Análise: Xiaomi Mi 8 Pro: Um excelente celular que deveria ter uma duração de bateria melhor

Análise: Xiaomi Mi 8 Pro: Um excelente celular que deveria ter uma duração de bateria melhor

Design inusitado é seu grande destaque, junto com componentes de alta performance

26/08/2018 às 14:00
Análise

Análise: Xiaomi Mi 8

Excelente câmera e performance compensam o design copiado do iPhone X

O Xiaomi Mi 8 Pro é um celular topo de linha que chamou a atenção por conta do seu design. Ele deixa evidente "partes internas" graças ao seu acabamento transparente, em um efeito que já apareceu muito em eletrônicos no passado e que andou fazendo seu retorno em modelos mais modernos, como o Playstation 4 comemorativo lançado pela Sony.

Tirando a parte estética, ele é bem parecido com o Xiaomi Mi 8 tradicional que já testamos por aqui, com componentes e recursos semelhantes, porém dois diferenciais importantes além da estética. Ele ganhou um sensor de digitais no display, algo que o Mi 8 trazia na traseira, e um sensor de identificação facial através de infravermelho, algo que ainda será implementado via atualização de software.

Link de compra na Gearbest

Preços

Preço no lançamentoU$ 599,00 19/11/2018U$ 480,00 01/06/2018R$ 2.499,00 17/07/2018U$ 999,00 12/09/2018R$ 4.999,00 15/03/2018
Preço atualizadoU$ 599,00 19/11/2018U$ 399,00 20/02/2019R$ 2.550,00 18/10/2018U$ 999,00 12/09/2018R$ 2.900,00 18/10/2018

Ficha Técnica

FabricanteXiaomi Xiaomi ASUS Apple Samsung
Site oficialLinkLinkLinkLinkLink

Display

Tamanho6,21 polegadas6,21 polegadas6,2 polegadas5,8 polegadas5,8 polegadas
Resolução1080 x 2248, 402 ppi 1080 x 2248, 402 ppi 2246 x 1080, 402 ppi 1125x2436, 458 ppi 1440 x 2960, 570 ppi
TecnologiaSuper AMOLED AMOLED IPS LCD OLED Super AMOLED
ProteçãoCorning Gorilla Glass 5 Corning Gorilla Glass Corning Gorilla Glass Resistente à arranhões Corning Gorilla Glass 5

Câmera

TraseiraDual 12MP+12MP Dual 12MP+12MP Dual, 12 + 8 MP 12MP + 12MP 12MP
Vídeos4K 60 fps ou 1080p 240 fps 4K 30 fps ou 1080p 120 fps 4K@30 FPS, 1080p@120 FPS 2160p@24/30/60fps, 1080p@30/60/120/240fps 3840 x 2160 (4K) em 60fps
Frontal20MP 20MP 8 MP 7 MP, f/2.2, 32mm 8MP
DetalhesTraseira 12 MP, f/1.8, 1/2.55", 1.4µm, 4-axis OIS + 12 MP, f/2.4, 1/3.4", 1.0µm, AF, 2x optical zoom Traseira 12 MP (f/1.8, 1.4µm, 4-axis OIS, dual-pixel PDAF) + 12 MP (f/2.4), 2x optical zoom, dual pixel phase detection autofocus, LED flash Abertura de f/1.8m wide angle de 120º Traseira 12 MP, f/1.8, 28mm, 1.4µm, OIS, PDAF + 12 MP, f/2.4, 52mm, 1.0µm, OIS, PDAF, 2x optical zoom Abertura variável f 2,4 e f 1,5 na câmera principal, estabilização óptica e autofoco laser

