Análise do Mi Mix 3: Design diferenciado e preço competitivo são destaques do celular

Análise do Mi Mix 3: Design diferenciado e preço competitivo são destaques do celular

Smartphone também conta com excelente performance, mas bateria não é das melhores

A linha Mi Mix de smartphones foi criada pela Xiaomi com foco principal na proporção entre tela e corpo, tentando entregar aparelhos que aproveitem ao máximo o corpo do celular, com bordas mínimas. No Mi Mix 3 a empresa avançou essa política com um importante passo: tirar a câmera frontal da borda superior. A câmera, ou melhor, as câmeras frontais ficam escondidas graças ao design muito interessante e inovador de slide. Mas apenas ideias novas não fazem um smartphone. Será que o Mi Mix 3 vale a pena também em suas outras características? Vamos ver nesta análise!

Link de compra na Gearbest

Análise em vídeo

Preços

Preço no lançamentoR$ 4.999,00 15/03/2018R$ 2.499,00 17/07/2018
Preço atualizadoR$ 2.900,00 18/10/2018R$ 2.550,00 18/10/2018

Ficha Técnica

FabricanteXiaomi Samsung ASUS
Site oficialLinkLinkLink

Display

Tamanho6,39 polegadas5,8 polegadas6,2 polegadas
Resolução1080x2340, 403 ppi 1440 x 2960, 570 ppi 2246 x 1080, 402 ppi
TecnologiaSuper AMOLED Super AMOLED IPS LCD
ProteçãoCorning Gorilla Glass Corning Gorilla Glass 5 Corning Gorilla Glass

Câmera

TraseiraDual 12 MP 12MP Dual, 12 + 8 MP
Vídeos2160p@60fps, 1080p@60fps 3840 x 2160 (4K) em 60fps 4K@30 FPS, 1080p@120 FPS
Frontal24 MP, 1/2.8", 0.9µm + 2 MP, depth sensor 8MP 8 MP
DetalhesTraseira 12 MP, f/1.8, 1/2.55, 4-axis OIS + 12 MP, 1/3.4", 1.0µm Abertura variável f 2,4 e f 1,5 na câmera principal, estabilização óptica e autofoco laser Abertura de f/1.8m wide angle de 120º

Especificações

Sistema OperacionalAndroid 8.1 (Oreo) Android 8.0 (Oreo) Android 8 (Oreo)
ProcessadorQualcomm Snapdragon 845 Qualcomm Snapdragon 845 ou Samsung Exynos 9810 Qualcomm Snapdragon 845
Número de núcleos8 8 8
Clock4x2.8 GHz Kryo 385 Gold + 4x1.7 GHz Kryo 385 Silver 4x2.7 GHz + 4x1.7 GHz ou 4x2.8 GHz + 4x1.7 GHz 4x2.7 GHz Kryo 385 Gold + 4x1.7 GHz Kryo 385 Silver
GPUAdreno 630 Adreno 630 e Mali-G72 MP18 Adreno 630
Memória RAM6 GB4 GB4, 6, 8 GB
Armazenamento interno128, 256, 512 GB64, 128 ou 256 GB64, 128, 256 GB
Cartão microSDNÃO até 400GB Até 512GB
Bateria3200 mAh3000 mAh3300 mAh
Dimensões157.9 x 74.7 x 8.5 mm147,7 x 68,7 x 8,5 mm153x75,7x7,9 mm
Peso218 g163 g155 g
Portas de conexãoUSB Tipo-C USB 3.1 Tipo-C USB Tipo-C
REDELTE LTE LTE
Tipo de cartão SIMDual SIM (Nano-SIM) Nano SIM Dual-SIM (Nano-SIM)

Recursos

Leitor de DigitalSIM SIM SIM
ResistênciaNÃO IP68 NÃO
RadioNÃO NÃO SIM
Bluetooth5.0 5.0 5.0
Carregamento sem fioSIM SIM NÃO
NFCSIM SIM SIM
GPSDual-band A-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO, QZSS GPS, A-GPS A-GPS, GLONASS, BDS
ExtrasSistema de slider que oculta câmeras frontais Sensor de íris, sensor de batimentos cardíacos ZenUI, reconhecimento facial

Design e Tela

O design do Mi Mix 3 é o seu principal destaque. Como dito na introdução, o aparelho vem com uma solução interessante de slider, o que entrega uma boa impressão logo que pegamos o smartphone pela primeira vez. O dispositivo fica com uma aparência de "só tela" em sua frente, que é bem bonita. 

