Análise do Xiaomi Mi 11: veja o que achamos do topo de linha da fabricante chinesa

Análise do Xiaomi Mi 11: veja o que achamos do topo de linha da fabricante chinesa

Smartphone não decepciona na maioria dos quesitos e é boa opção principalmente para fãs da marca

O Mi 11 é a coroa dos celulares da Xiaomi, faz parte da família topo de linha da empresa. Quem curte a marca, seus aparelhos de entrada, e ainda não viu como é um smartphone de alto desempenho da fabricante precisa parar e dar uma olhada no que é oferecido através deste celular. Já de cara, gostaria de dizer que temos um unboxing completo mostrando o que vem em sua caixa e também as primeiras impressões. Assista logo abaixo.

Com o celular em mãos, jogamos, tiramos fotos, testamos sua bateria e explicamos para você o que esperar de seu desempenho.

Preços

Preço no lançamentoU$ 749,00 08/02/2021
Preço atualizadoU$ 749,00 08/02/2021

Ficha Técnica

FabricanteXiaomi Xiaomi Xiaomi Xiaomi
Site oficialLink

Display

Tamanho6,81 polegadas6,81 polegadas6,81 polegadas6,55 polegadas
Resolução1440 x 3200, 515 ppi 1440 x 3200, 515 ppi 1440 x 3200, 515 ppi 1080 x 2400, 402 ppi
TecnologiaAMOLED, 120Hz AMOLED, 120Hz, HDR10+, 900 nits AMOLED, 120Hz, HDR10+, 900 nits AMOLED, 90Hz, HDR10+, 500 nits
ProteçãoCorning Gorilla Glass Victus Corning Gorilla Glass Victus Corning Gorilla Glass Victus Corning Gorilla Glass 6

Câmera

Traseira108MP + 13MP + 5MP 50MP + 48MP + 48MP 50MP + 8MP + 13MP 64MP + 8MP + 5MP
Vídeos[email protected], [email protected], [email protected], gyro-EIS [email protected], [email protected], [email protected], gyro-EIS, HDR10+ [email protected], [email protected], [email protected], gyro-EIS [email protected], [email protected], gyro-EIS
Frontal20 MP, f/2.2, 27mm (wide) 20 MP, f/2.2, 27mm (wide) 20 MP, 27mm (wide) 20 MP, f/2.2, 27mm (wide)
DetalhesTraseiras: 108 MP, f/1.9, 26mm (wide) + 13 MP, f/2.4, 123 (ultrawide) + 5 MP, f/2.4, (macro) 50 MP, f/2.0, 24mm (wide) + 48 MP, f/4.1, 120mm (periscope telephoto) 5x optical zoom + 48 MP, f/2.2, 12mm, 128? (ultrawide) 50 MP, f/2.0, 24mm (wide) + 8 MP, 120mm (periscope telephoto) + 13 MP, 16mm, 123? (ultrawide) 64 MP, f/1.8, 26mm (wide) + 8 MP, f/2.2, 119? (ultrawide) + 5 MP, f/2.4, (macro), AF

Especificações

Sistema OperacionalAndroid 11, MIUI 12 Android 11, MIUI 12.5 Android 11, MIUI 12.5 Android 11, MIUI 12.5
ProcessadorQualcomm Snapdragon 888 Qualcomm Snapdragon 888 (5nm) Qualcomm Snapdragon 888 (5 nm) Qualcomm Snapdragon 780G (5 nm)
Número de núcleos8 8 8 8
Clock2,84MHz 2,84MHz 2,84MHz 2.4MHz
GPUAdreno 660 Adreno 660 Adreno 660 Adreno 642
Memória RAM8, 12 GB8, 12 GB8, 12 GB6, 8 GB
Armazenamento internoUFS 3.1, 128, 256 GBUFS 3.1 256GB, 512 GBUFS 3.1, 128GB, 256 GBUFS 3.1, 128GB, 256 GB
Cartão microSDNÃO NÃO NÃO microSDXC
Bateria4600 mAh5000 mAh5000 mAh4250 mAh
Dimensões164,3 x 74,6 x 8,1 mm164,3 x 74,6 x 8,4 mm164,3 x 74,6 x 8,5 mm160,5 x 75,7 x 6,8 mm
Peso196 g234 g208 g159 g
Portas de conexãoUSB Tipo-C USB Tipo-C USB Tipo-C USB Tipo-C
REDE5G 5G 5G 5G
Tipo de cartão SIMDual Nano SIM Dual Nano SIM Dual Nano SIM Dual Nano SIM

