Veja dicas e truques para manter o seu WhatsApp seguro e longe de golpes
Créditos: Reprodução/ WhatsApp Security

Veja dicas e truques para manter o seu WhatsApp seguro e longe de golpes

Os brasileiros são um dos principais alvos de hackers no mensageiro

Leitura Rápida

  • O WhastsApp é alvo de golpistas, principalmente no Brasil
  • Reunimos algumas informações para você manter sua rede social segura
  • Recomendamos nunca passar o código de segurança do WhatsApp para ninguém
  • Também é indicado ativar a proteção em duas etapas
  • O WhatsApp usa criptografia de ponta a ponta, que evita que as conversas sejam mostradas para pessoas má intencionadas

O WhatsApp ganhou muita popularidade entre os brasileiros. Há muitos benefícios em manter as conversas pelo mensageiro, mas isso também aumenta os dados disponíveis na plataforma. O resultado é o aumento na possibilidade de pessoas más intencionadas aproveitarem de algumas falhas e, ingenuidade de usuários. Uma recente pesquisa feita pela PSafe mostrou que mais de 15 mil brasileiros são vítimas de clonagem de WhatsApp diariamente.

WhatsApp FAQ

O modo como usamos o WhatsApp é muito intenso e muitas informações podem ser obtidas com acesso aos contatos do aplicativo. Algo muito importante é manter esses dados seguros, evitando dores de cabeça. Recebemos frequentemente pedidos de ajuda, como o colocado abaixo, sobre pessoas que tiveram a sua conta roubada.

Este artigo conta com alguns macetes que você pode usar para não cair nesses golpes. Vamos te dar algumas dicas, truques e mais informações que podem ajudar a manter seu aplicativo seguro. Assim, será possível não ter problemas causados por golpistas. Infelizmente, depois que o golpe é aplicado não há muito o que possa ser feito. Então, vamos procurar a te ajudar a não entrar nessa situação. 

14/10/2019 às 18:29
Artigo

Fui clonado no WhatsApp, o que fazer?! Veja se foi hackeado e...

Confira como fica a sua conta quando ela é invadida e como volta usar o app sem trocar de número

Caso já tenha caído em um desses golpes e esteja procurando um modo para solucionar os problemas, sugerimos este artigo. Agora, se já resolveu sua situação e quer saber o que pode fazer para evitar que isso aconteça novamente, continue com a leitura.

Também temos um vídeo, que vamos colocar logo abaixo, que ensina o que pode ser feito se você foi vítima de pessoas má intencionadas.

Continua após a publicidade

Proteja o código de segurança

Para começar, quando o WhatsApp é instalado em seu smartphone, pela primeira vez, um código de segurança é enviado por SMS para o número solicitado. Esse é um sistema usado pela plataforma que deixa o acesso apenas entre o app e o usuário. Proteja esse número. Quando um código for enviado ao seu smartphone, sendo do WhatsApp, não passe para ninguém.

Sempre proteja o código de segurança que é enviado por SMS

 

A maioria dos golpistas conseguem esse código pedindo diretamente para o usuário. Muitas táticas são usadas, desde falar que é o convite para uma festa, verificação de compra, para enviar dinheiro, bônus ou crédito para a linha do smartphone, entre muitas outras desculpas. Como já diz um ditado antigo, desconfie quando a oferta é muito boa, porque geralmente não é verdade. 

Esse código não deve ser repassado para ninguém. Ele só pode ser usado para conferir os dados do smartphone para acessar a sua conta. Reforçando, proteja sempre esse código. 

Proteção em duas etapas

O WhatsApp oferece a Proteção em duas etapas, que exige duas verificações do número. Essa é uma dica bastante simples, que deveria ser regra para todos os números. O objetivo é evitar, justamente, que apenas com o código enviado por SMS hackers consigam o acesso ao smartphone de forma simplificada. 

Continua após a publicidade

A proteção em duas etapas dificulta o acesso de golpistas à conta

A proteção em duas etapas começou a aparecer em atualizações recentes e alguns usuários nem perceberam essa opção. Portanto, vale lembrar que ela existe e é fácil de ser instalada. A proteção aumenta muito.