Depois dessa primeira impressão, no entanto, logo notamos que o aparelho é um tanto grosso. Pegando-o na mão dá pra perceber também que ele é bem pesado. Mas tanto a grossura quanto o peso do aparelho são bem "perdoáveis" porque são necessários para permitir a tecnologia do slider. Para quem não se importa tanto com esse "gimmick", vale a pena saber que o aparelho é sensivelmente mais pesado que os concorrentes.

Continua depois da publicidade

O slider é um grande destaque no Mi Mix 3, mas a traseira em cerâmica também merece elogios

Indo para outras partes do Mi Mix 3, o corpo tem um ótima construção. São "duas bordas", porque temos duas "camadas" no celular. O slider tem as laterais em plástico, enquanto o corpo propriamente dito tem os lados feitos em alumínio. A traseira que merece um destaque especial, feita em cerâmica, o que traz não apenas uma aparência distinta e elegante, mas também ajuda o aparelho a ser mais resistente. O Mi Mix 3, aliás, se saiu muito bem no teste do JerryRigEverything:

Ainda falando da parte de trás do aparelho, temos um conjunto de câmeras duplas com um posicionamento nitidamente "inspirado" nos novos iPhones e que ficam levemente protuberantes. O sensor de impressões digitais fica também atrás do aparelho.

A tela do Mi Mix 3 é bonita, mas eu esperava mais. Com tecnologia Super AMOLED e uma presença tão destacada pelo design do dispositivo, seria de se esperar um display muito acima da média, que fosse realmente impressionante. Não é o caso, mas isso não quer dizer que a tela seja ruim. Há um ótimo poder de brilho e o contraste é bastante decente, oferecendo uma experiência acima do apenas satisfatório.

O aparelho é um tanto pesado e a conexão P2 ainda faz falta

Na parte de conexões temos uma única: a USB Tipo-C. É comum em smartphones high-end modernos a ausência da porta analógica P2 para fones de ouvido, mas no caso do Mi Mix 3 considero isso um pouco mais problemático levando-se em consideração a grossura do aparelho. Espaço não falta para a conexão, mas a conexão faz falta para os compradores.

Performance

Continua depois da publicidade

Não há muito o que se dizer da performance do Mi Mix 3. Ela é tão boa quanto seria de se esperar de um smartphone high-end ou quanto de qualquer celular com Snapdragon 845, o processador todo de linha da Qualcomm para 2018. O aparelho não tem nenhuma dificuldade para rodar qualquer tipo de aplicativo e consegue usar a maioria dos utilitários em tela dupla sem nenhum problema. 

Uma performance tão boa quanto se espera dessa faixa de preço

Rodando aplicativos mais pesados, como jogos exigentes nos gráficos 3D, o Mi Mix 3 continua se saindo muito bem. Como sempre, testamos dois dos mais populares - e mais pesados - jogos da atualidade: PUBG e Fortnite. Mas, dessa vez, para dar uma variada, jogamos algumas rodadas de Free Fire também, game bastante famoso aqui no Brasil.

Os jogos rodam muito bem, o que não é nenhuma surpresa. É possível manter as configurações gráficas no alto sem grandes problemas ou quedas nos frames por segundo. E com PUBG e Fortnite rodando com tranquilidade, Free Fire tem menos problemas ainda, afinal o jogo é mais leve. Compradores do Mi Mix 3 não precisam se preocupar em ficar de fora dos Battle Royales do momento.

Autonomia

A autonomia do Mi Mix 3 não é um grande destaque para o aparelho, mas isso é normal em seu segmento de alta performance. Tirando alguns pontos fora da curva, como o Pocophone F1, geralmente smartphones topo de linha com processadores da série Snapdragon 800 duram apenas um dia longe da tomada, ou até menos. Com o Mi Mix 3 não é diferente.

