Uber demite mais de 400 funcionários após prejuízo bilionário
Créditos: Pixabay

Uber demite mais de 400 funcionários após prejuízo bilionário

Apesar disso, companhia decidiu voltar a contratar engenheiros de software e gerentes de produto

A empresa de transporte privado Uber anunciou uma nova rodada de demissões, desta vez com 435 pessoas sendo dispensadas — o que representa 8% de toda a força de trabalho da companhia. Como lembra o site The Verge, isso acontece apenas alguns meses após a firma cortar 400 empregados da sua divisão de marketing.

10/09/2019 às 09:08
Notícia

Uber vai investir US$ 200 milhões no sistema de fretes Uber F...

A empresa aposta alto no crescimento das receitas de seu sistema de fretes

A notícia das novas demissões chegam depois da Uber ter apresentado resultados extremamente negativos no segundo trimestre de 2019, com um prejuízo líquido de US$ 5,2 bilhões (R$ 22 bilhões). Ainda assim, a empresa anunciou que está voltando a contratar engenheiros de software e gerentes de produto — o que ela tinha parado de fazer no mês passado.

 "Nossa esperança com essas mudanças é redefinir a maneira como nós trabalhamos no dia a dia — priorizando de maneira impiedosa e sempre nos mantendo responsáveis por um alto nível de desempenho e agilidade".
Porta-voz da Uber

Em julho, quando a Uber demitiu 400 funcionários da equipe de marketing, a maior parte deles trabalhava em escritórios ao redor do mundo. Na nova rodada de 435 dispensas, as coisas ficaram mais focadas nos Estados Unidos, onde aconteceram 85% das demissões. Enquanto isso, 10% desses empregados estavam na região do Pacífico na Ásia e os outros 5% na Europa, no Oriente Médio e na África.

"Enquanto certamente é algo doloroso no momento, especialmente para aqueles afetados, acreditamos que isso irá resultar numa organização técnica muito mais forte, o que irá permitir contratar alguns dos melhores talentos do mundo no futuro".
Porta-voz da Uber

Apesar dos cortes de custos com pessoal nas áreas de marketing, engenharia e produto, a Uber está aumentando seus investimentos em outras áreas. Eles confirmaram que irão gastar US$ 200 milhões (R$ 817 milhões) por ano para promover o crescimento do seu negócio de transporte de cargas — o que inclui a contratação de 2.000 novos empregados nos próximos três anos.

Via: The Verge

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Galaxy Fold tem todas as unidades vendidas no Brasil nas primeiras 24 horas

Galaxy Fold tem todas as unidades vendidas no Brasil nas primeiras 24 horas

O dispositivo é o primeiro smartphone dobrável vendido no Brasil pelo preço de R$12.999


Google ajuda Janelia Research Campus em novo marco no mapeamento de neurônios

Google ajuda Janelia Research Campus em novo marco no mapeamento de neurônios

Modelo com 25.000 neurônios de uma mosca é o maior e mais completo já feito


Nova versão de testes do navegador Safari não suporta o Adobe Flash Player

Nova versão de testes do navegador Safari não suporta o Adobe Flash Player

Plugin da Adobe será descontinuado no final de 2020


Amazon entra na justiça para pausar negociações do acordo JEDI com a Microsoft

Amazon entra na justiça para pausar negociações do acordo JEDI com a Microsoft

A empresa afirma que a escolha foi baseada em interferência política e favoritismo


Toyota faz investimento milionário em empresa de táxi aéreo Joby

Toyota faz investimento milionário em empresa de táxi aéreo Joby

Foram investidos U$394 milhões para garantir a fabricação de táxis aéreos elétricos