Snapdragon 8 Gen 1 x Dimensity 9000: qual é o melhor processador top de linha?

Snapdragon 8 Gen 1 x Dimensity 9000: qual é o melhor processador top de linha?

Os dois SoCs trazem altas especificações e estarão em muitos dos smartphones flagship de 2022

Quando falamos de SoCs (Sistemas em Chip) para dispositivos e principalmente smartphones flagship, é comum lembrarmos da Qualcomm. Muito citamos o Snapdragon 888 em aparelhos Android em 2021, por exemplo, e agora temos o seu sucessor - o Snapdragon 8 Gen 1. No entanto, este não é o único processador que pode ganhar espaço entre os celulares topo de linha deste ano. No final de 2021, a Mediatek também revelou seu processador Dimensity 9000, fabricado pela TSMC, para aparelhos flagship premium, que surgiu justamente como um concorrente direto dos Snapdragon Série 800. Mas a pergunta que fica é: qual dos dois é o melhor para se ficar de olho? É sobre isso que iremos discutir neste artigo.


Ficha técnica

 

Especificações técnicas

Pelas especificações técnicas de CPU e GPU, o Snapdragon 8 Gen 1 e o Dimensity 9000 ficam bastante empatados, com vantagens de um lado e de outro. Ambos oferecem os mais recentes núcleos de CPU Armv9 em um arranjo 1+3+4, mas existem diferenças sutis. Para ser mais claro: os dois processadores contam com um núcleo Cortex-X2 dedicado a tarefas pesadas, três núcleos Cortex-A710 para tarefas medianas e quatro núcleos Cortex-A510 oara tarefas leves. O que muda entre os dois processadores é uma certa vantagem do Dimensity 9000 em velocidade de clock.

Os dois processadores tem a mesma estrutura de núcleos, mas o Dimensity 9000 tem vantagem em velocidade de clock

 

Falando em velocidade, o Dimensity 9000 oferece suporte à RAM LPDDR5X, enquanto o Qualcomm chega com LPDDR5. Isso significa uma velocidade de clock de RAM um pouco mais rápida para o Dimensity - 3.750 MHz versus 3.200 MHz, resultando em uma comparação de largura de banda de 60 Gbps e 51,2 Gbps. O clock de memória indica a velocidade na qual a memória RAM trabalha nos arquivos temporários. A memória RAM, de forma geral, é responsável por dar agilidade e velocidade no funcionamento do sistema.  

Continua após a publicidade

Outro ponto em que o Dimensity 9000 leva vantagem é em tamanho de memória cache. Ele conta com 8MB de cache L3 e 6MB de cache SLC (system-level), enquanto o Qualcomm Snapdragon 8 Gen 1 oferece 6MB L3 e 4MB SLC. Além disso, os núcleos Cortex A510 do Snapdragon compartilham seu cache L2 entre dois núcleos, enquanto os núcleos equivalentes no Dimensity 9000 têm seu próprio L2 privado de 256 KB. Esse tipo de memória possui alta velocidade e tem por função armazenar dados e instruções que a CPU poderá precisar em breve. Ela possibilita que o processador trabalhe com toda a capacidade e tenha o mínimo de tempo ocioso possível.

Com mais cache e velocidades de clock mais altos, o Dimensity 9000 pode ser mais rápido em alguns cenários 

 

19/01/2022 às 12:35
Notícia

MediaTek Dimensity 9000 supera Snapdragon 8 Gen 1 em teste co...

Com vantagem nos testes de CPU, chipset pode ser um dos mais potentes e eficientes em smartphones And...

Agora, chegamos onde as vantagens do Snapdragon 8 Gen 1 começam: gráficos. Comparados ao Snapdragon 888, seu sucessor promete renderização de gráficos 30% mais rápidos e 25% a mais de eficiência. Já o Dimensity, de acordo com a Mediatek, entrega 35% de aumento de desempenho e até 60% em ganhos de eficiência. No entanto, o Qualcomm Snapdragon 8 Gen 1 toma a dianteira quando falamos de taxa de atualização. Ele suporta uma taxa de atualização de 144Hz na resolução QHD+ (ou 60Hz em 4K), enquanto a Mediatek garantiu “apenas” 180Hz em resoluções FHD+ - não temos afirmações sobre outras resoluções.

Apesar de tudo isso, os testes de benchmark mais conhecidos como AnTuTu 9 e GeekBench 5 foram realizados, como é costume, e em ambos o Dimensity 9000 teve resultados um pouco melhores que o Snapdragon 8 Gen 1. Abaixo, você pode conferir os números divulgados pelo Nanoreview:


No site oficial do AnTuTu, em que existe um ranking dos melhores SoC baseado no resultado de performance CPU+GPU do teste Antutu V8, ainda não foram incluídos os processadores que estamos analisando.

Multimídia

Passando para capacidades de câmera e resolução, ambos os SoCs oferecem altas especificações. Tratando-se de vídeo, as possibilidades são praticamente as mesmas:

- Captura até 8K a 30 quadros por segundo ou 4K a 120 quadros;

Continua após a publicidade

- Visualização de vídeo em 8K a 30 quadros por segundo ou 4K a 120 quadros;

- Mesmos codecs de vídeo: H.264, H.265, VP8, VP9

No entanto, O SoC da Mediatek não oferece HDR na resolução 8K. O que sabemos é que o chip oferece suporte HDR de três exposições e três fluxos de vídeo HDR simultâneos para resolução 4K.