O aparelho se segura ao longo de um dia com certa segurança e, em casos de pouco uso, pode chegar até a manhã do dia seguinte, mas não dá pra ficar contando com isso. A maioria das pessoas que fizerem um uso mais intenso do celular não podem esquecer de fazer sua recarga toda noite. 

A recarga do Mi Mix 3, no entanto, é bastante facilitada pelo carregamento por indução, já que o smartphone acompanha uma base pra isso direto na caixa. Este é um diferencial bem interessante, basta instalar a base numa mesa de cabeceira ou algo do tipo e colocar o aparelho em cima dela antes de dormir que na manhã ele estará pronto para o dia. Vale destacar, no entanto, que este tipo de carregamento é bastante lento, sendo mais indicado mesmo pra este cenário em que você não vai usar o celular durante a noite. Para quem precisar de uma carga rápida, o melhor é ligar o aparelho diretamente à tomada mesmo.

Continua depois da publicidade

Câmeras

Como seria de se esperar, temos aqui um bom conjunto de câmeras que faz fotos competentes e de qualidade em boas condições de luz. A segunda câmera traseira não atua somente como um sensor de profundidade, então você tem a opção no app da câmera entre usar a primeira grande angular ou a segunda para detalhe na hora de tirar sua foto, o que é sempre muito bem-vindo.

Comparando a câmera 1 e a câmera 2 numa foto tirada na mesma posição

As fotos são tiradas em até 4K, o que as torna um tanto pesadas para a análise. Os exemplos aqui mostrados foram tratados para o post ficar mais leve, mas você pode conferir uma foto em seu formato original neste link.

O smartphone também não se sai tão mal no escuro. A baixa luminosidade é um problema para as câmeras da maioria dos smartphones e o Mi Mix 3 não está abaixo da média do que esperamos num aparelho high-end. 

Continua depois da publicidade

O aparelho conta com um modo noturno também, onde o tratamento do pós-processamento é mais pesado. Alguns detalhes ficam melhor destacados, mas outros um tanto distorcidos e o resultado, na minha opinião, é um tanto artificial. 

As câmeras são competentes e o conjunto da frente traz também um flash, sempre bom

Claro que um dos principais diferenciais do Mi Mix 3 é seu sistema de slider que esconde as câmeras frontais. Temos também dois sensores na frente, mas neste caso, um deles age como sensor de profundidade apenas, oferecendo um ótimo efeito de retrato e, mesmo nas imagens normais, um bom destaque do que está realmente em foco. 

A presença do slider é interessante também porque dá mais espaço para a parte de câmeras, permitindo colocar um flash frontal, algo sempre bem-vindo para melhorar a qualidade das selfies.

O Mi Mix 3 filma com ótima qualidade de vídeo, lidando muito bem com as alterações na luminosidade em tempo real e com um foco automático rápido e quase imperceptível. A estabilização óptica não está entre as melhores, mas funciona e já garante um bom uso se você não correr por aí com o smartphone ou filmar andando o tempo todo.

O aparelho também conta com um recurso de câmera lenta bem interessante, podendo filmar em 120, 240 ou 960 quadros por segundo pra isso. Os vídeos filmados em 120 ou 240 têm um funcionamento normal e muitas opções de edição, permitindo escolher o recorte exato do vídeo que você quer que fique mais lento.

Já a função de 960fps, que é um diferencial interessante, é mais complicada de ser usada e sempre deixa apenas o fim do vídeo lento, podendo ser difícil fazer o "timing" correto para que o momento específico que você quer que fique com o efeito dê certo.

Recursos e Extras

Ao longo da review já mencionamos o sistema de slider do Mi Mix 3 e o fato de que ele acompanha um carregador por indução, que contam como ótimos recursos diferenciados para este smartphone. A solução de slider funciona muito bem e, apesar de ter vindo muito resistente da caixa, com um pouco de uso o sistema afrouxou um pouco e ficou ideal para ser ativado com uma mão só.

O carregador por indução, como dito antes, demora demais para recarregar o smartphone, mas esse é o estado atual da tecnologia, não é uma crítica direta ao caso do Mi Mix 3. O aparelho, na verdade, merece elogios por ser um dos poucos que traz um carregador desses direto na caixa.