Especificações

Sistema OperacionalAndroid 8.1 (Oreo) Android 8 (Oreo) Android 8 (Oreo) iOS 12 Android 8.0 (Oreo)
ProcessadorQualcomm Snapdragon 845 Qualcomm Snapdragon 845 Qualcomm Snapdragon 845 Apple A12 Bionic Qualcomm Snapdragon 845 ou Samsung Exynos 9810
Número de núcleos8 8 8 6 8
Clock4x2.8 GHz Kryo 385 Gold + 4x1.8 GHz Kryo 385 Silver 2.8 GHz 4x2.7 GHz Kryo 385 Gold + 4x1.7 GHz Kryo 385 Silver 4x2.7 GHz + 4x1.7 GHz ou 4x2.8 GHz + 4x1.7 GHz
GPUAdreno 630 Adreno 630 Adreno 630 Apple GPU (4 núcleos) Adreno 630 e Mali-G72 MP18
Memória RAM6, 8 GB6 GB4, 6, 8 GB4 GB4 GB
Armazenamento interno128 GB64, 128 GB64, 128, 256 GB64, 256, 512 GB64, 128 ou 256 GB
Cartão microSDNÃO NÃO Até 512GB NÃO até 400GB
Bateria3000 mAh3400 mAh3300 mAh3000 mAh
Dimensões154,9 x 74,8 x 7,6 mm154,9 x 74,8 x 7,6 mm153x75,7x7,9 mm143,6 x 70,9 x 7,7 mm147,7 x 68,7 x 8,5 mm
Peso177 g175 g155 g177 g163 g
Portas de conexãoUSB Tipo-C USB Tipo-C USB Tipo-C Lightning USB 3.1 Tipo-C
REDELTE LTE LTE LTE LTE
Tipo de cartão SIMDual nano-SIM Dual nano-SIM Dual-SIM (Nano-SIM) Nano-Sim e eSIM Nano SIM

Recursos

Leitor de DigitalSIM, na tela SIM SIM NÃO SIM
ResistênciaNÃO NÃO NÃO IP68 IP68
RadioNÃO NÃO SIM NÃO NÃO
Bluetooth5.0 5.0 5.0 5.0 5.0
Carregamento sem fioNÃO NÃO NÃO SIM SIM
NFCSIM SIM SIM SIM SIM
GPSDual band A-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO, QZSS Dual, A-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO, QZSS A-GPS, GLONASS, BDS A-GPS, GLONASS, GALILEO, QZSS GPS, A-GPS
ExtrasReconhecimento facial IR, GPS de frequência dupla e sensor de digitais na tela MIUI, reconhecimento facial IR, GPS de frequência dupla ZenUI, reconhecimento facial FaceID, Wireless charging Sensor de íris, sensor de batimentos cardíacos

Análise em vídeo

Design e Tela

O Mi 8 Pro traz um formato bastante parecido com o Mi 8, algo que deve agradar quem quer um aparelho que não tenha bordas excessivamente grandes. Com tela de 6,2 polegadas, ele tem bordas bastante estreitas em torno da tela e por consequência é um celular de porte compacto, especialmente comparado a outros modelos Android que tem ficado "gigantões". Pode ser manuseado sem problemas com apenas uma mão por boa parte dos consumidores, precisando de duas apenas para pessoas com dedos um pouco mais curtos.

Continua depois da publicidade

O design é compacto graças as bordas bem finas em torno da tela, e deve agradar quem busca um aparelho mais compacto

Na traseira deixa de usar o vidro com efeito opaco para dar lugar a um efeito translúcido que mostra o interior. Além da bateria, fica visível também dá para ver circuitos, soldas, conexões e chips. Apesar de bonito, tem um detalhe importante: esses componentes não são reais. A visão do hardware é na verdade uma estrutura feita pela Xiaomi para simular o interior do celular, já que os componentes reais não teriam um visual tão atrativo assim. O chip Snapdragon, por exemplo, necessariamente precisaria de uma estrutura de dissipação de calor em cima dele. 

O efeito translúcido é bonito, mas o que você enxerga não são os componentes de verdade

No restante o aparelho segue com a borda em metal e a câmera levemente protuberante, algo que já fica nivelado ao usar a capa emborrachada protetora que está incluída na caixa do produto. Duas coisas que já estão se tornando padrão entre os smartphones topo de linha continuam de fora no Mi 8 Pro: proteção contra água e poeira com certificações como o IP68 e também não há carregamento por indução. Com o aparelho transparente, dá até pra ver que não foi implementado o recurso. Ah, e o P2 também já era, e a Xiaomi vem consolidando a postura de deixar o conector de fone de ouvido de fora, e incluindo um famigerado dongle USB Tipo-C na caixa para compensar.