Recursos

Leitor de DigitalSIM, na tela SIM, na tela SIM, na tela SIM, na lateral
ResistênciaNÃO IP68 IP68 NÃO
RadioNÃO NÃO NÃO NÃO
Bluetooth5.2 5.2 5.2 5.2
Carregamento sem fioSIM, 50W SIM, 67W (100% em 39 minutos) SIM, 67W (100% em 39 minutos) NÂO
NFCSIM SIM SIM SIM
GPSA-GPS, GLONASS, GALILEO, BDS, QZSS, NavIC A-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO, QZSS, NavIC A-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO, QZSS, NavIC A-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO, QZSS, NavIC
ExtrasCarregamento rápido de 55W, carregamento reverso 10W, Audio by Harman Kardon Carregamento rápido de 67W(100% em 36 minutos), Quick Charge 5+ Carregamento rápido de 67W(100% em 36 minutos), Quick Charge 4+ Carregamento rápido de 33W, Quick Charge 4+


Design

O Mi 11 não tem entrada para fone de ouvido, vem com a entrada USB Tipo-C apenas. Para compensar esta escolha, a Xiaomi coloca um adaptador na caixa, mas já quero deixar registrado que não é do meu agrado ter que ficar cuidando onde guardo uma peça tão específica. Não é prático ter que recorrer ao adaptador sempre que quiser utilizar um fone de ouvido. Além disso, é mais um item que pode estragar e gerar problemas de mal contato.

Disponível em azul, cinza, branco e em uma edição especial em tons de verde e listras, o celular não é feio. O conjunto de câmeras não é discreto, na verdade tem bastante destaque, mas não chega a atrapalhar o visual.

Continua após a publicidade

Ele é realmente fino, tem 8.1 mm de espessura e também não é pesado, pesa 196 gramas. Seu acabamento em vidro deixa o visual mais atraente e dá um efeito interessante quando exposto à luz. Dá muita vontade de utilizá-lo sem capinha por conta do design e estes dois detalhes, mas por ser uma peça mais cara isso se torna um risco.

Sabendo os perigos de perder um aparelho cheio de especificações premium com uma única queda, a Xiaomi escolheu protegê-lo com Gorilla Glass Victus, o que há de melhor em proteção contra arranhões e quedas atualmente. Ainda assim, ele não traz proteção IP, como seu irmão mais premium Mi 11 Ultra.


Tela

Ele traz uma tela muito chamativa, além de ser 2K, traz uma tela com taxa de atualização de 120Hz em 6.81 polegadas, excelente para jogos e conteúdos em vídeo na internet.

Para deixar a experiência ainda melhor nestas tarefas, o smartphone vem com suporte a HDR 10 Plus e brilho máximo de 1500nits.

Em nossa análise é possível perceber toda a qualidade tela com as imagens de gameplay que fizemos. No trecho a partir de 10:05, mostramos como a tela consegue entregar definição e fluidez.

A tela foi um dos pontos altos deste celular, entregando excelente definição, precisão em cores e ótimo contraste. Não senti espaço para exigir mais qualidade para assistir conteúdos de vídeo no Netflix, Prime Video, ou até mesmo no YouTube. De modo geral, fiquei muito satisfeito, principalmente alinhando a qualidade de imagem com os alto-falantes estéreos assinados pela Harman Kardon. O som tem volume, é encorpado e tem definição.


Bateria

Continua após a publicidade

A Apple entrou com uma nova tendência, a ausência dos carregadores nas caixas de celulares. Tendência essa que foi prontamente adotada por muitas empresas, a Xiaomi inclusa na lista.
No caso do Mi 11, é possível comprar com ou sem o carregador. Ele é equipado com bateria de 4600mAh e vem com um carregador de 55W.

Testei a promessa da Xiaomi e funcionou, o aparelho realmente conseguiu atingir carga máxima de 100% em apenas 45 minutos. Minha decepção foi quanto ao carregamento sem fio.

