Aitken é o mais novo supercomputador da NASA que ajudará na missão Artemis
Créditos: NASA/Divulgação

Aitken é o mais novo supercomputador da NASA que ajudará na missão Artemis

Mais poderoso e menos poluente, a máquina ajudará astronautas a pisar de volta na Lua

A NASA apresentou recentemente o seu mais novo supercomputador, o Aitken. A máquina será responsável por auxiliar mais de 1500 cientistas dos Estados Unidos e desempenhar um papel fundamental nos cálculos necessários para levar o homem de volta à Lua.

26/08/2019 às 20:37
Notícia

Astronautas liberam vaga na ISS para nave com robô russo huma...

Tripulação ficará com o Skybot F-850 até o dia 7 de setembro, quando a máquina deve retornar

O supercomputador foi montado no centro de pesquisas Ames, no Vale do Silício. Ele tem 46080 núcleos com o poder de processamento (teórico) de 3,69 petaflops. Para se manter ativo, ele utiliza o sistema HPE SGI 8600 e é capaz de armazenar até 221 TB. Para processar uma quantia alta de dados, a instalação utiliza processadores Intel Xeon.

O grande destaque do computador, além do seu poder de processamento, está na forma como foi construído. Ele utiliza um sistema modular, o que permite que os 3,69 petaflops teóricos possam ser ultrapassados caso seja necessário. Além disso, a instalação do sistema dessa forma também ajudou a melhorar sua eficiência energética e diminuir o consumo de água e energia elétrica.

Em 2016 a NASA construiu um computador modular e, até o ano de 2018, conseguiu economizar dois milhões de Kwh de energia e 11 milhões de litros de água. Assim ficou claro que o design modular funcionaria, dando origem ao Aitken.

Por hora, ele será utilizado para desenvolver projetos diversos, incluindo o de melhorar a aerodinâmica de quadricópteros para aprimorar o voo. Aqui é possível ver as imagens de simulações de cálculos complexos gerados e que precisam de um poder bruto de processamento altíssimo.

Com os planos da NASA de levar o homem de volta à Lua, o supercomputador é apontado como o responsável por fazer os cálculos para a nave que levará a tripulação. A missão, chamada de Artemis, será dividia em três etapas principais.

Em 2020 será enviada uma cápsula não tripulada à Lua. Já no ano de 2022 a viagem será repetida, mas desta vez com a tripulação presente, mas é só em 2024 que a jornada será concluída.

Artemis é o principal projeto atual da NASA, que conta que levará a primeira mulher ao satélite da Terra. Os planos são de explorar o polo sul da lua, região ainda não estudada de perto.

Continua após a publicidade
Via: Engadget Fonte: NASA

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.