DJI Fly - Download, instalação e funções do app para controle de drones

DJI Fly - Download, instalação e funções do app para controle de drones

Aplicativo é utilizado pelos modelos Mavic Mini, Mini SE, Mini 2, Mavic Air 2, Air 2S e FPV Drone

O aplicativo para controle de drones DJI Fly foi lançado junto com o drone DJI Mavic Mini no final de 2019. De lá para cá, ele virou o app padrão da empresa para controlar seus novos modelos, atualmente com suporte para os drones Mavic Mini, Mini SE, Mini 2, Mavic Air 2, Air 2S e também ao DJI FPV Drone. Antes do lançamento do app DJI Fly, o aplicativo utilizado para controle dos drones da DJI era o DJI GO4, ainda em uso e utilizado para controlar o Mavic Pro, Mavic Air e modelos da linha Mavic 2, por exemplo.

DJI Fly - Site oficial

DJI Fly é o app para gerenciamento e controle dos drones mais recentes da DJI

 

Drones suportados pelo DJI Fly (07/2021):
- Mavic Mini;
- Mini SE;
- Mini 2;
- Mavic Air 2;
- Air 2S;
- FPV Drone;

O DJI Fly chegou com uma proposta de interface mais amigável e simples, buscando facilitar o processo de compartilhamento de fotos e vídeos captados com os drones. Como todo aplicativo para esse perfil de produto, ele ainda traz acesso as configurações e informações do drone, sendo crucial para ter noção do cenário geral e de tudo relacionado ao equipamento. Também é responsável pelo processo de atualização do firmware dos drones compatíveis.

Se você tem um smartphone Android será necessário fazer o download do DJI Fly no site da DJI

 

Antes de falar mais a fundo sobre o aplicativo, vale destacar que, no inicio de 2021, o app DJI Fly parou de receber atualização na Google Play, loja de aplicativos da Google presente em todos os smartphones Android. Após alguns meses sem atualização, ele foi removido da loja. Dessa forma, agora é necessário fazer o download do .APK (arquivo de instalação do aplicativo) direto do site da DJI. Não temos informações sobre um possível retorno do aplicativo para a loja de apps Google Play. A versão para iOS está disponível na Apple Store, assim como novas atualizações. O DJI GO4, utilizado para controlar modelos como os da série Mavic 2 e o Mavic Air, também continua disponível na Google PlayStore.


Download e Instalação

Continua após a publicidade

O DJI Fly está disponível para os sistema Apple iOS e Google Android. No caso do sistema da Apple, basta acessar a loja Apple Store pelo smartphone ou tablet e baixar o aplicativo. Já a versão de Android foi removida  da Google Play pela DJI, e se você utilizar um smartphone ou tablet com esse sistema vai precisar acessar o site da DJI para fazer o download ao menos na primeira vez, já que as versões mais recentes tem um sistema de atualização próprio que avisa o usuário se uma nova versão for lançada.

DOWNLOAD
Vamos para um rápido guia de instalação do aplicativo. No caso de modelos de dispositivos da Apple, basta baixar da Apple Store como já colocamos, mas caso você tenha comprado um dos drones suportados pelo aplicativo e utiliza Android, você precisar baixar o instalador do site oficial da DJI (não baixe em sites de terceiros onde o aplicativo pode ser alterado). Depois de instalar o aplicativo no seu smartphone Android pela primeira vez, o próprio app já traz um sistema de auto update, não sendo mais necessário fazer o processo manual.

DOWNLOAD - Versão mais recente do DJI Fly

Repare na imagem abaixo que ao acessar o link para download do DJI Fly no site da DJI, a própria página já oferece o download do aplicação de instalação através do botão "Download Android APK", então basta clicar nele e seguir os passos destacados abaixo no processo de instalação, não é complicado.


Tela do site mobile do DJI Fly para download

INSTALAÇÃO
Feito o download, você precisa instalar o aplicativo e, como baixou o arquivo de instalação (.APK), o sistema Android solicita uma confirmação de que você quer mesmo fazer essa instalação. É um processo normal do sistema dar esse aviso para arquivos baixados fora da loja Google Play, por isso recomendamos baixar exclusivamente do site da DJI. Abaixo, algumas telas do processo, que é bem simples. Após autorizado, a instalação segue de forma automática e, quando finalizada, basta executar o aplicativo que vai estar disponível em uma das telas do seu celular.

