Análise: Asus ZenFone 6 - câmera giratória é um dos melhores e mais criativos designs do ano

Análise: Asus ZenFone 6 - câmera giratória é um dos melhores e mais criativos designs do ano

Aparelho evolui seu celular e entrega experiência de topo de linha por preço mais barato

O Asus ZenFone 6 é um aparelho topo de linha da Asus, equipado com hardwares de alta performance, bela tela e um bom design. Mas seu grande diferencial está nas câmeras: o módulo onde elas estão é capaz de girar, transformando as câmeras traseiras em câmeras frontais. Isso traz dois benefícios principais: 1) a área frontal é praticamente só tela, já que não precisa de entalhe para colocar uma câmera para selfies, e 2) a qualidade das fotos não tem variação, com a maioria dos aparelhos do mercado entregando uma câmera frontal inferior a traseira.

Especificações técnicas

Preços

Preço no lançamento€ 499,00 16/05/2019U$ 1.099,00 20/09/2019R$ 4.769,00 06/09/2019U$ 670,00 14/05/2019
Preço atualizadoR$ 2.699,00 21/10/2019U$ 1.099,00 20/09/2019R$ 4.769,00 17/10/2019U$ 650,00 17/10/2019

Ficha Técnica

FabricanteASUS Apple Samsung Oneplus
Site oficialLinkLinkLinkLink

Display

Tamanho6,4 polegadas6,4 polegadas6,3 polegadas6,67 polegadas
Resolução1080 x 2340, 390 ppi 2688 x 1242 1080 x 2280, 401ppi 1440 x 3120, 516 ppi
TecnologiaLCD OLED Super Retina XDR Dynamic AMOLED Fluid AMOLED, 90Hz
ProteçãoCorning Gorilla Glass 6 Resistente à riscos e oleofóbica Corning Gorilla Glass Corning Gorilla Glass

Câmera

Traseira48 MP + 13 MP Tripla 12MP + 12MP + 12MP 12MP + 12MP + 16MP 48 MP + 16 MP + 8 MP
Vídeos[email protected] fps, [email protected] fps [email protected] 2160p 60fps, 1080p 240fps, 720p 960fps, HDR, dual-video [email protected], [email protected], [email protected], Auto HDR
FrontalCâmera Flip (a mesma da traseira) 12MP com TOF 10MP 16 MP motorizada, f/2.0, 25mm (wide), 1/3.1", 1.0µm
DetalhesAbertura de f/1.79, câmera ultrawide de 125º Flash Retina, câmera lenta a [email protected], efeito bokeh, 12 MP, f/1.5-1.8-2.4, 26mm (wide) + 12 MP, f/2.1, 52mm (telephoto) + 16 MP, f/2.2, 12mm (ultrawide) Traseiras 48 MP, f/1.6, 1/2", 0.8µm, Laser/PDAF + 16 MP, f/2.2, 14mm (ultrawide) + 8 MP, f/2.4, 78mm (telephoto), 3x zoom, Laser/PDAF, OIS

Especificações

Sistema OperacionalAndroid 9 Pie iOS 13 Android 9 Pie Android 9 (Pie), OxygenOS 9
ProcessadorQualcomm Snapdragon 855 A13 Bionic Qualcommm Snapdragon 855 ou Samsung Exynos 9825 Qualcomm Snapdragon 855
Número de núcleos8 6 8 8
Clock2.84 GHz 2x 2.65 + 4x 1.8GHz 2.8GHz / 2.73GHz 2.84 GHz
GPUAdreno 640 4 núcleos Apple GPU Adreno 640 e Mali-G76 MP12 Adreno 640
Memória RAM6, 8 GB4 GB8 GB6, 8, 12 GB
Armazenamento interno64,128, 256 GB64/256/512 GB256 GB128, 256 (UFS 3.0) GB
Cartão microSDAté 2TB NÃO NÃO NÃO
Bateria5000 mAh3969 mAh3.500 mAh4000 mAh
Dimensões159,1 x 75,4 x 8,4~9,1 mm158 x 77,8 x 8,1 mm151 x 71,8 x 7,9 mm162,6 x 75,9 x 8,8 mm
Peso190 g226 g168 g206 g
Portas de conexãoUSB Tipo-C Lightining USB 3.1 Tipo-C USB Tipo-C
REDELTE 4G LTE LTE
Tipo de cartão SIMDual-SIM (Nano-SIM) Nano SIM Nano SIM ou Hybrid Dual SIM Dual Nano-SIM

Recursos

Leitor de DigitalSIM NÃO SIM, na tela SIM, na tela
ResistênciaNÃO IP68 IP68 NÃO
RadioNÃO NÃO Só na versão com Qualcomm NÃO
Bluetooth5.0 5.0 5.0 5.0
Carregamento sem fioNÃO SIM SIM, 20W NÃO
NFCSIM SIM SIM SIM
GPSA-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO, QZSS A-GPS, GLONASS, GALILEO, QZSS A-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO A-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO
ExtrasCâmera Flip Face ID, Apple Pay Carregamento reverso, carregamento rápido de 25W Carregamento rápido de 30W