Para ativar é necessário entrar no WhatsApp e clicar nas três bolinhas que ficam na parte superior direita do aplicativo.
Vá em 'Configurações' e depois em 'Conta'.
A terceira opção é 'Confirmação em duas etapas', clique ali.
Vai abrir uma nova tela e você só precisa clicar em 'Ativar'.

O WhatsApp vai pedir para que você defina um PIN de seis dígitos e adicione um e-mail para contato. É necessário apenas preencher as informações e sua conta estará muito mais protegida. No passo a passo acima mostramos como são as telas apresentadas. Caso não tenha entendido direito, o próprio WhatsApp fornece um vídeo explicativo:

Novamente, lembramos que esses códigos devem ser mantidos em sigilo. Nunca compartilhe com ninguém. Ainda mais se for um número suspeito solicitando essas informações.

Alguns dos golpes mais comuns

Geralmente, os golpistas encontram o número de telefone em algum lugar. Um exemplo recentemente é um golpe da OLX, que estava sendo muito aplicado.

Usuários que faziam anúncios de itens caros, como veículos, casas e outros pertences de valor elevado, recebiam uma ligação. A pessoa dizia ser da OLX e que precisava de mais informações para concluir o classificado. A "atendente" falava que seria enviado um código. Logo em seguida, solicitava esse número, que era a segurança do WhatsApp. A conta então era deslogada do smartphone da vítima e o golpe era aplicado.

15/10/2020 às 17:41
Notícia

Mais de 15 mil brasileiros são vítimas de clonagem de WhatsAp...

Pesquisa da PSafe indica que o golpe teve aumento de 25% em relação ao mês passado

Esse é apenas um exemplo, mas diversas outras formas de golpes também são registradas. Geralmente, eles prometem coisas positivas para o usuário, que irá ganhar vantagens. Há e-mails falando que os usuários ganharam prêmios dos mais variados. Ligações falando de sorteios, se passando pela operadora de telefonia do usuário, lojas, cartões de crédito, bancos, entre muitas outras. O mais comum é ser uma proposta atrativa, ou ainda, solução de um problema que o usuário não sabia que existia, que convence o usuário a passar as informações.

E os golpes ao WhatsApp no Brasil estão cada vez mais comuns. De acordo com uma pesquisa divulgada pela PSafe, mais de 473 mil brasileiros já foram vítimas de clonagem de WhatsApp. Medidas de proteção a esta rede social são extremamente importantes neste cenário.

Dicas

Já mencionamos algumas ações que podem ser feitas para proteger a sua conta. A primeira, e talvez a mais importante, é não repassar o código de segurança com ninguém. Desconfiar de promoções que você não está participando e, checar o número também são pontos importantes.

Dicas práticas para proteger o seu WhatsApp

  • Não passe o código de segurança para ninguém
  • Desconfie de ligações sobre promoções e brindes
  • Não passe o seu contato para pessoas estranhas
  • Cheque o número de contato
  • Realize a proteção em duas etapas
  • Mantenha suas senhas atualizadas (caso use)
  • Evite deixar nomes de contatos como: mãe, sogra, pai, cunhada, filha, amor, vó, vô... (principalmente quando for contato de pessoas idosas)
  • Mantenha seu aplicativo e sistema operacional atualizados
  • Evite passar seu número para pessoas que solicitam em rua, ou ambiente públicos

Fora isso, o WhatsApp usa sistemas de segurança próprio, como a criptografia de ponta a ponta. Isso ajuda que apenas os dois dispositivos que receberam as mensagens tenham acesso a conversa. Assim, caso a sua conta for hackeada, as mensagens, fotos, vídeos, e qualquer outra mídia enviada, não serão mostradas. 

O hacker terá acesso, basicamente, aos seus contatos, principalmente nos grupos. O que os golpistas fazem é chamar as pessoas do seu ciclo social, se passando por você. O mais comum é que seja solicitado dinheiro, dados de cartão, ou outras coisas relacionadas. O golpista finge uma situação, pedindo ajuda, principalmente aos contatos com nomes afetivos.

