Microsoft desenvolve padrões para notebooks com duas telas em parceria com a Intel [Rumor]
Créditos: Reprodução/ Windows Latest

Microsoft desenvolve padrões para notebooks com duas telas em parceria com a Intel [Rumor]

A parceria também vai render padrões de design e fabricação de dispositivos dobráveis

Após os anúncios da existência do Surface Centaurus, uma espécie de notebook com duas telas que está sendo desenvolvido pela Microsoft com a Intel, no começo do ano, mais um rumor irá agradar aqueles que já estão cansados de displays tradicionais. De acordo com o portal de notícias DigiTimes, as empresas estão "ampliando" a parceria para desenvolver padrões de design e fabricação de dispositivos com duas telas.

Os detalhes destes padrões, que também podem ser ampliados para dispositivos dobráveis, ainda são extremamente escassos, o que bota em dúvida a veracidade dos vazamentos; mas, não é improvável devido ao Surface Centaurus. A parceria também pode ajudar a empurrar esse mercado que, apesar de ainda ser algo novo, ainda não teve um sucesso comercial para "vender" a ideia.

24/06/2019 às 16:50
Notícia

Rumores sugerem que novo dispositivo dobrável da Microsoft ch...

O produto pode vir com SOC Intel Lakefield e a nova versão do Windows 10 OS

É claro que a "Wintel" não é a única apostando nessa ideia. Dispositivos como o ThinkPad X1 Tablet Prototype da Lenovo e o XPS 17 da Dell devem ser lançados ainda no ano que vem. Mas, no caso do ThinkPad X1, alguns problemas já foram identificados, como a adaptação do sistema operacional para o display, e padrões estabelecidos pela Microsoft podem impulsionar o desenvolvimento desses dispositivos.

14/05/2019 às 12:02
Notícia

Lenovo revela protótipo do primeiro computador com tela dobrá...

Dispositivo tem seu lançamento programado para 2020

Em julho, a Microsoft registrou patentes para sensores utilizados em dispositivos com duas telas, que provavelmente serão utilizados no Surface Centaurus. Além disso, tudo indica que a empresa adaptará o sistema operacional para a nova tecnologia, sincronizando aplicativos para os displays. Mas, além do SO, esta nova forma usar e visualizar dispositivos também vai depender da compatibilidade com outros programas, como games, programas da Adobe, entre outros.

Infelizmente, a única coisa que nos resta é esperar os frutos dessa parceria; e parece que vamos esperar um bom tempo. Em maio, durante uma entrevista  ao Mikkei  Asian Review, Joshua D. Newman, gerente de inovação mobile da Intel, disse que a tecnologia pode demorar até 2 anos para chegar ao consumidor. "Ainda estamos tentando entender as capacidades e limitações da tecnologia dobrável", confessou Newman.

A informação original da DigiTimes não foi confirmada pelas empresas e os detalhes são quase inexistentes, então ela deve ser tratada como rumor.

Via: Tech Radar Fonte: DigiTimes
User img

Tadeu Mattos

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.