Abaixo todas as prints em sequencia do que vai aparecer em seu celular ou tablet:


Suporte e restrições

Continua após a publicidade

Como todo aplicativo, o DJI Fly tem seus requisitos mínimos estabelecidos para aparelhos suportados e versão do Android e iOS que ele pode ser instalado.

No caso do Android, para rodar o app é necessário que o smartphone tenha Android 6.0 ou superior. Já sobre especificações de "hardware" do celular, ele precisa de um SoC (o processador do celular), com suporte a 64-bit, hoje uma especificações que virou padrão de mercado, mas que não está disponível em boa parte dos smartphones mais antigos, mesmo com versões do Android mais atuais do que a requisitada. Para descobrir se o aplicativo roda ou não no seu celular, a melhor forma é justamente tentar instalar e executar ele. Para quem tem dúvidas a respeito desse assunto, a DJI tem um tópico específico em seu fórum que pode ser acessado nesse link.

Já para os dispositivos da Apple, é necessário possuir modelos de iPhone 6 ou superior, assim como iOS 11.0 ou mais recente. Além dos celulares, o DJI Fly também tem suporte para tablets, todos listados na imagem abaixo, que foi capturada do site da própria DJI no mês 07/2021 e sofre atualizações constantes. Logo, é interessante ficar de olho por lá.

Site oficial do app DJI Fly

Abaixo um print do site da DJI feito no mês 07/2021, contendo uma série de dispositivos com suporte ao aplicativo, mas especialmente quando se trata de modelos Android, a lista é muito maior do que a DJI ou qualquer empresa conseguiria validar, logo existe uma infinidade de modelos também compatíveis que não estão na lista. Como já destaquei, a melhor forma de ver se existe o suporte em um modelo de aparelho é instalando e tentando executar o aplicativo.


Interface e configurações

A interface, comparada ao visual do DJI GO4, mudou bastante e agora tem as informações distribuídas de forma um pouco diferente. Na medida que vai sofrendo atualizações, algumas das funções também são reposicionadas ou ganham otimizações. No geral, hoje acho melhor o DJI Fly do que o DJI GO4, porém muito está relacionado ao costume e praticidade para achar as opções desejadas de forma mais rápida.

A DJI tem procurado colocar a maioria das informações na tela principal da forma mais simples e intuitiva possível , incluindo opções relacionadas ao controle de funções e informações relevantes como velocidade, altitude e distância, qualidade de conexão com satélites e entre o controle e drone, tempo que o drone ainda consegue voar com a carga disponível, etc. É possível alternar entre modo da câmera e modo mapa como destaque principal na tela, assim como escolher tirar fotos ou gravar vídeos, e quais as configurações utilizadas nesses processos.

Outras funções também aparecem associadas com os modos de gravação, como QuickShot, MasterShot, Modos de fotos panorâmicas. Mas elas só são apresentadas se o drone tiver suporte. Por exemplo, o MasterShot só aparece no modelo Air 2S.

É importante destacar também que algumas das funções estão disponíveis tanto na tela do smartphone ou tablet como também no controle físico do drone. Cito a função RTH (Return to Home / Retornar ao ponto de decolagem) ou mesmo funções para tirar fotos, iniciar a gravação de vídeos etc. Mas várias são exclusivas do aplicativo e não podem ser acessadas pelo controle, como configurações da câmera, modos de voo automático, entre muitas outras.

Configurações personalizadas
No botão dos "..." na vertical, posicionado no canto superior direito, é possível acessar várias configurações avançadas do drone e, novamente, dependendo o modelo, aparecem funções específicas, como no caso da ActiveTrack disponível no Air 2 e Air 2S, mas não nos modelos Mini.

Nas configurações avançadas, é possível desligar os sensores do drone, definir o que ele faz quando um sensor detectar algo, qual a altura máxima que o drone pode alcançar, assim como a distância. Em modo RTH, qual será a altura que ele vai subir antes de retornar e mesmo configurações finas e personalizadas das respostas aos comandos do gimbal e sticks do controle, além de uma série de outras. Enfim, é possível fazer ajustes personalizados de acordo com seu gosto.


