Widgets no iOS - Finalmente a Apple implementou um recurso importantíssimo para seu sistema

Widgets no iOS - Finalmente a Apple implementou um recurso importantíssimo para seu sistema

Ferramentas certamente mudarão o sistema operacional, mas estão atrasadas em relação aos rivais

Leitura Rápida

  • Apple vai implementar os widgets na tela inicial com o iOS 14 e iPadOS14.
  • Recurso é novidade para os usuários de iPhone, mas está chegando tarde.
  • As novidades sugerem que o sistema operacional da Apple pode melhorar notavelmente daqui pra frente.
  • Versão Beta do iOS 14 será disponibilizada em julho.

A Apple Worldwide Developers Conference (WWDC) 2020 está sendo realizada esta semana, entre 22 e 26 de junho, e um dos maiores destaques até então foi a apresentação do novo sistema operacional iOS 14. Dentro do sistema, uma das grandes "inovações" é a chegada de um recurso que várias pessoas podem não gostar, outras sempre desejaram, e é muito importante para as empresas que trabalham com o mercado mobile: os widgets para "tela inicial". Atenção que coloco a palava "inovação" entre aspas para tratar dessa implementação no smartphone da Apple, pois, como vários usuários de aparelhos celulares já notaram, isso é uma "novidade" que já está em outros sistemas - e destaque para o seu maior rival, o Android - há bastante tempo.


Widgets no iOS

Vamos começar pelo início, e explicar rapidamente como esse recurso já bastante disseminado entre usuários de Android funcionará nos aparelhos da maçã. A função básica dos widgets é mostrar informações úteis aos donos de smartphones já na tela inicial, sem precisar entrar em cada aplicativo para receber os dados desejados - e não teria porque ser diferente no iPhone. 

Esta é a maior atualização já feita na tela inicial dos iPhones

 

22/06/2020 às 18:45
Notícia

Apple revela o iOS 14 com novo design para a tela inicial, wi...

Nova versão do sistema está disponível a partir de hoje como Beta para desenvolvedores

Os "boxes" poderão ser movidos e fixados em qualquer página da tela de início, em diferentes tamanhos . A assistente digital do iPhone, Siri, por exemplo, será exibida como um pequeno widget a partir do update, mostrando resultados na parte superior da tela como se fossem notificações - nada de cobrir o display todo. Ligações também seguirão essa mudança. Ao final dessas telas, estará a Biblioteca de Apps, novo espaço que organizará automaticamente todos os apps em uma visualização única.

Continua após a publicidade

Os widgets do iOS também podem ser organizados em um "Conjunto Inteligente", que reúne diversos widgets em um único espaço e utiliza o aprendizado do aparelho para exibir informações relacionadas ao widget pertinente com base no horário, localização e atividade do usuário. De acordo com o comunicado à imprensa da própria Apple, esta mudança, junto com o pacote iOS 14, é a maior atualização já feita na tela inicial do iPhone até hoje. E é importante mencionar que essa "reforma" vale tanto para o sistema de smartphones quanto iPadOS 14.

Como adicionar os widgets na tela

Para posicioná-los, bastará tocar e segurar qualquer espaço vazio na tela inicial, entrando no modo de edição. Feito isso, é só clicar no ícone "+", no canto superior esquerdo, para revelar a página de widgets, escolher o tamanho desejado e arrastar para a tela. Você pode optar por formatos que ocupam o espaço de 04, 08 ou 16 ícones, para blocos grandes que trazem bastante informação. O Conjunto Inteligente, que agrupa vários widgets em camadas utilizando a mesma área na tela inicial está disponível apenas no formato retangular, ocupando 02 linhas de ícones e 04 colunas, substituindo o espaço de 08 apps no total - ao menos, na primeira versão beta liberada para os desenvolvedores, a qual estamos testando.

Você também poderá mover um widget da tela "Visualização Hoje" para a tela inicial.

Widgets poderão ser usados da mesma forma tanto nos iPhones 6s e superiores quanto no iPad.

 

Observação:  o Conjunto Inteligente também pode ser utilizado com widgets em formato quadrado, porém ele não é ativado nativamente, Ou seja, para empilhar widgets menores que o espaço de 08 apps, é preciso realizar o empilhamento manualmente - juntando de 02 por 02 . Novamente, essa opção não é encontrada, até então, nos modos "arrastando" ou "adicionar" nativos.