O celular suporta carregamento de até 50W sem fio, a promessa da empresa é de que ele consegue atingir carga total em 53 minutos.

Em meus testes, inclusive utilizando um carregador da própria Xiaomi de 55W (wireless), o smartphone atiginiu carga máxima somente após 2 horas e 9 minutos, muito acima do prometido.

De qualquer forma, foi o celular com o melhor resultado em recarga sem fio testado por nós até o momento.


Sistema e desempenho

Falando em desempenho, o celular vem com o processador mais recente da Qualcomm, o Snapdragon 888, feito em 5nm e com desempenho também de ponta. Ele conseguiu rodar os principais jogos da PlayStore sem dificuldades, incluindo COD: MobileAsphalt 9, PUBG Mobile, Free Fire.

O que apresentou maior dificuldade foi Genshin Impact, que é um dos games mais pesados testados por nós. Ainda assim é possível rodá-lo sem problemas, ainda mais se for configurado para rodar sem desfoque de movimento e com sombras em qualidade baixo.

Vale ressaltar ainda que, na parte de armazenamento, ele traz UFS 3.1, que tem a velocidade de escrita e leitura mais rápida do mercado.

Sobre o sistema, ele traz MIUI 12, vem com aplicativos apenas essenciais e traz ainda outros de grande utilidade como o gravador de tela nativo.


Câmeras

Alinhadas com as outras especificações, as câmera deste celular também chamam muita atenção. O Xiaomi Mi 11 tem uma principal de 108MP acompanhada de uma grande angular de 13MP (123º) e uma macro de 5MP. Fora isso, você pode tirar selfies com a câmera de 20MP frontal. Se já não fosse o bastante, você ainda pode fazer gravações em vídeo em até 8K.

Abaixo, dois exemplos de fotos tiradas com a câmera principal, grande-angular e ainda com o máximo de qualidade possível com a câmera de 108MP.

Aqui é possível ver que tirar uma foto com a qualidade máxima, utilizando o máximo do sensor de 108MP, resulta em uma foto com muitos detalhes. A ausência de uma teleobjetiva com zoom óptico pode ser coberta muitas vezes tirando fotos com esta qualidade.

A grande-angular também ofecere mais uma opção de enquadramento e acaba sendo útil de dia e à noite, você pode conferir as fotos à noite logo abaixo.

Fotos com câmera macro

As fotos com a macro também se justificam. Diferente do que vemos nos aparelhos de entrada ou do segmento intermediário, este celular topo de linha entrega uma câmera do tipo útil.

Apesar de estar longe de uma DSLR equipada com uma câmera macro, te dá opção para fotos que envolvem pequenos insetos e até mesmo detalhes de textura como na imagem de cadeado. No entanto, há muitas distorções e é evidente o abuso em pós-processamento. De qualquer forma, em excelentes condições de iluminação, é surpreendente o que esta câmera faz.

O caracol na foto acima é realmente pequeno e vemos detalhes até mesmo da casca. Na mesma foto, conseguimos ver até mesmo os fungos da árvore.

Fotos com a câmera selfie

A selfie é regular e o modo retrato consegue fazer bem o recorte.

Fotos à noite

À noite, mesmo em lugares com pouca iluminação, o Mi 11 entrega fotos com bom contraste, pouco ruído e equilíbrio de cores. Mais uma vez é evidente o pós-processamento da Xiaomi, mas nada muito exagerado e bem escolhidos de acordo com cada ambiente.


Recursos

Entre os recursos extras podemos listar o leitor de digitais, com tempo de resposta aceitável e também o desbloqueio facial.

Uma funcionalidade muito presente em pulseiras e relógios inteligentes, o detector de batimentos cardíacos, funcionou bem. Apesar de não poder ser utilizado para fins médicos, comparei o número entregue com o apresentado pelo Realme Whatch S e a diferença entre os dois era sempre de 2BPM.

Fora isso, o emissor infravermelho também aparece como um recurso extra, algo útil para concentrar os controles remotos da casa no aplicativo do celular.


