Tempo de trégua entre empresas dos EUA e Huawei pode ser prolongado por mais 90 dias
Créditos: Reuters

Tempo de trégua entre empresas dos EUA e Huawei pode ser prolongado por mais 90 dias

Sem essa renovação a Huawei estaria oficialmente banida de fazer transações comerciais com os EUA

O período de "trégua" de 90 dias entre a Huawei e os EUA já está no fim, mas segundo um relatório postado no South China Morning Post, esse período será adiado por mais 90 dias. A empresa chinesa é atualmente uma das maiores no ramo de smartphones, e foi colocada em uma lista negra que a impedia de ter relações comerciais entre companhias dos EUA, o que impossibilitava a compra de diversos componentes que integram seus aparelhos, incluindo os sistemas operacionais. 

Para entender melhor o início desta polêmica, veja o vídeo abaixo: 

 

21/05/2019 às 08:42
Notícia

Huawei recebe trégua de 90 dias do banimento nos Estados Unidos

Os clientes da empresa não precisam se preocupar, pelo menos até agosto

Depois da decisão de Donald Trump, atual presidente dos EUA, muitas empresas se pronunciaram que iriam encerrar a parceria com a Huawei, incluindo a Google, que fornece os sistemas operacionais que estão presente nos smartphones da Huawei. Apesar disso, o governo decidiu dar um prazo de 90 dias para que as empresas conseguissem se estabilizar, antes de romper totalmente as transações comerciais. O período se encerra agora em agosto, por volta do dia 20, mas aparentemente esse tempo será novamente prolongado, desta vez até novembro. 

25/07/2019 às 09:15
Notícia

Donald Trump concorda que empresas dos EUA retomem relações c...

As licenças de comércio vão poder ser emitidas onde não há ameaça à segurança nacional

Em junho deste ano Trump fez negociações com o presidente chinês Xi Jinping, na Cúpula do G20 no Japão. O acordo entre ambos os representantes dos países era de que as empresas americanas poderiam continuar fazendo negócios com a Huawei, sem tempo pré-definido. Apesar dessa decisão, a medida de 90 dias não foi prorrogada e nem alterada pelo Departamento de Comércio dos EUA e nada substancial foi feito e nenhuma medida foi tomada a esse respeito.

Muitas empresas norte americanas que tem a Huawei como uma de suas principais clientes fizeram pedidos especiais para o Departamento de Comércio para que pudessem continuar fazendo as suas transações normalmente com a chinesa. O secretário do Comércio, Wilbur Ross, confirmou em julho que recebeu mais de 50 pedidos e que esperava receber ainda mais. O governo dos EUA ainda não emitiu nenhuma nota informando sobre a decisão de prolongar o tempo de trégua com a empresa chinesa. 

Continua após a publicidade

09/08/2019 às 09:16
Notícia

Huawei enfim apresenta oficialmente o Harmony OS, seu novo si...

Sistema tem foco em flexibilidade para funcionar em diferentes tipos de dispositivos

Apesar de parecer que o governo dos EUA está voltando atrás, a Huawei já está tomando medidas sérias para que a sua dependência com as empresas estadunidenses seja cada vez menor. Uma das atitudes mais importantes foi o lançamento de seu sistema operacional próprio, o HarmonyOS, que tem capacidade de ser versátil e estar presente não somente em smartphones e tablets, mas também em outros aparelhos conectados, como TVs, painéis inteligentes de carros, entre outros equipamentos. Apesar do sistema estar pronto, a chinesa afirma que gosta de usar o Android em seus aparelhos e que não pretende fazer a migração, a menos que seja obrigada.

Neste Resumo Conectados explicamos qual é a proposta da empresa com o seu sistema operacional:

Via: GizmoChina
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.