A presença de um carregador sem fio na caixa é um ótimo diferencial

O sensor de digitais do aparelho, na parte de trás, funciona de maneira rápida e precisa, como deve ser. Vale mencionar aqui que a contrapartida do slider no smartphone é que impossibilita usar o reconhecimento facial. Até seria possível incorporar, mas quebraria a proposta do acesso rápido à câmera de selfie só de abaixar o slider, então o recurso está ausente no Mi Mix 3.

O Mi Mix 3 acompanha também uma capinha protetora apropriada para seu funcionamento e vem com a MIUI, a interface customizada da Xiaomi em cima do Android. No momento ele está atualizado com a MIUI 10.2 em cima do Android 9 Pie.

Vale mencionar também que, como muitos aparelhos Xiaomi, o Mi Mix 3 não acompanha fones de ouvido. No caso de aparelhos mais baratos dá pra entender melhor a economia, mas nessa faixa de preço não dá pra desconsiderar essa ausência.

Conclusão

O Mi Mix 3 é um excelente aparelho e, como sempre com a Xiaomi, vem com um preço competitivo, levando-se em conta o que ele oferece. Seu design com slider é uma ótima solução para mostrar mais sua bela tela, que até deixa o aparelho mais bonito. Além disso, a traseira feita em cerâmica é realmente um grande diferencial para o aparelho, já que este material costuma aparecer apenas em modelos bem mais caros. 

Notas: Xiaomi Mi Mix 3
Design
9,5
Tela
9,0
Performance
10,0
Autonomia
7,0
Câmera
9,0
Preço
9,0

O smartphone é um tanto pesado, o que pode ser um pouco desconfortável para carregar no bolso, especialmente quando estamos usando roupas mais largas. Ele também é mais espesso que outros dispositivos high-end, mas esses são dois sacrifícios que eu considero aceitáveis em troca da presença do slider. É uma pena que ele não tenha uma tela tão bonita quanto a do Galaxy S9, mas o aparelho é bem mais novo e já compete com ele em preço, o que pode torná-lo ainda mais interessante no futuro.

Link de compra na Gearbest

Recebemos o aparelho da GearBest, então esta análise foi escrita levando-se em conta o preço da importação que, no momento da publicação, dá um pouco menos de R$ 2.500 para importar o Mi Mix 3. 

O aparelho com traseira em cerâmica e carregador sem fio mais barato que você vai encontrar


Nota

9,0

Prós

  • Slider funciona bem
  • Traseira em cerâmica
  • Acompanha carregador sem fio
  • Preço competitivo

Contras

  • Sem revenda oficial no Brasil
  • Não tem P2
  • Um tanto pesado
  • Não acompanha fones de ouvido
Huawei lança Honor 9X e 9X Pro com câmera pop-up de 16 megapixels e Kirin 810

Huawei lança Honor 9X e 9X Pro com câmera pop-up de 16 megapixels e Kirin 810

Smartphones chegam na China com preços atraentes nesta semana


Samsung Galaxy Note 10 pode vir com 4 câmeras na traseira e Snapdragon 855+ [Rumor]

Samsung Galaxy Note 10 pode vir com 4 câmeras na traseira e Snapdragon 855+ [Rumor]

Phablet deverá ter tela de 6,8 polegadas e carregador rápido de 45W


Apple estaria negociando comprar divisão de componentes de modem da Intel

Apple estaria negociando comprar divisão de componentes de modem da Intel

Maçã pode mergulhar de cabeça no desenvolvimento de tecnologias 5G se rumor for real


Asus lança o ROG Phone 2 na China por preços a partir do equivalente a US$ 509

Asus lança o ROG Phone 2 na China por preços a partir do equivalente a US$ 509

Chegada do aparelho ao país asiático enfim revela sua faixa de preço em pelo menos um mercado


Xiaomi pode abandonar marca Poco em favor da série Redmi K

Xiaomi pode abandonar marca Poco em favor da série Redmi K

Modelos competem pelo mesmo mercado e analistas preveem que Redmi vai ser favorecida