20 anos de Matrix: o que fez o filme se tornar sucesso e referência no cinema?

20 anos de Matrix: o que fez o filme se tornar sucesso e referência no cinema?

A história de Neo se tornou referência em tecnologia, tanto no roteiro quanto nos efeitos especiais

Além de ser conhecido como a data universal da mentira, 1° de abril também pode ser definido como o dia em que, há 20 anos, milhares de pessoas saíram do cinema com a cabeça desgraçada. O motivo? Em 31 de março de 1999, chegava às telonas o primeiro filme da trilogia Matrix, longa-metragem que revolucionou a cultura pop e se tornou referência quando o assunto é ficção científica.

Com orçamento de US$ 63 milhões, a produção dirigido pelas irmãs Lana e Lilly Wachowski conseguiu arrecadar nada menos que US$ 463,5 milhões mundialmente, um grande marco para a época. O sucesso do filme até rendeu mais duas continuações - que não foram tão bem recebidas pelos fãs, mas renderam muita grana - e colocou Matrix no hall de produções que revolucionaram a indústria do entretenimento.

Mas o que a história de Neo, interpretado por Keanu Reeves, em busca da libertação da humanidade tem de tão interessante a ponto de tornar a obra esse símbolo da cultura pop? Os motivos incluem desde o roteiro cheio de profundidade e que previu boa parte das vivências tecnológicas atuais até efeitos especiais que se tornaram padrão no mundo dos cinemas. 

Filosofia tech

Apesar de ter sido sucesso nos cinemas, não é difícil encontrar alguém que deu de cara com Matrix pela primeira vez em uma aula de Filosofia. O motivo? O filme traz conceitos inspirados em grandes pensadores como Platão e Sócrates, além de ter personagens que fazem alusão direta à Grécia antiga. Exemplo disso é o caso de Morpheus, que além de ser o deus do sonho na mitologia grega, também é o responsável por libertar Neo de sua prisão mental, em uma das cenas mais icônicas da história do cinema.


Pílula vermelha ou azul? Qual você escolheria?

Falando em prisão mental, aqui temos um dos pontos em que Matrix não só revolucionou, mas também previu como seria o futuro. Ao oferecer as famosas pílulas azul e vermelha para o protagonista, Morpheus deu a Neo a escolha de viver em negação para o resto da vida dentro de uma realidade que lhe convém ou sair de sua bolha e enfrentar um mundo cheio de problemas.

Não é difícil fazer uma ponte com a situação para o que estamos vivendo atualmente, afinal, as redes sociais conseguem nos prender dentro de loops com conteúdos que nos deixam confortáveis e fora da realidade como um todo. A parte mais interessante: assim como em Matrix, tudo é feito por um computador - no nosso caso, os algoritmos que regem sites como Facebook, Google, Twitter e Instagram.

Marca no cinema

Continua depois da publicidade

Além de toda a pegada futurista que tornou o filme um exemplo de ficção científica, Matrix também virou referência em tecnologias para o cinema. A produção das irmãs Wachowski empregou conceitos da estética cyberpunk e produções icônicas como o anime Akira, de Katsuhiro Otomo, e fundiu ideias famosas em Hollywood para entregar grandes avanços tecnológicos para a época.


The Matrix: Reloaded, lançado em maio de 2003. A bilheteria foi de US$ 742,1 milhões

É difícil falar de Matrix sem lembrar do famoso “Bullet Time”, técnica utilizada pelos personagens dentro da simulação para desviar de tiros. O efeito especial não apenas se tornou marca registrada do filme, como também virou comum em produções futuras, desde comerciais de TV até jogos eletrônicos, como é o caso de Max Payne, lançado em 2001 pela Remedy Entertainment junto com a gigante Rockstar Games.

A produção também colaborou para a evolução das técnicas de CGI (Imagens geradas por computador), trazendo novos uso para a computação gráfica. Por este lado, até mesmo o segundo e terceiro filme, que não são tão amados pelos fãs, acabam merecendo destaque no mundo do entretenimento.


The Matrix: Revolutions, lançado em outubro de 2003. Arrecadou US$ 427,3 milhões mundialmente

Olhando a franquia como um todo, a trilogia Matrix também pode ser considerada um dos primeiros passos para os atuais filmes de super-heróis, que dominam os cinemas atualmente. A jornada do herói de Neo, repleta de momentos empolgantes em um universo único, mostrou que filmes misturando ação e fantasia tem espaço de sobra nas telonas, e rendem muito em bilheteria.  

E aí, você é fã de Matrix e acha que o filme merece todo a aclamação que recebe ou estamos vivendo uma alucinação coletiva? Deixe sua opinião nos comentários!