Imagem chamada

Carteira Nacional de Habilitação Digital: como fazer a sua e as vantagens de possuir uma

Adeus, papel!

A Carteira Nacional de Habilitação enfim ganhou uma versão digital, e a partir do dia 1º de fevereiro todos os estados passaram a estar aptos a emitir a versão eletrônica do documento.  Com ela dá para passar a carregar em seu smartphone o documento, com o mesmo valor jurídico que o tradicional em papel. 


Como faço a minha?
A CNH digital está disponível em todas as carteiras emitidas desde maio de 2017. O diferencial necesário fica dentro dela: um código QR, desse quadriculados que são legíveis através de apps para smartphone. Além do código QR, você precisa ter seus dados cadastrais atualizados, como CPF, número de telefone e e-mail.

Com isso em dia, basta acessar o Portal de Serviços do DENATRAN e fazer seu cadastro. Você usará a senha que cadastrou para acessar o app (disponível tanto no Android quanto no iOS). 

Os passos então são esses:

1 - Possuir uma habilitação com código QR
2 - Atualizar seus dados no DETRAN responsável por emitir seu documento
3 - Acessar o Portal de Serviços do DENATRAN e realizar o cadastro
4 - Baixar e instalar o app CNH Digital (disponível tanto no Android quanto no iOS)
5 - Fazer o login no app

E se você ainda não possui uma CNH com o código QR? Aí existem dois caminhos possíveis: 1) você pode aguardar, pois no processo de renovação de sua Carteira de Habilitação será gerado um novo documento com esse recurso, ou se você tiver pressa, 2) pode requerer uma segunda via de sua CNH, que virá com essa novidade. Ambos os processos geram custos ao usuário, porém não é cobrado nenhum valor adicional pela inclusão do código QR.


E para que serve?
O primeiro uso é óbvio: ela poderá ser utilizada no lugar da carteira de habilitação tradicional, como forma de comprovação que o usuário é habilitado a dirigir e sem depender do porte do documento impresso. O funcionamento não depende de internet, então após validar sua CNH digital no app, será possível comprovar ao agente de trânsito que sua situação é regular sem precisar conectar seu smartphone à rede. 

Também passa a ser possível exportar um PDF desse documento, que terá valor de  uma cópia autenticada. Essa cópia poderá ser usada no futuro em outros serviços do governo que operam de forma eletrônica e até mesmo em situações privadas que exigem identificação do portador.

Quem quiser dispensar o documento de papel já pode fazer o procedimento para poder portar o documento em seu aparelho, mas para aqueles que não estiverem interessados, não há problema: a CNH Digital não é obrigatória, e a a Carteira de Habilitação tradicional, aquela verdinha e de papel, segue tendo o mesmo valor de antes.

Fonte: Portal de Serviços DENATRAN

Comentários