aconteceu depois da recusa do governo federal a negociar os termos dos trabalhadores.

A deliberação já aconteceu em diferentes sindicatos, até o momento os que já aderiram ao movimento foram: SINTECT de São Paulo, SINTECT - Rio de Janeiro, SINTECT - Maranhão, SINDECTEB – Bauru, SINDECTEB da região de Araçatuba. A adesão também aconteceu nos estados de Sergipe, Tocantins, Ceará e Pernambuco que também aderiram as reivindicações. É esperado que as demais regiões também deliberem para um apoio nacional ao movimento de greve.

Há manifestações acontecendo hoje, dia 11 de setembro no Rio de Janeiro. No Maranhão está programado seminários para acontecer entre às 8h30 e 16h de hoje. Sergipe informou que está planejando medidas para que as agências continuem funcionando normalmente para entregas de cartas e encomendas. Em Pernambuco a greve irá atingir os centros de distribuição, mas as agências devem abrir normalmente a partir das 9h.

21/08/2019 às 17:28
Notícia

Correios, Telebras e EBC aparecem em lista de privatizações d...

Equipe do Ministério da Economia anunciou lista com 17 empresas para serem privatizadas

Ceará deve paralisar totalmente e não abrir as agências, também há manifestações agendadas. Em Tocantins ao menos 30 unidades vão ser fechadas no Estado a partir de hoje. Em nota, o sindicato também declaram que "O principal compromisso da direção dos Correios é conferir à sociedade uma empresa sustentável. Por isso, a estatal conta com os empregados no trabalho de recuperação financeira da empresa e no atendimento à população".

A greve vai permanecer até o Governo Federal negociar as propostas que estão sendo pautadas pelas agências, portanto não há uma data para término. Esta notícia pode sofrer atualizações conforme maiores informações que forem divulgadas

Via: G1 Fonte: Findct
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

RTX série 30: confira as TECNOLOGIAS que chegam com as novas placas de vídeo da Nvidia

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.