Como o Facebook rastreia a atividade do usuário que está offline?

Como o Facebook rastreia a atividade do usuário que está offline?

Saiba quais informações a plataforma pode coletar enquanto você não usa

Durante o segundo dia de depoimento de Mark Zuckerberg ao tribunal de Washington, o CEO do Facebook pareceu um pouco desconfortável para confirmar se a plataforma rastreava usuários mesmo quando eles não estariam usando o Facebook. O senador Roger Wicker fez a seguinte pergunta: "há relatos de que o Facebook pode rastrear a atividade de navegação na internet de um usuário mesmo depois que ele tenha deslogado da plataforma. Você pode confirmar se isso é verdade ou não?".

Se você visita um site com o botão Curtir, seu navegador envia informações ao Facebook sobre sua visita

Depois da pergunta do senador, Zuckerberg disse que queria dar uma resposta precisa e que seria melhor que sua equipe o acompanhasse depois. Mesmo não respondendo adequadamente, o senado pressionou o CEO do Facebook, que, enfim, admitiu que usuários poderiam ter suas atividades rastreadas após o logoff.


A informação de que a rede social pode "vigiar" o usuário mesmo depois que ele tenha deslogado dela não está só nas palavras de Zuckerberg. A própria seção de ajuda do Facebook especifica como monitora a atividade do usuário. Uma delas é o botão Curtir.

O botão Curtir
Na seção de ajuda no tópico "Quais são as informações obtidas pelo Facebook quando visito um site que possui o botão Curtir?", o Facebook descreve o seguinte:

08/04/2018 às 18:15
Artigo

Verdadeiro ou falso? Como checar informações na internet

Aos Fatos explica em quadrinhos como não cair nas fake news


Continua após a publicidade

"Se você está conectado ao Facebook e visita um site com o botão Curtir, seu navegador nos envia informações sobre sua visita. Como o botão Curtir é uma pequena parte do Facebook integrada em outro site, o navegador envia informações sobre a solicitação para carregar o conteúdo do Facebook naquela página."


"Se você estiver desconectado ou não tiver uma conta no Facebook e acessar um site com o botão Curtir ou outro plug-in social, seu navegador nos enviará informações mais limitadas."

Anunciantes do Pixel do Facebook
O pixel do Facebook é código que os anunciantes colocam em seus sites anunciado na plataforma que pode rastrear a atividade do usuário no endereço, e que depois informa o Facebook com esses dados.

04/04/2018 às 18:35
Notícia

Facebook revela que escândalo da Cambridge Analytica atingiu ...

Empresa de comunicação usou dados de forma indevida durante eleições dos Estados Unidos


Segundo a página do Pixel, "Quando alguém visita seu site e executa uma ação (por exemplo, comprar algo), o pixel do Facebook é ativado e relata essa ação. Desta forma, você saberá quando um cliente executou uma ação depois de ver seu anúncio do Facebook. Você também poderá alcançar esse cliente novamente usando um Público Personalizado. Quanto mais conversões ocorrerem no seu site, melhor o Facebook ficará em veicular seus anúncios para as pessoas mais propensas a realizar determinadas ações. Isto é chamado de otimização de conversão".


Conversões offline
Com esse recurso, empresas podem fazer upload de seus dados para o Facebook para ver se os anúncios que veiculam na plataforma geram vendas. Esse processo é chamado pelo Facebook de "conversões offline".

De acordo com o Facebook, "Com os recursos de medição de conversões offline no Facebook, é possível rastrear quando as transações ocorrem na loja física e em outros canais offline, depois que as pessoas veem ou interagem com seus anúncios no Facebook.". Ou seja, as empresas enviam seus dados de vendas ao Facebook, e, em seguida, a plataforma corresponde a esses dados indicando as pessoas que viram os anúncios.

Continua após a publicidade


Caso você esteja em dúvida sobre as configurações de privacidade do Facebook, é possível lê-las neste link de ajuda da rede social. Para mais notícias sobre o Facebook, acesse este link.

Fonte: BuzzFeed
User img

Mariela Cancelier

Mariela é jornalista pela Universidade Federal de Santa Catarina e gosta de jogos de luta e MOBAs. Foi estagiária do Adrenaline e Mundo Conectado e atualmente é redatora freelancer em ambos os sites.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

WhatsApp deve permitir destravar por reconhecimento facial no Android em breve

WhatsApp deve permitir destravar por reconhecimento facial no Android em breve

Recurso está disponível há um bom tempo no iOS, mas pode estar pra chegar


Problemas no Instagram no meio da semana causam falhas nas mensagens diretas

Problemas no Instagram no meio da semana causam falhas nas mensagens diretas

Facebook não fez declarações oficiais, mas milhares de usuários reportaram problemas


Entenda a LGPD, NOVA LEI que chega para PROTEGER seus dados

Entenda a LGPD, NOVA LEI que chega para PROTEGER seus dados

Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais descreve como empresas devem lidar com suas informações


Drones com

Drones com "bolas de fogo" se mostram eficazes no combate a incêndios nos EUA

Tecnologia é considerada um dos maiores avanços do ano na segurança contra chamas


Veja quais foram as imagens vencedoras do Wildlife Photographer of the Year 2020!

Veja quais foram as imagens vencedoras do Wildlife Photographer of the Year 2020!

Mais de 49.000 imagens foram enviadas para a 56º edição do concurso