Os idosos são os principais alvos. Geralmente, eles acreditam nas histórias e, por frequentemente morarem sozinhos, acabam enviando dinheiro ou caindo no golpe de alguma forma. Portanto, proteja principalmente os contatos de pessoas mais velhas que você mantém em seu smartphone.

Proteja o contato de idosos em seu smartphone. Não coloque como "pai", "vô", "mãe, "vó", sogra...

Caso o nome esteja genérico, como por exemplo Dona Maria, é mais difícil que o hacker solicite vantagens desse número. Mas, se estiver vó, mãe, sogra, etc, certamente eles serão os primeiros alvos. Se você está pensando: mas nas mensagens eu chamo minha vó por "vó" e não "Dona Maria", ele não vai descobrir? A resposta é não. Como mencionamos, a criptografia de ponta a ponta não permite que outros aparelhos tenham acesso às conversas. 

Assim que o seu WhatsApp for clonado, avise por SMS todos os seus contatos, principalmente os mais próximos, sobre a situação. Falamos mais sobre o que fazer quando hackeado neste artigo.

Conclusão

Para finalizar, os ataques ao WhatsApp estão cada vez mais frequentes e com soluções sofisticadas. A dica é manter suas contas seguras, aproveitando os recursos disponíveis, além de desconfiar de situações estranhas. 

Geralmente, os hackers conseguem alguma informação sobre a pessoa que está sendo atacada e explora ela ao máximo. Faça algumas perguntas, sempre pedindo mias informações. Um possível site, e-mail, contato, CNPJ da empresa que está contatando, qualquer dado pode ser importante. O próprio golpista acaba encerrando a chamada quando percebe que a vítima está atenta.

DENUNCIE! Quando receber alguma chamada assim, e identificar o golpe, denuncie o número para a polícia ligando 190. Há ainda o Disque Fraude, que pode ser contatado pelo número (DDD+Operadora) 0800 710.0009. Para mais informações sobre informações jurídicas, acesse o JusBrasil, que tem mais detalhes sobre.

O mesmo se aplica para outras redes sociais. Manter as senhas atualizadas e evitar entrar em computadores, ou dispositivos estranhos, também ajuda a proteger. 

Tem mais alguma dica? Alguma observação? Conhece outro tipo de golpe que está sendo aplicado? Deixe a sua contribuição nos comentários para ajudar ainda mais outras pessoas!

Via: FAQ WhatsApp, WhatsApp, Mashable India Fonte: JusBrasil
User img

Ana Luiza Pedroso

Ana Luíza é técnica em informática formada pelo Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC) e graduanda de Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Compõe o quadro de estagiários do Adrenaline e Mundo Conectado desde 2018, publicando notícias. Aprende muito todos os dias sobre o universo de hardware, games e tecnologia.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

Veja como usar o Google Tradutor no WhatsApp e conversar em vários idiomas

Veja como usar o Google Tradutor no WhatsApp e conversar em vários idiomas

A ferramenta pode ser usada em conjunto com outros aplicativos para traduzir mensagens


ATAQUES CIBERNÉTICOS: por que você PRECISA cuidar de sua SEGURANÇA ONLINE?

ATAQUES CIBERNÉTICOS: por que você PRECISA cuidar de sua SEGURANÇA ONLINE?

Os riscos de ignorar práticas de prevenção em contas online e como isso impacta você e as pessoas ao seu redor


Criminosos roubam senhas do Facebook, mas esquecem de bloquear dados roubados

Criminosos roubam senhas do Facebook, mas esquecem de bloquear dados roubados

Logins e senhas extorquidas foram armazenados em nuvem sem nenhuma proteção


WhatsApp adiciona novo botão de compras com catálogo

WhatsApp adiciona novo botão de compras com catálogo

A vitrine vai tornar a visualização dos produtos mais fáceis


STJ é alvo de grande ataque hacker e sistema pode ter sido criptografado

STJ é alvo de grande ataque hacker e sistema pode ter sido criptografado

Site do Tribunal está fora do ar e processos foram adiados