Aparelho não inclui resistência à água, carreamento por indução e também ficou de fora o P2

O som é reproduzido na parte inferior, exclusivamente, o que além de resultar em um som de apenas um canal trás aquele já conhecido efeito de abafamento se você usar o aparelho na horizontal ou se apoia ele em algo, praticamente sumindo com o áudio. E a qualidade é apenas aceitável, como acontece em muitos smarpthones, mesmo nesse segmento high-end.

Performance

Continua depois da publicidade

Com um processador Snapdragon 845, modelo topo de linha (enquanto no 855 não chega) da Qualcomm, combinado com 6 ou 8GB de memória RAM, temos a performance que se espera de um conjunto tão potente. O Mi 8 Pro simplesmente voa pelas aplicações, abrindo muito rapidamente os apps e realizando mesmo renderizações mais pesadas, como games, de forma praticamente imediata.

Com peças de alto desempenho, o Mi 8 Pro é um celular para quem busca um modelo potente

Com a quantidade de memória também é muito rápido alternar entre apps, e mesmo um usuário intensivo do celular, que usa várias coisas ao mesmo tempo e que "salta" de uma para a outra, não vai perceber lentidão ou engasgos nessas alternâncias. Esse aparelho tem perfil para atender o consumidor que quer alto desempenho ou usa aplicações pesadas, como games, e quer o máximo de qualidade disponível.

Autonomia

A bateria é possivelmente o ponto crítico do Mi 8 Pro. Ele recebeu um corte considerável comparado ao Mi 8, que possui 3.400 mAh, e entrega apenas 3.000mAh. Essa quantia se repete em muitos aparelhos atualmente no mercado, mas quando falamos de um aparelho topo de linha com ampla tela, perder bateria não é uma boa opção. 

Se na análise do Mi 8 já destacamos que a autonomia desse aparelho pode deixar o usuário na mão, não é nenhuma surpresa que o mesmo dispositivo com uma bateria menor agrava o quadro. Em muitos dos meus dias com esse celular precisei fazer uma recarga próximo do final da tarde, já que faço um uso frequente do dispositivo. Um usuário menos assíduo do celular pode até conseguir um dia completo de uso, mas sem tanta margem sobrando.

Duração de bateria é o pior aspecto do Mi 8 Pro

Continua depois da publicidade

Para piorar o quadro, o carregador incluído na caixa não é dos mais rápidos, ficando bem atrás de modelos como o incluído na caixa do OnePlus 6T ou do Galaxy Note9. Ele conseguiu devolver 40% da bateria em quase 30 minutos de carga, um resultado bem abaixo desses outros modelos citados, e a "derrota" fica ainda pior considerando que o modelo da Xiaomi tem uma bateria menor para ser recarregada.

Em uso ele lembra a experiência que tivemos como Galaxy S9. É um aparelho que com uso cotidiano até entrega um dia de carga, mas basta um uso mais intenso para precisar de uma parada na tomada em algum momento do dia.

Câmera

A Xiaomi vem se destacando com boas fotos em seus modelos topo de linha, resultado do uso intensivo de pós-processamento e hardware potente acelerando essas melhorias via software. O Mi 8 Pro é equipado com a mesma câmera presente no Mi 8, e como o esperado, entrega resultados tão excelentes quanto.

Em situações de luz menos favoráveis, há uma perda notável na saturação das cores e um inevitável aumento na granulação da imagem, porém ainda mantém bons resultados e dentro da média para o segmento topo de linha, que é composto por bons aparelhos para fotografia.  

Continua depois da publicidade

Recursos e Extras

Como muito dos produtos da Xiaomi, um dos principais diferenciais presentes no Mi 8 Pro é o uso da MIUI, interface desenvolvida pela empresa e que altera bastante o design e algumas interações do sistema Android. O resultado são telas e uma reorganização das funções um tanto diferentes das usadas por outras fabricantes ou o padrão da Google.

Aqui caímos em um terreno em que a preferência do consumidor é o principal fator. A MIUI vai desagradar quem gosta de um Android pouco modificado, já que muita coisa estará um pouco diferente, porém no geral a curva de aprendizado não é tão complicada já que elementos principais seguem presentes, como as notificações no topo junto com atalhos dos sensores ou os três botões tradicionais de interação com o sistema (voltar, multitarefa e o home). Quem está vindo de outro aparelho com MIUI ou está no ecossistema de gadgets da Xiaomi "vai estar em casa", provavelmente já bem familiarizado com a interface.