Por que widgets são importantes?

Continua após a publicidade

Considera-se hoje que a palavra "widget" nasceu da mistura entre “window” e “gadget” - e é isso que eles são em essência: recursos extras / componentes visuais que outros sites, apps e empresas criam para que você utilize serviços e conteúdos na sua interface - nesse caso, os aparelhos Apple. Eles criam de fato um caminho mais fácil / acessível / prático para aplicativos, oferecendo uma interface gráfica inteligente que já mostra parte do conteúdo do software na tela principal, e são ferramentas bastante citadas no estudo de marketing digital quando falamos de divulgação.

Nesse sentido, não será de surpreender se empresas que já possuem aplicativos nos dispositivos Apple começarem a investir  ainda mais em seus próprios widgets para os aparelhos - além, claro, de novos parceiros e apps. No entanto, é de se esperar que esse recurso chegue inicialmente através de aplicativos já nativos dos iPhones e iPads - e, certamente, a Apple deve planejar uma série de melhorias em seu sistema para que a experiência com widgets esteja "a altura" dos seus smartphones, já que o iPhone possui um nome extremamente forte no mercado mundial.

Uma informação interessante para desenvolvedores aqui é que, para utilizar a ferramenta, será preciso refazer seus widgets do iPhone para que que eles funcionem na tela inicial, já que o formato apresentado na tela "Visualização Hoje" é diferente do que a Apple está implementando

22/06/2020 às 18:59
Notícia

Apple lança iPadOS 14 com novos widgets e apps reprojetados

Nova versão do sistema operacional ainda vem com reconhecimento para escrita à mão e mais

Mas a parte boa disso é que esse mesmo código poderá ser reutilizado na próxima versão do macOS.  A Apple diz que mudou isso pois os novos widgets são atualizados de acordo com a sua programação e, portanto, consomem menos bateria.

Motivos para usar widgets no seu dispositivo:

- Colocam informações "na sua cara", te atualizando mesmo quando você não está necessariamente procurando a informação - destaque para listas, clima, calendário, etc.
- Facilitam o uso de certos recursos em determinados apps.
- Podem economizar bateria.
- São um recurso interessante para divulgação de serviços.
- Personalização do iOS: cada usuário poderá customizar o iPhone de acordo com seu estilo e perfil de uso.


Organização Dinamizada

Além dos widgets, a Apple está implementando uma série de novidades para customizar e "dinamizar" a experiência e organização do usuário na tela dos iPhones. Dos maiores destaques, podemos citar também a Biblioteca de Aplicativos (já mencionada rapidamente) e o "novo" Picture-in-Picture - dos quais tratarei um pouco mais a fundo agora.

Biblioteca de Apps

Até então, uma diferença entre os iPhones e telefones Android era que os aparelhos da Apple não necessariamente possuiam uma "tela inicial" - os aplicativos baixados iam sendo fixados nas páginas, que iam se multiplicando. Mais recente, foi implementado o sistema de pastas, mas esse também acabou se tornando demorado, dependendo do número de aplicativos que o usuário mantém. A solução mais rápida, então, era realizar uma Busca - e esse recurso foi trabalhado no iOS 14.

Agora, é possível esconder telas de aplicativos. A Biblioteca se torna um "balde onde ficam todos os seus apps", e você pode decidir quantas "páginas" quer que apareçam e quais quer esconder. Assim, o usuário pode ver apenas seus apps essenciais o tempo todo, enquanto outros secundários serão encontrados pela Busca -  alternativa que também já era encontrada de forma semelhante no Android.

"Isso significa que sua tela inicial pode ter duas ou até três maneiras de encontrar seu aplicativo: em um ícone que você colocou, na Biblioteca de Apps ou até em um widget." - The Verge

 

Picture-in-Picture

Outro ponto que traz uma "nova cara" para o iPhone é a compatibilidade para Picture-in-Picture, recurso que permite manter uma mídia de app ou chamada de vídeo ativa e na tela (imagem e/ou som), enquanto o usuário navega por telas secundárias - WhatsApp, Galeria, e-mail, etc.

Aplicativos que já suportam Picture-in-Picture no iPhone:

25/06/2020 às 08:30
Notícia

iOS 14 vai notificar uso de câmera e microfone em apps com lu...

