YouTube não vai mais exibir anúncios em conteúdos infantis

YouTube não vai mais exibir anúncios em conteúdos infantis

Produtores de conteúdo têm dez dias para adaptarem seus canais

O YouTube fez um anúncio oficial comentando mudanças drásticas na plataforma de vídeos. Segundo a nota em seu blog post, é chegado o fim dos anúncios em conteúdos infantis. A declaração comenta que o site sempre foi feito para maiores de 13 anos. Porém, houve um boom no crescimento de conteúdos para a família e também cresceu muito o número de dispositivos móveis conectados, como smartphones e tablets. Isso fez com que o número de crianças assistindo algo sem a vigilância dos pais crescesse.

O YouTube mudará o modo como gera dados sobre conteúdos infantis. Atualmente, os dados de idades gerados são a partir da data de nascimento informada na conta Google. Daqui a quatro meses, não importa quem estará assistindo aos vídeos, se é um conteúdo infantil, será marcado como se fosse uma criança. Usuários também não vão receber notificações e nem poderão comentar.


YouTube é multado em U$150 milhões
por coletar dados pessoais de crianças

A Mudança fica ainda mais drástica. Como o modelo de negócio da plataforma funciona através dos anúncios, significa que quem faz vídeo infantil, não receberá a grana. Isso pelo menos nos vídeos identificados pela inteligência artificial como de caráter infantil. A plataforma também disse que vai contar com os produtores, que deverão avisar quando o vídeo é feito para crianças. Como hoje há inúmeros canais gigantes feitos para elas, é provável que vejamos um impacto grande.

O YouTube Kids acabou de ganhar um site e deve receber um investimento de U$100 milhões do próprio YouTube em conteúdo próprio para crianças.

E a alteração não vem em um momento completamente aleatório. Recentemente, a empresa recebeu uma multa no valor próximo de U$150 milhões. A Comissão Federal do Comércio dos Estados Unidos (FTC) identificou uma atividade ilegal. Dados de crianças estavam sendo utilizados para gerar anúncios segmentados sem a permissão dos pais, o que é crime nos Estados Unidos.

Com a pressão sofrida pelos órgãos legais, não é surpresa que um medida seja tomada. O YouTube é a segunda maior receita da Alphabet, empresa que é dona do site e também do Google. Isso significa que correr o risco de perder o serviço em algum escândalo é muito arriscado. 

Além da multa, a medida também vem após crescentes denúncias de conteúdos impróprios para menores e até mesmo uma rede informal de pedofilia.

Continua após a publicidade
Fonte: YouTube

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.