Infelizmente o Mi 8 Pro deixou e fora um dos meus adicionais favoritos de vários dos aparelhos da Xiaomi: o sensor infravermelho. Assim ele não conta com o app de controle remoto compatível com múltiplos eletrodomésticos. No restante ele contra com uma série de apps pré-instalados, alguns úteis e outros nem tanto. Para quem prefere o aparelho "em branco" quando pega, pode ser incomodo, mas não chega a atrapalhar o usuário (a maioria está agrupada em poucas pastas) e não ocupam espaço excessivo do aparelho.

Conclusão

O Mi 8 Pro tem um visual que pode ser atrativo para alguns consumidores, mas se você não liga para esse estilo transparente, mas tirando esse gosto pelo design "diferentão" ou o sensor de digital na tela, não há nenhum motivo para pegar ele ao invés do Mi 8. O upgrade da RAM de 6 para 8GB é algo que tem pouquíssima chance de impactar de forma notável na experiência com o aparelho, e sem dúvidas impacta menos que outras mudanças.

Link de compra na Gearbest

Notas: Xiaomi Mi 8 Pro
Design
9,0
Tela
9,5
Câmera
9,5
Performance
10
Autonomia
6,0
Preço
9,0

A mudança que realmente tem potencial de impactar o consumidor é a bateria. O Mi 8 já tem uma quantidade de bateria que pode ser insuficiente se você faz um uso mais intensivo do celular, e reduzir a quantidade de bateria obviamente não ajuda nesse processo. 

Dois recursos que tem se tornado presentes em praticamente todo aparelho topo de linha ficaram de fora nesse smartphone: a resistência à água e o carregamento por indução. Apesar de não serem obrigatórios para compor um bom celular, é bom ficar de olho se não farão falta para o seu uso cotidiano, e esteja ciente que há vários concorrentes que vem trazendo essas capacidades.

No restante, o Mi 8 Pro Explorer Edition é um excelente celular, graças a uma combinação de boa câmera, alta performance e bela tela, porém a redução na bateria comparado ao Mi 8 torna difícil recomendar esse aparelho ao invés do modelo mais convencional. É legal ver componentes internos (mesmo não sendo realmente eles), o sensor de digital na tela pode ser legal para quem prefere dessa forma, porém sem dúvidas algumas horas a mais de bateria devem ser mais atrativas para a maioria dos consumidores.

Nota

9,0

Prós

  • Visual bastante diferente de outros aparelhos
  • Hardware de altíssimo desempenho
  • Bela tela
  • Excelentes câmeras

Contras

  • Pouca bateria e autonomia
  • Sem carregamento por indução, resistência a água ou conexão P2
  • Não mostra realmente os componentes internos
  • Pós-processamento exagerado em fotos
  • Não é vendido no Brasil
Apple estaria negociando comprar divisão de componentes de modem da Intel

Apple estaria negociando comprar divisão de componentes de modem da Intel

Maçã pode mergulhar de cabeça no desenvolvimento de tecnologias 5G se rumor for real


Asus lança o ROG Phone 2 na China por preços a partir do equivalente a US$ 509

Asus lança o ROG Phone 2 na China por preços a partir do equivalente a US$ 509

Chegada do aparelho ao país asiático enfim revela sua faixa de preço em pelo menos um mercado


Xiaomi pode abandonar marca Poco em favor da série Redmi K

Xiaomi pode abandonar marca Poco em favor da série Redmi K

Modelos competem pelo mesmo mercado e analistas preveem que Redmi vai ser favorecida


Samsung destaca as qualidades da câmera flip-up do Galaxy A80 em vídeo promocional

Samsung destaca as qualidades da câmera flip-up do Galaxy A80 em vídeo promocional

O smartphone conta com três lentes, estabilização em vídeos 4K UHD, Live Focus e mais


Sony registra patente para smartphone dobrável com sensores na tela

Sony registra patente para smartphone dobrável com sensores na tela

O Xperia F deve contar com display flexível e telas na parte da frente e de trás do aparelho