Medida reforça o compromisso da empresa com segurança e privacidade dos usuários

- Amazon Prime Video;
- Apple TV+;
- Netflix;
- Safari.

Observação: esse recurso não está disponível no aplicativo nativo do Youtube (pois a própria plataforma oferece isso como funcionalidade Premium paga), porém existe uma forma de utilizá-lo: abrindo o Youtube no Safari (navegador nativo da Apple).


Muito bom!...mas só agora?

Como o The Verge menciona, um lado positivo da Apple ter segurado "mudanças drásticas" na tela inicial de seus smartphones é a ideia de "zona segura" que ela oferece, sendo simples e confiável. "Não importa a bizarrice que um aplicativo joga em você, sempre é possível pressionar o botão de início (ou deslizar para cima) para ir até um espaço seguro". O iPhone e o iPad têm uma tela dedicada para widgets há anos, mas apenas em 2019 a empresa passou a permitir que os usuários do iPad fixassem uma coluna de widgets na tela inicial.

11/09/2019 às 19:29
Artigo

Opinião: o iPhone 11 é o fim da Apple como inovadora nos smar...

Novidades já estavam presentes no Android, e empresa ficou devendo apresentar algo novo

No entanto, não podemos deixar de lado o fato de que isso são implementações bastante "atrasadas" - não querendo dizer ultrapassadas, mas que, literalmente, chegaram tarde . Por exemplo: os widgets podem ser colocados em três tamanhos no iPhone, assim como no Windows Phone, e podem ser colocados de maneira a combinar os outros ícones e pastas em uma grade limpa - assim como no Windows Phone. Eles ganham pontos pelo design moderno e elegante, para manter o "visual Apple", mas não é algo novo. O sistema Android implementou os widgets em 2008, para se ter uma noção melhor de tempo.

Além disso, o sistema Android já possui o recurso "Picture-in-Picture" e traz uma gaveta de apps como a Biblioteca desde que foi lançado. Basicamente, não temos grandes inovações se olharmos o grande contexto de mercado, mas os usuários de aparelhos Apple certamente terão diferenças com as quais se acostumarem.


A versão para desenvolvedores do iOS 14 já está disponível para membros do Apple Developer Program e uma versão Beta aberta ao público será lançada no mês que vem, julho. Se tudo correr como planejado, os novos recursos chegarão em definitivo  e de forma gratuita ainda este ano para usuários de iPhones 6s e posteriores, através de uma atualização de software.


Fique ligado!

Muito em breve adicionaremos um vídeo nesse artigo tratando mais a fundo sobre todas essas funcionalidades do iOS14!

 

Fonte: Apple NewsRoom (1), (2), The Verge, Gadgethacks, A Bíblia do Marketing Digital:[...], Vortigo, Lifehacker
User img

Saori Almeida

Saori Almeida é natural do Rio Grande do Sul, técnica em administração formada pelo Centro Tecnológico de Caxias do Sul (CETEC) e estudante de Jornalismo na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Gosta da cultura asiática e nerd no geral e tem interesse crescente por tecnologia e games desde pequena - gosto que se intensifica diariamente na redação.

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

OnePlus 8T e OnePlus 8 Pro recebem versão do LineageOS 18.0 não oficial

OnePlus 8T e OnePlus 8 Pro recebem versão do LineageOS 18.0 não oficial

Site XDA Developers compartilhou compilações recentes da ROM customizada


Maioria das peças do iPhone 12 e 12 Pro vem da Coréia do Sul - Confira gráfico!

Maioria das peças do iPhone 12 e 12 Pro vem da Coréia do Sul - Confira gráfico!

A Nikkei Asia também divulgou quando custam os componentes dos telefones para a Apple


Xiaomi apresentou um crescimento de 35% nas receitas no último trimestre

Xiaomi apresentou um crescimento de 35% nas receitas no último trimestre

Com um recorde na venda de smartphones no último balanço a marca se tornou terceira maior vendedora de celulares do mundo


PCs Mac M1 conseguem suportar até 6 monitores externos, segundo testes

PCs Mac M1 conseguem suportar até 6 monitores externos, segundo testes

YouTuber postou vídeos com "solução alternativa" que precisa de software e adaptador


Poco Global agora é uma marca oficialmente independente

Poco Global agora é uma marca oficialmente independente

Mais uma linha da Xiaomi se emancipa da gigante chinesa dos gadgets