V2X, o mais novo conceito de tecnologia para carros conectados e inteligentes

V2X, o mais novo conceito de tecnologia para carros conectados e inteligentes

Ela promete criar uma rede inteligente de trânsito e conectar o carro com tudo ao seu redor

A tecnologia é uma onda que se espalha por diversas áreas do conhecimento à medida que o tempo passa e a sociedade evolui. De máquinas de cirurgia até aparelhos domésticos inteligentes, tudo está mudando a todo momento.

Com o trânsito isso não é diferente. Os carros também precisam acompanhar a evolução, mas como?

Bom, um dos mais novos conceitos trabalhados por gigantes da tecnologia é o V2X, uma proposta de conectar o carro com tudo ao seu redor para deixar o trânsito mais confortável, eficiente e seguro.


O que é e como funciona o V2X

V2X, é um conceito para carros conectados, autônomos, assistidos. Antes de qualquer coisa, ele serve como referência para evolução tecnológica em veículos. Ele deu origem a dois padrões tecnológicos, e que são amplamente conhecidos, o DSRC (dedicated short range communications) e o C-V2X (Cellular Vehicle to X). As duas utilizam o mesmo conceito inicial, sendo que a C-V2X é uma evolução da DSRC e deve se estabelecer como um novo padrão futuramente.

C-V2X = Cellular Vehicle to everything

O nome, ou o conceito, V2X vem do inglês Vehicle to X, ou seja, do veículo para qualquer que seja o elemento no trânsito. Diversas conexões podem ser listadas, por exemplo: V2I veículo para infraestrutura de transporte, V2P veículo para pedestres, V2N veículo para rede (Network) e V2V veículo para veículo.

Um vídeo que resume esse conceito foi lançado pela Qualcomm e pode ser assistido logo abaixo. Um dos exemplos do vídeo é o alerta emitido pelo veículo quando a ultrapassagem não é segura.

Continua depois da publicidade

Essa é uma tecnologia que define uma comunicação do carro para tudo que está ao seu redor. O carro cria uma rede para perceber todos os agentes envolvidos no trânsito para garantir mais eficiência. Cada carro equipado com a tecnologia é capaz de gerar uma série de dados sobre a rua em que está circulando e colaborando com essa informação para outros veículos equipados com a mesa funcionalidade.

É claro que o principal foco é analisar e trabalhar em conjunto com outros carros, mas pedestres e outros elementos do trânsito como ciclistas, semáforos e outras variáveis também poderão ser envolvidos mais participativamente nesse processo com a evolução do conceito.

Exemplo de conexão entre carros e os diversos elementos do trânsito

Um dos mais novos chips apresentados para essa solução é para a tecnologia C-V2X e foi nomeado 9150 C-V2X pela Qualcomm. Entre os exemplos de funcionalidades testadas está a compreensão do mundo ao redor de modo que consiga evitar acidentes e indicar melhores rotas para o passageiro.

Ele alerta o motorista sobre a velocidade ideal, indica quando há qualquer risco de colisão ao redor do veículo apontando a direção, e também quando há risco em cruzamentos. O chip também consegue identificar trechos irregulares da pista, curvas, pedestres e outros elementos de trânsito próximos da estrada.


Veículo para veículo (V2V) e veículo para ex

Para conseguir fazer muitas dessas ações, o 9150 C-V2X da Qualcomm utiliza 5G, que tem baixa latência e deverá ser o padrão que se popularizará entre os carros. Como esse é o próximo passo de conexão também para smartphones, o padrão ajudará muito para que mais carros comecem a vir equipados com essa tecnologia.

Do ponto de vista do consumidor, parece bastante simples de entender, é uma tecnologia com diversas funções capazes de nos proteger e nos ajudar no dia a dia a se deslocar do ponto A ao ponto B com mais conforto e segurança.

Continua depois da publicidade

C-V2X utilizará a rede 5G para criar uma rede de colaboração

Já do ponto de vista dos engenheiros e programadores, que tem que desenvolver e aplicar todos os códigos, é realmente complicado e pode levar alguns anos para conseguir popularizar seus chips e conseguir um grande número de parceiras. 

10/01/2019 às 11:14
Notícia

Ford anuncia lançamento de carros com tecnologia C-V2X para 2022

Tecnologia permite "ouvir" e "conversar" com outros carros, pedestres e infraestrutura de trânsito

Para além de tudo que foi citado, o mais surpreendente é a possibilidade de criar uma rede colaborativa. Com tantos carros conectados, será possível saber como estão as condições do trânsito com muita facilidade. Isso ajudará grandes cidades a diminuir drasticamente os engarrafamentos.

Esse tipo de premissa funciona, como podemos perceber de uma maneira bem mais simples, aplicada ao Waze. Aquele aplicativo colaborativo que permite que todos compartilhem onde tem trânsito e como evitá-lo. Então já vimos que esse tipo de solução funciona.

Uma outra vantagem comentada pelos programadores da Qualcomm, é utilizar a câmera frontal do veículo que está na sua frente no trânsito para ver o que há na frente dele e ser antecipado de algum perigo.


Quem vai fabricar os chips para essa tecnologia?

Muitas empresas estão unidas para dar continuidade ao conceito V2X. O DSRC começa a entrar em desuso e as empresas começam a trabalhar para que o C-V2X aconteça. Nessa parceria, podemos citar companhias famosas por trás da fabricação de veículos e também de tecnologia em comunicação: Audi, BMW, Honda, Intel, Nokia, Huawei, LG, Jaguar, etc.

