Toyota investe em veículos elétricos para as Olimpíadas de 2020 em Tóquio

Toyota investe em veículos elétricos para as Olimpíadas de 2020 em Tóquio

Cerca de 3700 carros serão disponibilizados para o evento do ano que vem

A Toyota anunciou que levará 3700 veículos para os jogos Olímpicos e Paraolímpicos que acontecem em Tóquio no ano que vem. A fabricante conta que a grande parte (90%) dos autos será elétrico, movido a bateria, hidrogênio ou um modelo híbrido gás-elétrico.

Entre os automóveis, 850 deles serão a bateria e 500 utilizam a tecnologia de célula a combustível (Fuel Cell), que utiliza hidrogênio obtido através de uma reação química de maneira mais ecológica.

E não são apenas carros que devem pintar no evento, ônibus em diferentes tamanhos, patinetes e outros pequenos veículos motorizados também terão seu lugar. Ao que tudo indica, a Toyota aproveitará Tóquio como palco de diversos de seus modelos experimentais quando o assunto é combustível alternativo.

58% dos carros vendidos na Noruega são totalmente elétricos ou movidos a hidrogênio

Recentemente, a empresa divulgou uma nota de imprensa comentando seu objetivo de reduzir a emissão de CO2, dando mais detalhes sobre seus planos para o futuro. Na declaração, ela conta que os veículos serão utilizados para levar pessoas entre os locais dos jogos. Também comenta que um dos modelos comerciais que aparecerá será o Mirai, sedã movido a hidrogênio.

Para Tóquio 2020, a fabricante pretende ser a empresa com a frota de veículos com a menor emissão de poluentes que qualquer outra marca oficial prestando serviço para os jogos Olímpicos e Paraolímpicos. Como ela é uma das pioneiras em combustíveis alternativos, em 1997 já lançava o híbrido Prius, não é improvável que atinja o planejado.

Outras fabricantes estão se posicionando fortemente neste mercado, GM e Nissan oferecem grandes promessas, mas quem mais tem chamado atenção é a Tesla. A companhia do bilionário excêntrico, Elon Musk, pretende vender carros elétricos por menos de U$ 25000 daqui a cerca de dois anos.

Além de elétricos, também há a expectativa de que os carros do futuro sejam autônomos. Empresas sem tradição na área começam seus estudos para desenvolver tecnologias, a Apple chegou a contratar um engenheiro da Tesla para trabalhar em um projeto de carros que dirigem sozinhos.

Via: The Verge

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.