Análise em vídeo

Design e Tela

O ZenFone 6 tem aquele belíssimo visual dos aparelhos que conseguem se livrar de todas as obstruções e entregar uma experiência 100% tela na parte frontal (92%, para ser mais preciso). As bordas são estreitas, sendo que apenas na parte de baixo temos uma borda mais larga. Na borda superfina do topo a Asus deu um jeito de posicionar o LED indicativo (que pisca quando tem uma nova notificação ou o aparelho está ficando sem bateria, por exemplo) e o sensor de proximidade. 

O design tem aquele belo visual dos aparelhos que "só tem tela" na parte da frente

O display, praticamente a única coisa na parte frontal, usa a tecnologia IPS LCD e tem cores bastante vivas, além de contrastes bem marcados. Ela tem suporte a HDR10 e atinge 96% da gama de cores NTSC, um resultado bem interessante. Outro destaque é o brilho, que chega a 600 nits e garante que a tela é visível mesmo que você esteja em um lugar muito iluminado. 

O ZenFone 6 tem um dislpay de 6,4", então mesmo com as bordas estreitas em torno da tela, ele é um aparelho de grande porte que deve agradar quem tem preferência por celulares maiores, seja para ter mais área para vídeos ou jogos, mas que pode incomodar quem prefere um dispositivo mais compacto e fácil de se usar com uma mão. Ele também é um aparelho um pouco mais pesado e espesso, mas isso vai trazer seus benefícios lá na parte de autonomia, já que esse porte maior é resultado de uma bateria mais robusta.

O módulo traseiro de câmeras em pouca coisa protuberante, e é muito funcional em seu novo método de "girar para vir para a frente". Dá para usá-lo tanto com mecanismo automatizado quanto "na mão", literalmente puxando e empurrando o módulo. Eu tentei "azucrinar" esse mecanismo Flip, e ele traz uma sensação de robustez. Quem quiser ver mais agressões, dá pra ver essa sessão de tortura do JerryRigEverything. O único detalhe é que ele precisa de alguns instantes para realizar o giro, então o reconhecimento facial acaba acontecendo com um pouco de atraso, não suficiente para inviabilizar o recurso, mas suficiente para fazer a leitura de digital fazer bem mais sentido. Ainda usei o reconhecimento facial em situações que a digital falha, como quando estou com a mão meio molhada.

A câmera Flip do ZenFone 6 é um dos meus designs favoritos de 2019

O aparelho tem uma construção bastante robusta, feito praticamente todo em metal, desde as bordas até os botões, passando por todos os componentes da câmera Flip. A exceção é a traseira em vidro, que apesar de dar um belo visual ao aparelho, não é dos mais resistentes mas infelizmente vem dominando os designs de praticamente todos os smartphones topo de linha.

O sistema de som possui dois canais assimétricos, um na parte inferior com a caixa de melhor qualidade e maior intensidade, enquanto o "caixinha de som de ligações" também serve para o áudio, porém menos presente. Apesar da disparidade, isso já ajuda a garantir que você não vai ter o som completamente abafado se encobrir uma delas, como acontece em muitos aparelhos. Falando em áudio, a entrada P2 ainda está aqui, fazendo a alegria de todo mundo que tem um fone de ouvido com fios.

Como outros aparelhos com ambição de brigar com os topo de linha mas ao mesmo tempo trazer um preço mais competitivo, o ZenFone 6 abre mão de alguns recursos. Os principais são a certificação IP68 para torná-lo resistente à água e poeira, e também o carregamento por indução, que também ficou de fora.

Performance

Quando o assunto é desempenho, não tem como errar quando temos uma configuração como a do ZenFone 6. O processador é o poderoso Qualcomm Snapdragon 855, um dos mais modernos existentes e de altíssima performance, combinado com 6 ou 8GB de memória RAM, ambas as quantidades mais que suficientes para um smarpthone ágil e eficiente.

No uso, o ZenFone 6 abre apps de forma instantânea, e não mostra qualquer sinal de ter dificuldades em rodar mesmo aplicações mais pesadas como jogos ou editores de vídeo. As alterações na interface feitas pela Asus não parecem ter impactado o desempenho negativamente, e o resultado é um aparelho muito responsivo para uso cotidiano e mesmo para atividades pesadas, resultado de seu hardware "parrudo".

