Justiça chinesa proíbe Xiaomi de usar o nome
Créditos: Xiaomi

Justiça chinesa proíbe Xiaomi de usar o nome "Mix", colocando Mi Mix 4 em dúvida

Nome já havia sido registrado por uma outra empresa muito antes do primeiro Mi Mix

A série Mi Mix, da Xiaomi, é uma das principais referências da empresa chinesa em seus smartphones high-end. A fabricante reserva seus aparelhos de maior proporção entre display e corpo para essa linha, incorporando também sempre novas tecnologias para permitir a área máxima da tela. Vale lembrar que antes mesmo do primeiro Infinity Display, da Samsung, a Xiaomi já tinha lançado seu primeiro Mi Mix, em 14 de novembro de 2016. O problema é que a empresa, legalmente, não poderia ter usado este nome.

Uma outra empresa da China, que não teve seu nome divulgado, tinha o registro do nome "Mix" desde 2014, dois anos antes do lançamento do smartphone da Xiaomi que usa o mesmo nome.

Essa decisão levou um certo tempo porque primeiro a Xiaomi estava ignorando as reivindicações de disputa pela marca registrada. Em 4 de março deste ano, a justiça chinesa seguiu com o caso e agora foi decidido que a Xiaomi está proibida de usar o nome, com base no Artigo 69 da Lei Administrativa da China.

06/08/2019 às 15:12
Notícia

Xiaomi Mi Mix 4 pode chegar com suporte a carregamento rápido...

Um novo dispositivo recebeu certificação que confirma maior carregamento rápido da empresa

Isso significa que os próximos aparelhos da Xiaomi não podem ter "Mix" em seus nomes, o que coloca sua linha high-end imediatamente "em xeque". Já existe a expectativa de termos uma nova versão dos celulares da série neste ano, que se chamaria Mi Mix 4, mas agora, de acordo com a decisão da justiça chinesa, a fabricante vai ter que pensar em outro nome.

Mas ainda há uma alternativa. A Xiaomi pode entrar num acordo diretamente com a empresa detentora dos direitos do nome "Mix" e comprar o registro para si, ou pagar uma porcentagem pelo direito de uso. Acordos par auso de propriedade intelectual, principalmente de nomes, são muito comuns na indústria.

Infelizmente, no entanto, não temos como saber quais medidas serão adotadas pela empresa porque o posicionamento da Xiaomi em relação a toda essa disputa tem sido apenas ficar em silêncio. Além de não ter respondido pela disputa da marca até ser proibida de usá-la, a empresa não emitiu nenhuma declaração oficial sobre essa decisão da justiça.

Fonte: GizmoChina
User img

João Gabriel Nogueira

João Gabriel Nogueira se formou em jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2015 e curte games desde muito antes. Começou com o Master System e o gosto pelos jogos eletrônicos trouxe o gosto pela tecnologia. Escrever notícias e análises de jogos, hardware e dispositivos móveis para o Adrenaline e o Mundo Conectado, além de trabalho é uma alegria e um aprendizado.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.