E se o celular travar ou acabar a bateria?

Como todos aplicativos, ele pode travar e fechar abruptamente por um problema do próprio aplicativo ou do sistema, ou mesmo a bateria do celular ou controle acabar se o usuário não se atentar aos avisos do sistema, tanto na tela do celular como os avisos sonoros do controle. O que acontece nessa situação?

O mais comum é o app sofrer algum travamento e fechar instantaneamente, porém ele abre novamente de forma automática, possibilitando continuar com o voo.

Aplicativo auto executa novamente após travar

 

Em uma situação onde o app não abre mais, o recomendado é utilizar o botão RTH do controle para o drone retornar ao ponto de decolagem. Aliás, quando o drone perde a comunicação com o controle, a função RTH (retorno ao ponto de decolagem) é acionada automaticamente depois de alguns segundos, fazendo-o retornar automaticamente para o ponto de decolagem. Fica a dica para esperar o GPS fazer o processo de sincronização, inclusive o app avisa que o ponto de decolagem foi atualizado - pode evitar problemas maiores.

Se em seu sistema o aplicativo ficar travando de forma constante, o recomendado é desinstalar e reinstalar novamente, as vezes até utilizar uma versão diferente da que está apresentando problema pode resolver. Em último caso, formatar o celular, que certamente é indicado só em situações extremas.


Atualização de firmware do drone

O app também é responsável por atualizar o firmware do drone, um quesito muito importante especialmente quando se trata de um drone lançamento, que recebe otimizações das mais variadas durante o primeiro ano de vida - às vezes até mesmo novas funcionalidades.

Atualizar firmware em drones da DJI sempre foi um processo bastante simples e todo gerenciado pelo aplicativo. O requisito é considerar que, para o processo, ele precisa ter bateria com carga superior a 50% (dependendo da atualização, o processo consumirá a bateria), além do dispositivo utilizado para controle usar a versão mais recente do aplicativo.

É importante destacar ainda que algumas funcionalidades dependem do drone estar com o firmware mais recente, assim como o aplicativo estar atualizado. O Mini 2, por exemplo, passou a gravar em 2.7K 60 FPS após uma atualização de firmware e também de uma nova versão do aplicativo. Quando lançado ele só gravava em 30 FPS nessa resolução.


Conclusão

Particularmente, gosto do aplicativo DJI Fly. Tem recebido boas mudanças com o passar do tempo e faz seu papel principal, que é oferecer uma interface para gerenciamento do drone, desde funções disponíveis até mesmo controle de alguns comandos.

A ideia desse artigo é esclarecer principalmente o processo de download e instalação da versão Android, que não está mais disponível na Google Play Store e que tem gerado dúvidas para muitos novos usuários, já que é necessário baixar o arquivo de instalação em formato APK. Acabei indo um pouco além e explicando algumas outras funcionalidades e situações que ocorrem com o app DJI Fly, mas que podem ser de importante conhecimento para os usuários de modelos compatíveis.

Ainda relacionado à versão para Android, acho importante que a DJI novamente traga o app a loja do Google, porque as lojas de aplicativos dos sistemas operacionais existem para facilitar a vida do usuário, especialmente do público que não tem uma familiaridade tão grande com a parte técnica. Sem contar a questão de insegurança envolvida em fazer o download e instalar um aplicativo que não é validado pelos sistemas de validação das lojas oficiais dos dispositivos.

Se tiver alguma dúvida ou sugestão, deixe nos comentários que farei questão de responder.

Abaixo minhas últimas reviews de drones da DJI que utilizam o DJI Fly:

User img

Fabio Feyh

Fábio Feyh é sócio-fundador do Adrenaline e Mundo Conectado, e entre outras atribuições, analisa e escreve sobre hardwares e gadgets. No Mundo Conectado escreve artigos e análises de gadgets relacionados a fotos e vídeo, como drones e action cams.

FIM do BURN-IN? OLED EVO explicada + Garantia da LG + G1 vs C1

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.