Conclusão

O Mi 11 pode ser importado por cerca de U$700 na versão de 8GB/128GB, mas pode ser que você precise achar um bom cupom pra chegar a este preço. Fora isso, de modo geral, ele acaba custando cerca de R$5000 por importação, com os preços variando de acordo com o valor do dólar. Disponível também em versões de 256GB e 12GB, o celular bate de frente com grandes nomes do mercado dos topos de linha.

Ainda assim, é necessário ressaltar que Samsung e Apple trazem ecossistemas de dispositivos mais maduros. A integração entre os dispositivos da marca acabam sendo facilitados e o suporte da marca também são diferenciais por aqui. Para a Xiaomi, para utilizar o recurso de batimentos cardíacos, por exemplo, precisei baixar APK, detalhe simples, mas que é um indício disto que estou falando.

O Xiaomi Mi 11 é um celular que não é barato, mas se você é entusiasta da marca provavelmente vai amar o celular

Para mim, este não é um grande fator. Costumo utilizar celulares Xiaomi sem problema, mas é algo a ser levado em consideração para quem procura um topo de linha. Isso porque se você vai fazer um investimento do tipo, gastar mais de R$4000 em um celular, é bom levar em consideração os outros dispositivos lançados por ela para ganhar também com a integração. E neste sentido, ao meu ver, Apple e Samsung saem na frente. Isso não quer dizer também que você não possa ver mais vantagens no que a fabricante chinesa oferece, é apenas um detalhe importante de ser levado em consideração antes da compra.

Outro detalhe importante, não sabemos como ficará a empresa na sua relação com os EUA. A situação parece ter amenizado nos últimos meses com a troca de governo no país norte-americano, mas não temos como garantir que a situação não apertará como apertou com a Huawei. Você também precisa considerar isso.

Ele também não traz IP68, somente seu irmão maior, o Ultra, traz isto como um diferencial, mas custa mais de R$9000. Para ser mais acertivo, recomendamos que veja as escolhas de sistema, câmera, desempenho da concorrência, bem como o que ela tem entregado em outras famílias de dispositivos do seu interesse.

Mas, de modo geral, termino a análise concluindo que tive uma experiência digna de um topo de linha. Joguei todos os jogos da PlayStore que desejava, tirei fotos de excelente qualidade e não fui interrompido por travamentos de qualquer tipo e nem de inconsistências de sistema. À propósito, a MIUI está muito aprimorada, principalmente se levarmos em consideração o seu início conturbado. Ela não está invasiva com anúncios, está muito intuitiva e com os aplicativos essenciais.

 

 

User img

Neri Neto

O universo geek faz parte do dia a dia, da vida, deste jornalista. Formado pela Universidade Federal de Santa Catarina, Neri Neto é responsável por conteúdos diversos no Mundo Conectado. Ele adora tecnologia, cinema, games e descobriu ainda na infância que a linguagem dos vídeos seria perfeita para falar de tudo que ama.

Huawei Band 6: unboxing e breve comparativo com a Honor Band 6

O que você achou deste conteúdo? Deixe seu comentário abaixo e interaja com nossa equipe. Caso queira sugerir alguma pauta, entre em contato através deste formulário.

PLAYGO anuncia seus novos dois headsets sem fio na Índia

PLAYGO anuncia seus novos dois headsets sem fio na Índia

Fabricante começará a vender o PLAYGO BH47 e PLAYGO BH22 em breve


Energizer Hard Case G5 é o primeiro telefone 5G da marca e traz bateria de 5.000mAh

Energizer Hard Case G5 é o primeiro telefone 5G da marca e traz bateria de 5.000mAh

Empresa também anunciou modelo de entrada que será lançado por U$140,00


Google encerra suporte ao Android Jelly Bean

Google encerra suporte ao Android Jelly Bean

De acordo com os desenvolvedores, menos de 1% dos dispositivos tem o SO


WhatsApp ganhará suporte a vários dispositivos em breve

WhatsApp ganhará suporte a vários dispositivos em breve

Será possível conectar até quatro aparelhos diferentes e utilizar o aplicativo no PC sem conexão de internet no smartphone


Motorola lança função scanner diretamente na câmera do Moto G100

Motorola lança função scanner diretamente na câmera do Moto G100

Arquivo digitalizado pode ser convertido para PDF no Google Fotos