Milhares de conversas da Siri foram analisadas sem consentimento prévio
Créditos: Divulgação/ Apple

Milhares de conversas da Siri foram analisadas sem consentimento prévio

Terceirizados da Apple escutavam até mil conversas por dia; a empresa suspendeu o monitoramento

Faz quase um mês que a Apple suspendeu as parcerias com terceirizados que escutavam conversas da Siri sem autorização para melhorar o serviço. E parece que a quantidade de gravações armazenadas era considerável; de acordo com uma recente reportagem do The Irish Examiner, funcionários eram encarregados de escutar até mil conversas diariamente.

21/08/2019 às 10:23
Notícia

A Apple pode trazer carregamento rápido com padrão USB-C na c...

O iPhone 11 pode ser o primeiro smartphone da empresa com suporte a carregamento rápido

Cada interação com a assistente pessoal era transcrita e avaliada com base na qualidade do serviço, e se houve algum problema no software, como ativações acidentais. "Eram apenas alguns segundos e ocasionalmente ouvíamos pequenas informações pessoais", afirmou um dos encarregados, que não se identificou. 

O funcionário, que teve seu contrato terminado abruptamente, informou que o foco das análises eram em conversas em inglês. "Eu entendia o porquê da empresa estar fazendo esse monitoramento, mas compreendo que muitos vejam como uma quebra de privacidade, já que não foram informados", confessou o responsável.

A Globotech, firma responsável pelos contratos, foi informada de que os serviços prestados seriam interrompidos imediatamente logo depois que a prática foi revelada pelo The Guardian no mês passado. Mas, a firma não informou quantos funcionários realizavam o monitoramento, e a Apple não disse quanto tempo irá manter as conversas armazenadas.

No começo do mês, em resposta aos questionamentos e reportagens do The Guardian, a assessoria da Apple informou: " Nós estamos comprometidos em entregar uma ótima experiência com a Siri, enquanto protegemos a privacidade do usuário. Durante o tempo em que conduzimos uma avaliação, nós vamos suspender o monitoramento da Siri mundialmente. Além disso, como parte da atualização do software no futuro, consumidores terão a opção de escolher participar desses monitoramentos".

19/08/2019 às 15:27
Notícia

Especialistas em segurança alertam contra novo esquema de phi...

Golpistas miram em pessoas que acabaram de alterar sua senha para e-mail parecer mais realista

A empresa também informou ao The Guardian que as conversas dos usuários não são associadas aos seus IDs da Apple, e a análise é conduzida em espaços seguros, em que os funcionários se comprometem a proteger o conteúdo das gravações. "Fomos obrigados a assinar um acordo de não divulgação, e não podíamos dizer que trabalhávamos para a Apple", acrescentou o ex-encarregado.

Via: WccFTech Fonte: The Irish Examiner
User img

Tadeu Mattos

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.