Uber demite mais de 400 funcionários após prejuízo bilionário
Créditos: Pixabay

Uber demite mais de 400 funcionários após prejuízo bilionário

Apesar disso, companhia decidiu voltar a contratar engenheiros de software e gerentes de produto

A empresa de transporte privado Uber anunciou uma nova rodada de demissões, desta vez com 435 pessoas sendo dispensadas — o que representa 8% de toda a força de trabalho da companhia. Como lembra o site The Verge, isso acontece apenas alguns meses após a firma cortar 400 empregados da sua divisão de marketing.

10/09/2019 às 09:08
Notícia

Uber vai investir US$ 200 milhões no sistema de fretes Uber F...

A empresa aposta alto no crescimento das receitas de seu sistema de fretes

A notícia das novas demissões chegam depois da Uber ter apresentado resultados extremamente negativos no segundo trimestre de 2019, com um prejuízo líquido de US$ 5,2 bilhões (R$ 22 bilhões). Ainda assim, a empresa anunciou que está voltando a contratar engenheiros de software e gerentes de produto — o que ela tinha parado de fazer no mês passado.

 "Nossa esperança com essas mudanças é redefinir a maneira como nós trabalhamos no dia a dia — priorizando de maneira impiedosa e sempre nos mantendo responsáveis por um alto nível de desempenho e agilidade".
Porta-voz da Uber

Em julho, quando a Uber demitiu 400 funcionários da equipe de marketing, a maior parte deles trabalhava em escritórios ao redor do mundo. Na nova rodada de 435 dispensas, as coisas ficaram mais focadas nos Estados Unidos, onde aconteceram 85% das demissões. Enquanto isso, 10% desses empregados estavam na região do Pacífico na Ásia e os outros 5% na Europa, no Oriente Médio e na África.

"Enquanto certamente é algo doloroso no momento, especialmente para aqueles afetados, acreditamos que isso irá resultar numa organização técnica muito mais forte, o que irá permitir contratar alguns dos melhores talentos do mundo no futuro".
Porta-voz da Uber

Apesar dos cortes de custos com pessoal nas áreas de marketing, engenharia e produto, a Uber está aumentando seus investimentos em outras áreas. Eles confirmaram que irão gastar US$ 200 milhões (R$ 817 milhões) por ano para promover o crescimento do seu negócio de transporte de cargas — o que inclui a contratação de 2.000 novos empregados nos próximos três anos.

Via: The Verge
User img

Carlos Felipe

Apaixonado por games desde os 6 anos de idade, quando ganhou um Playstation, época em que também se divertia com o Super Nintendo dos outros. Em 2005 migrou parao PC, e aí começou a se interessar por tecnologia também. Apesar disso, nunca conseguiu largar a preferência por jogos de corrida e de esporte, principalmente os de futebol. Estuda jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina.

O fim do CANAL do RATO BORRACHUDO e o Dilema das Redes Sociais

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.