Continua depois da publicidade

Fabricantes de carro irão adicionar em seus veículos o suporte e trabalhar de perto com as fabricantes de chips. Entretanto, até o momento, a única empresa a lançar um chip comercial do C-V2X é a Qualcomm com o chipset 9150 C-V2X.

Ela não é dona do conceito V2X, mas foi a primeira a trazer o Cellular Vehicle to Everything (C-V2X) aos carros. Em seguida, a Autotalks também anunciou que estava adotando o mesmo padrão. Toda essa questão de nomenclatura é chato de entender no início, caso queira entender um pouco mais a fundo, sugiro que leia este artigo da Forbes. Este outro artigo da Autotalks também resume ambas as tecnologias.

A Qualcomm foi a primeira a dar um grande passo na popularização do C-V2X. A aplicação da empresa está sendo feita para funcionar com redes de celulares, o 5G, outra tecnologia estudada de perto por ela.

Abaixo, um vídeo em que ela cita 6 maneiras como o trânsito vai melhorar com essa solução.

De outro lado, a Intel também tem procurado soluções para carros do futuro. Recentemente, a empresa comprou a Mobileye por 15 bilhões, uma empresa com foco em mobilidade inteligente e que tem como principal tecnologia a ADAS (Advanced Driver Assistance Systems), ou seja, por enquanto ela não parece trabalhar com o C-V2X e nem DSRC, apesar de trazer um conceito semelhante ao V2X.

A única publicação online deles que encontrei mencionando isso está nesta em que eles falam sobre a utilização do 5G.

Segundo a Forbes, o C-V2X é defendido por Qualcomm e Huawei, o que explicaria tantas menções por parte das duas empresas. O C-V2X é uma atualização do modelo DRSC. Atualmente os dois modelos são utilizados, a Qualcomm inclusive tem chips para os dois. Apesar disso, ao que tudo indica, o C-V2X será o que se estabelecerá daqui para frente, mas é preciso acompanhar as transformações para ver se é isso mesmo que vai acontecer.

É claro que essa não é a única maneira de conectar carros, mas trabalhar em um padrão facilitará bastante, principalmente inclusive para o consumidor. Quando acessórios surgem para uma tecnologia e não há um padrão, o usuário sai perdendo.

Continua depois da publicidade


Quando começa a ser utilizado?

Desde 2017 a Qualcomm já tem divulgado a utilização do chip e, durante a maior feira de tecnologia do ano, a CES 2019, a Ford anunciou que sua frota de carros virá equipada com o chip da Qualcomm para C-V2X a partir de 2022.

Por essas datas e estimativas já é possível imaginar que carros com essa tecnologia não demoram a chegar.

Apesar disso, a eficiência desse tipo de solução está muito ligada ao desenvolvimento e planejamento das cidades, quanto mais desenvolvida for a cidade, mais essa tecnologia fica interessante. Apesar de ser muito útil individualmente, em coletivo ela se torna ainda mais vantajosa.

01/02/2019 às 12:04
Notícia

Elon Musk relembra em seu Twitter que as patentes da Tesla sã...

O CEO fez uma publicação dizendo que "todas as nossas patentes pertencem a vocês"

De toda forma, não parece uma solução difícil de ser adotada, na verdade parece bastante possível para os próximos anos e deve sim ser um norte para o futuro. No Brasil, pode demorar bastante a chegar, mas é bem claro que faria uma diferença enorme.

Vale lembrar que essa é apenas uma das soluções envolvendo veículos, ainda tem muita novidade aparecendo sobre direção assistida ou autônoma e uma série de outras questões com os carros elétricos. A própria Qualcomm tem outros projetos em andamento e que podem ser acompanhados pelo site deles.

O vídeo abaixo também reúne o esperado pela empresa para os carros do futuro.

Mais importante que discutir quem criou o que e quais são os padrões vigentes, acho que é fundamental entendermos que o conceito V2X está aí e deve conectar, muito antes do que imaginamos, os carros a tudo que está ao seu redor. A cada dia que passa, saber passar uma marcha chega mais perto de ser coisa de profissional.

Fonte: Qualcomm, Global mobile Suppliers Association, Intel, Marketscreener, Huawei, Auto Talks
Nvidia vai disponibilizar toda sua tecnologia CUDA-X AI e HPC para processadores Arm

Nvidia vai disponibilizar toda sua tecnologia CUDA-X AI e HPC para processadores Arm

O suporte da Nvidia abre um novo caminho para a supercomputação Exascale


Lista dos melhores CEOs em 2019 inclui Lisa Su, Jeff Bezos e Satya Nadella

Lista dos melhores CEOs em 2019 inclui Lisa Su, Jeff Bezos e Satya Nadella

Mark Zuckerberg também é mencionado como um dos melhores líderes na revista Barron's


Rumores iniciais do Snapdragon 865 apontam para duas variantes: uma com e uma sem 5G

Rumores iniciais do Snapdragon 865 apontam para duas variantes: uma com e uma sem 5G

Temos as primeiras informações sobre o próximo SoC topo de linha da Qualcomm


SSD externo SanDisk Extreme chega ao Brasil como opção super rápida

SSD externo SanDisk Extreme chega ao Brasil como opção super rápida

O novo SSD chega com modelos de 250GB e 500GB de armazenamento interno


HDMI 2.1 trará suporte a 8K@60Hz e 48Gbps de transferência de dados

HDMI 2.1 trará suporte a 8K@60Hz e 48Gbps de transferência de dados

O HDMI Forum planeja disponibilizar seu programa de certificação nos próximos meses