Google Chrome: falha de segurança atinge 2 bilhões de usuários

Google Chrome: falha de segurança atinge 2 bilhões de usuários

Vulnerabilidade afeta versão para desktop do navegador e já recebeu uma atualização

A Google confirmou que cerca de 2 bilhões de usuários que utilizam o navegador de internet Google Chrome foram expostos recentemente a uma falha de segurança que pode dar controle total ao criminoso. A boa notícia é que a base de usuários utilizando a versão para Android iOS do browser não foram expostos, ela está apenas no Windows, macOS e Linux. Uma atualização que corrige o problema já está rolando, é a versão 76.0.3809.132.

O Chrome atualiza sozinho, mas você pode checar sua versão em "Sobre o Google Chrome" na aba de "Ajuda".

 

A vulnerabilidade foi explicada publicamente pelo grupo Center for Internet Security, Centro de Segurança na Internet, em tradução livre. A companhia explica que o ataque pode ser feito a computadores online e dá a possibilidade de executar códigos na máquina acessada. Apesar de atingir um número alto de pessoas, quem corre o risco maior são as empresas grandes e órgãos governamentais.

A vulnerabilidade pode pedir que um usuário acesse a uma página específica na web, dando informações sensíveis do dono do computador, além de ceder outras permissões.

Por descobrir a falha de sistema, os especialistas da empresa Qihoo 360 Luyao Liu e Zhe Jin receberam a recompensa de U$ 5500 cada (cerca de R$22000 atualmente).

Ransomware, o vírus que "sequestra" arquivos do computador, faz suas primeiras vítimas no Mac

Vale lembrar dos riscos por trás de ter um computador invadido, principalmente pela possibilidade de ocorrer um sequestro de dados. Nos últimos anos, vimos o surgimento do vírus Ransonware, o malware que impede a vítima de acessar seus próprios dados do computador. A única forma de recuperar o que há salvo na máquina, é negociando com o criminoso.

Phishing: Como um login de e-mail
roubado pode comprometer uma empresa inteira

Também já falamos aqui de situações de phishing de maneira geral, uma tática para conseguir tirar proveito de informações pessoais e até mesmo instalar vírus dos mais diversos no seu aparelho. Nesses casos, não importa se você está no computador, smartphone ou outro dispositivo, o phishing e outros vírus podem te fazer refém.

Continua após a publicidade
Fonte: CIS, Chrome

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.