Entenda o ProRes, novo formato de vídeo do iPhone 13 Pro, Pro Max e Mavic 3 Cine
Créditos: FanApple

Entenda o ProRes, novo formato de vídeo do iPhone 13 Pro, Pro Max e Mavic 3 Cine

O formato de arquivo será o novo queridinho dos entusiastas de vídeo e cineastas mobile

Que existem vários formatos de arquivo de imagem e vídeo, nós já sabemos. Há também uma infinidade de modos para se lidar com os formatos conhecidos. Até aí, nada de novo. Porém, o iPhone 13 trouxe uma novidade não tão perceptível até que você passe seus vídeos para o computador e queira trabalhar com eles. Essa novidade que deve chegar ainda em 2021: é o formato de arquivo Apple ProRes para vídeos - e é sobre ele que iremos falar nesse artigo.

24/09/2021 às 14:09
Notícia

1 minuto de vídeo em ProRes no iPhone 13 ocupa 6 GB de armaze...

Criadores de conteúdo e diretores de filmes vão precisar de bastante espaço para as filmagens


O que é o ProRes?

A Apple lançou o ProRes em 2007 como parte de seu software de edição Final Cut Pro 6. Ele é um codec de 10 bits. Isso significa que os arquivos compactados com o ProRes terão mais espaço para informações, especialmente para a classificação de cores, permitindo adicionar mais detalhes ao aplicar o VFX ou qualquer outro efeito especial aos footages. Sobre codificação, ele usa o I-frame, ou seja, cada quadro de um vídeo é compactado individualmente e esse quadro compactado é enviado para a unidade de exibição durante a reprodução ou para o processo de pós-produção. 

Porém, o que estamos chamando de ProRes é, na verdade, um conjunto de seis padrões de qualidade. Seriam eles:

O ProRes protege a qualidade da imagem do vídeo

 

- Apple ProRes 4444 XQ: mais alta qualidade do ProRes para vídeos originais 4:4:4:4 com uma taxa de dados muito alta.

- Apple ProRes 4444: versão de qualidade extremamente alta para vídeos originais 4:4:4:4 com masterização praticamente indistinguível do material original.

Continua após a publicidade

- Apple ProRes 422 HQ: versão com mais taxa de dados que mantém a qualidade visual do Apple ProRes 4444, mas para vídeos originais 4:2:2.

- Apple ProRes 422: codec compactado que oferece praticamente todos os benefícios do ProRes 422 HQ, mas com 66% da taxa de dados para melhorar o desempenho de edição multistream em tempo real.

- Apple ProRes 422 LT: codec com maior compactação (aproximadamente 70% da taxa de dados) e arquivos 30% menores.

- Apple ProRes 422 Proxy: versão com a maior compactação, pensado para fluxos de trabalho off-line que exigem taxas de dados menores, mas vídeos com resolução máxima.

Ainda não se sabe qual desses padrões estará presente no iPhone 13 Pro e Pro Max. Além disso, outro produto bastante recente que anunciou o suporte ao tipo de arquivo ProRes é o novo drone da DJI Mavic 3 Cine.

Saiba tudo sobre o drone DJI Mavic 3

Uma das grandes apostas é que o formato de arquivo ProRes será um novo queridinho dos entusiastas de vídeo e cineastas mobile fora do meio profissional. Isso porque ele promete manter o máximo de detalhes e dinâmica nas filmagens. É importante entender que todos os vídeos são compactados quando você os grava. O vídeo não compactado bruto (RAW) ocupa muito espaço, por isso, esse seria um formato próprio para edição, que deixa o trabalho bem mais fácil para a CPU do seu PC - isso comparado a formatos de arquivo como H.264 ou H.265, que são os mais comuns. Ele é um formato compactado, mas que promete não ter perdas visuais. Qual dos seis formatos os cineastas escolhem depende de suas prioridades de qualidade de imagem versus tamanho de arquivo / portabilidade. 

Além disso, O ProRes usa o que chamamos de Taxa de bits Variável ou VBR. Essa tecnologia regula a taxa de bits de acordo com as atividades dos quadros. Por exemplo, se houver muito movimento em um vídeo, o codec atribui a taxa de bits máxima. Pelo contrário, se um vídeo possui mais sequências paradas, o ProRes aloca menor taxa de bits para ele. Esse método ajuda a economizar uma quantidade razoável de espaço de armazenamento.

Continua após a publicidade

ProRes Vs. H.264/H.265

Um detalhe válido aqui é que um clipe codificado em H.264 ou H.265 ainda será muito menor, pois esses formatos são projetados para fornecer qualidade de imagem decente com taxas de bits baixas e o ProRes  têm uma quantidade menor de compactação. E é precisamente a codificação que demanda muito processamento do trabalho em um programa de edição.

Os vídeos H.264/H.265 usam mais compactação para criar um arquivo menor — e a desvantagem disso é que a qualidade da imagem não é tão robusta e leva muito tempo para codificar. O ProRes entra na parte de edição / produção do processo antes de converter o clipe final em algo que as pessoas possam reproduzir em seus telefones ou na TV, apesar do Youtube aceitar um dos padrões ProRes (422). Ele vai acabar como um H.264 de qualquer maneira.

Você vai precisar do ProRes agora?

14/09/2021 às 14:47
Notícia

iPhone 13 é oficial! Preço, especificações e tudo sobre os no...

Aparelhos começam a ser vendidos no dia 17 de setembro; ainda não há data de lançamento oficial no Br...

A conclusão disso é que os iPhones 13 topo de linha estão cada vez mais pensados não tanto para o usuário comum de iPhone, mas para aquela pessoa que pretende investir em filmagens e edição. Um exemplo é que, por ter um formato de arquivo maior, a Apple esclarece na página de especificações dos iPhones 13 Pro que a gravação de vídeo ProRes em 4K a 30 quadros por segundo está limitada aos modelos de seus smartphones de 256GB, 512GB e 1TB - espaço necessário para quem vai fazer tempos maiores de gravação com o seu celular. Caso você seja aquela pessoa que só faz vídeos mais caseiros, de família, o ProRes provavelmente se torna algo dispensável na rotina por agora.

Mas, apesar disso, é justamente a adição desse padrão no iPhone 13 que fará o ProRes ficar cada vez mais popular. Levando em consideração que o ProRes não é um monstro de sete cabeças - na verdade, pode ser bem simples - e a grande maioria dos editores de vídeo já o suportam tanto em MacOS quanto Windows (e sim, isso inclui o Adobe Premiere), é uma questão de tempo até que esse formato de arquivo comece a ser mais usado fora do meio profissional, mais caseiro, promovendo uma série de conteúdos fotográficos com qualidade cinematográfica para assistir - sem contar a maior facilidade para editar tudo isso sem fazer o seu PC gritar por ajuda.

O suporte para gravação ProRes estará disponível nos iPhones 13 Pro e Pro Max com uma atualização futura do iOS 15 — e não já com o lançamento dos novos dispositivos. 

User img

Saori Almeida

Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

Meta e o Metaverso: os planos de Zuckerberg para o futuro das redes sociais

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.