NASA consegue produzir cimento no espaço pela primeira vez na história
Créditos: NASA / imagens de divulgação

NASA consegue produzir cimento no espaço pela primeira vez na história

O uso do concreto feito fora da Terra pode diminuir os custos de transporte das estruturas

A NASA anunciou que pela primeira vez na história os pesquisadores conseguiram produzir cimento em condições do espaço. O objetivo da produção fora da Terra é conseguir criar estruturas sólidas e duráveis para bases lunares, por exemplo. A fabricação do material faz parte de um projeto de pesquisa que analisa os efeitos da microgravidade, o Microgravity Investigation of Cement Solidification (MICS) da Universidade Estadual da Pensilvânia dos EUA.

O concreto poderia ser usado no espaço para diversas funções, sendo elas: proteção contra a radiação e temperaturas muito altas, melhoria na base da estrutura, maior durabilidade, entre outras. A NASA explica que o concreto é feito na Terra combinando areia, cascalho, pedras e pasta feita de água e cimento em pó, mas que podia ser facilmente substituído por materiais disponíveis no espaço, como por exemplo poeira da lua. Você pode conferir o vídeo abaixo feito pela própria NASA que explica em detalhes como está sendo produzida a matéria. 

Se o projeto for bem sucedido, os custos de transporte das estruturas seriam diminuídos consideravelmente, tornando mais viável a construção de diferentes estruturas no espaço. Os cientistas ainda estão analisando como as mudanças na gravidade vão impactar o processo de fabricação do concreto e o seu comportamento. Os principais questionamentos são como será feita a solidificação do material e também como será a microestrutura que ele irá apresentar.

O que já foi descoberto pelos cientistas participantes do projeto é que o material feito no espaço possui uma microestrutura diferenciada aos feito na Terra. A principal diferença nas amostras coletadas foi que o cimento produzido no espaço apresentava mais espaços abertos na sua composição. O que está sendo discutido é como isso pode afetar a resistência do material. Os testes para medir a resistência do cimento fabricado no espaço ainda não começaram a ser feitos. 

"Embora o concreto tenha sido usado por tanto tempo na Terra, ainda não entendemos necessariamente todos os aspectos do processo de hidratação. Agora sabemos que existem algumas diferenças entre os sistemas baseados na Terra e no espaço e podemos examinar essas diferenças para ver quais são benéficas e quais são prejudiciais ao usar esse material no espaço." - Aleksandra Radlinska, pesquisadora principal do projeto Microgravity Investigation of Cement Solidification (MICS) da Universidade Estadual da Pensilvânia.

O ambiente de microgravidade da estação espacial ajuda a simular os níveis de gravidade na Lua e em Marte, o que auxilia no desenvolvimento da pesquisa para mostrar como o cimento pode se desenvolver nestes ambientes. Os cientistas estão na fase de pesquisa de avaliação das amostras de cimento com partículas lunares simuladas, que foram processadas em diferentes níveis de gravidade. 

05/09/2019 às 21:35
Notícia

Robô espacial chinês descobre substância estranha na Lua

Foto do material ainda não foi revelada pelos chineses

A descoberta de que o cimento pode ser feito usando materiais do espaço para ser solidificado é um grande avanço para as pesquisas. A pesquisadora Radlinska fala ainda que "Confirmamos a hipótese de que isso pode ser feito" e conclui informando quais são as expectativas para o avanço de suas pesquisas. "Agora podemos dar os próximos passos para encontrar aglutinantes específicos para o espaço e para níveis variáveis de gravidade, de zero G a Marte G entre".

Via: Cnet Fonte: NASA
User img

Ana Luiza Pedroso

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Google ajuda Janelia Research Campus em novo marco no mapeamento de neurônios

Google ajuda Janelia Research Campus em novo marco no mapeamento de neurônios

Modelo com 25.000 neurônios de uma mosca é o maior e mais completo já feito


Mercado de computadores teve primeiro crescimento anual completo em 8 anos

Mercado de computadores teve primeiro crescimento anual completo em 8 anos

Lenovo, HP e Dell somaram dois terços dos 268,1 milhões de envios feitos em 2019


Pesquisadores desenvolvem projeto para extrair oxigênio da poeira da Lua

Pesquisadores desenvolvem projeto para extrair oxigênio da poeira da Lua

Método pode criar inúmeras possibilidades e mudar as viagens espaciais


Astrônomos descobrem duas super-Terras potencialmente habitáveis

Astrônomos descobrem duas super-Terras potencialmente habitáveis

Novos planejas orbitando as anãs vermelhas GJ180 e GJ229A foram batizados como GJ180 d e GJ229A c


Cientistas criam Xenobots, um

Cientistas criam Xenobots, um "robô vivo" que consegue se regenerar

A pesquisa desenvolveu um tipo de ser totalmente desconhecido na natureza