As principais diferenças estão na máxima resolução de display e fotografia. Enquanto o Dimensity 9000 oferece suporte para um display com resolução de até 2960 x 1440 pixels  ( 1440p ou Quad HD), o Snapdragon sobe isso para 3840 x 2160 pixels (4K). 

01/12/2021 às 17:55
Notícia

Always On: Snapdragon 8 Gen 1 tem recurso que permite deixar ...

Tecnologia seria usada para desbloqueio seguro sem as mãos, mas levanta preocupações sobre a privacidade

As possibilidades para câmeras com o processador da Qualcomm incluem até uma câmera de 200MP, um conjunto duplo de 64MP+36MP ou ainda três câmeras de 36MP. Com o Dimensity 9000, a fabricante tem alternativas até uma câmera de 320MP ou três de 32MP. Além disso, o SoC da MediaTek pode processar até nove gigapixels por segundo, o que supera o ISP (Image Signal Processor) do Snapdragon 8 Gen 1, que pode processar apenas 3,2 gigapixels por segundo.

Sobre recursos de câmera, ficamos em um impasse, já que a Qualcomm divulgou mais detalhes sobre suas tecnologias. Elas incluem o dobro do número de fotos no modo burst (240 fotos de 12MP),  30 quadros de processamento de imagem multiquadro, que deve resultar em modo noturno aprimorado ou captura HDR, e correção de aberração cromática para câmeras ultra largas

Conectividade

Tratando-se de conectividade, continuamos com a mesma visão geral: ambos os SoCs da Qualcomm e MediaTek oferecem o mesmo combo principal, com alguma mudança aqui e ali que seriam capazes de dar alguma vantagem em determinados cenários. Quando falamos de tecnologias principais, estamos incluindo suporte ao 5G e Wi-Fi 6 e 6E, por exemplo. Aqui é válido comentar que, na região dos Estados Unidos, apenas o Snapdragon oferece suporte ao mmWave que, teoricamente, é onde estariam as maiores frequências e vantagens do 5G.

Por outro lado, o Dimensity 9000 já confirma o suporte para o padrão Bluetooth 5.3, enquanto o chip da Qualcomm para no 5.2. Isso, novamente num olhar teórico e técnico, significaria melhor eficiência de energia, confiabilidade e segurança.


Conclusão

Os processadores Qualcomm Snapdragon 8 Gen 1 e o Dimensity 9000 com certeza serão dois dos SoCs que mais vamos ver nos smartphones flagship de 2022. Ambos trazem um pacote de recursos e suportes que podem ser muito bem usados pelas fabricantes. Mas, na hora de dizer qual deles é o melhor, a coisa já não fica tão fácil.

Os chips trazem muitas semelhanças e acabam se equilibrando quando falamos de vantagens e desvantagens. Claro, para aqueles que procuram um aparelho para jogar e que chegam ao mercado com o conceito “gamer”, é bem provável ficar de olho em aparelhos com o Snapdragon, visto a reputação de anos que a desenvolvedora vem construindo e os recursos de otimização para games que o chip traz, como o Adreno Frame Motion, Adreno Engine e  Snapdragon Elite Gaming. Além disso, a gravação 8K HDR é outra vantagem notável que a Qualcomm tem sobre a empresa taiwanesa.

Por outro lado, a Mediatek também tem algumas vantagens confirmadas, como suporte para padrões mais recentes de Bluetooth e RAM, bem como suporte para decodificação AV1. É interessante ver um novo processador ganhar dos chips da Qualcomm em testes, e um tanto animador também. É até seguro dizer que este é o mais próximo que a Mediatek e a Qualcomm estiveram em anos quando falamos de processadores para dispositivos mobile. E isso só pode ser uma coisa boa para os consumidores. 

O Qualcomm Snapdragon 8 Gen 1 e o Dimensity 9000 estão praticamente lado a lado

 

Mas, apesar dessa comparação teórica, precisamos levar em consideração também a experiência prática do usuário com aparelhos equipados com ambos os chips. E isso ainda não aconteceu, visto que os primeiros celulares confirmados tanto com o Snapdragon 8 Gen 1 quanto com o Dimensity 9000 ainda não estão disponíveis no mercado. 

02/12/2021 às 14:58
Notícia

Lista completa: todos os smartphones confirmados com Snapdrag...

Maioria dos aparelhos já foi confirmado em evento da Qualcomm na última terça-feira

Para o processador da Qualcomm, alguns nomes prometidos que temos são o Xiaomi 12, Oppo Find X4 Pro, GT 2 Pro da Realme e o Motorola Edge X30. Outros aparelhos mencionados que podem receber o SoC incluem alguns aparelhos Lenovo como o Legion Y90 e o Halo e inclusive o Galaxy S22 da Samsung em alguns mercados.

Já para o Dimensity 9000, a expectativa é que ele chegue ao mercado com smartphones das mesmas marcas citadas acima, mas obviamente em outros modelos. Seriam esses o OnePLus 10R, OnePlus Nord 3, OPPO Find X4, Realme GT Neo 3T, Vivo X80, Xiaomi 12T e Redmi K50 Gaming, por exemplo.

O que podemos fazer no momento é aguardar a chegada desses dispositivos e acompanhar as experiências de performance e recursos. Mas uma coisa é certa: o Qualcomm Snapdragon 8 Gen 1 e o Dimensity 9000 estão praticamente lado a lado. 

User img

Saori Almeida

Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.