O celular entrega o que esperamos de um hardware tão poderoso: performance impecável em qualquer tipo de aplicação

Para games temo o Adreno 640, um dos chips gráficos mais poderosos do mercado, e seu desempenho está dentro do esperado. Ele roda qualquer game em qualidade máxima entregando uma alta performance, sendo um bom aparelho para quem quer se dedicar a games, graças a combinação de tela ampla, hardware potente e bateria de alta capacidade. Só ficou devendo uma taxa de atualização mais alta do display, algo que vimos no OnePlus 7 Pto 

Câmera

O grande trunfo da câmera giratória do ZenFone 6 é que, diferente de outros aparelhos, aqui não temos perda de qualidade nas fotos na hora das selfies. A mesma dupla de câmeras que faz as fotos na traseira "se apresentam" para fazer as fotos frontais. O ZenFone 6 possui duas câmeras, sendo uma grande angular de 79º e abertura de f/1.79 e sensor de 48MP, acompanhada de uma ultra-grande angular com ângulo de 125º e sensor de 13MP. 

As fotos entregam boa qualidade em boa parte das situações que testamos. Além de cores vívidas, o pós-processamento usado se sai bem em corrigir eventuais granulações, melhorar o contraste e a definição da imagem e corrigir distorções da lente, especialmente a ultra-grande angular. O grande destaque é mesmo a regularidade: ao usar a mesma câmera, temos o mesmo nível de qualidade tanto nas fotos com as câmeras na traseira quanto nas selfies.

Graças ao Flip, não tem perda de qualidade nas fotos com a "câmera frontal"

Em comparação aos rivais, há duas desvantagens: além da falta de estabilização óptica, que vamos comentar mais abaixo na fala sobre vídeos, também temos "apenas" duas câmeras, ou seja, ficou de fora uma lente teleobjetiva que vem povoando praticamente todos os aparelhos topo de linha e até alguns intermediários. Não é um problema grave, e eu particularmente gosto mais da ultra-wide, mas nos momentos que você quer "deixar um objeto mais próximo" na foto, isso faz falta. Abaixo uma situação usando as duas câmeras na mesma posição, para comparar o enquadramento.

Em cenas escuras o ZenFone 6 fica um pouco atrás dos topo de linha, com mais granulação na imagem e perda de saturação das cores

Os modos de fotografia são variados e trazem alguns recursos bem interessantes. O primeiro é a panorâmica, que ao invés de necessitar que o usuário fique girando o aparelho, usa o próprio Flip para fazer o processo, resultando em algo bem mais uníssono. Também dá para ligar um modo de rastreamento em que a própria câmera fica girando para seguir a pessoa em destaque na gravação. 

Outro dois modos que estão se tornando "obrigatórios" em 2019 também estão aqui, caso do modo noturno, que gera um pós-processamento e uma captação de imagem intensiva de uma cena com pouca luz buscando melhorar a qualidade, e também o efeito bokeh, que pode até ser regulado para um efeito menos ou mais intenso de desfoque do fundo. Abaixo temos o efeito no valor máximo e mínimo de desfoque, além do modo noturno versus o automático.

Na parte de vídeo, o ZenFone 6 não conta com estabilização óptica, porém a estabilização digital não se sai mal. O vídeo abaixo foi 100% com o ZenFone 6, sem uso de acessórios de estabilização ou microfones adicionais, por exemplo. A única mudança foi um leve aumento na saturação e nos contrastes da imagem. Em geral o resultado é bom, porém se olhar com atenção vai perceber pequenas falhas típicas de estabilização eletrônica, como momentâneos desfoques da imagem.

Autonomia

Como comentamos no design, o ZenFone 6 é um aparelho um tanto grande e pesado, mas é na autonomia que isso acaba valendo a pena. Ele vem com um total de 5.000 mAh de bateria, uma quantidade brutal e bem acima da média do mercado (na nossa tabela de comparação acima, o que passou mais perto foi o OnePlus 7 Pro com 4.000 mAh).

Com a bateria enorme desse celular, é difícil descarregá-lo em apenas um dia

O resultado é um aparelho que aguenta até o final de um dia, mesmo se você fizer uso intensivo do aparelho, especialmente em atividades pesadas para o consumo de energia como fotos e vídeos. Em um dia de uso pesado, com muita gravação e com ele operando maior parte do tempo no 4G, ele saiu da tomada às 8 da manhã e conseguiu chegar com 5% de energia restante à meia noite. Se você fizer um uso mais ponderado, é aí que a ampla bateria brilha, conseguindo chegar a até mesmo dois dias de uso completo. 

 

Recursos e Extras

Como muitas empresas asiáticas, a Asus implementa sua interface em vários de seus smartphones. Nesse aparelhos temos a ZenUI 6, e definitivamente a empresa evoluiu muito seu software. A primeira mudança interessante foi apostar em uma interface mais próxima do Android original, herdando dessa forma ótimas telas com um visual bastante clean e organizado, como é o caso das interfaces de configuração.

A ZenUI agora é muito mais parecida com o Android stock, e tem adições discretas e bem-vindas

Algumas poucas adições são bem-vindas, como é o caso do Splendid, software de personalização da tela da Asus. Com ele dá para ajustar fatores como saturação e balanço de cores, algo que sempre aprecio pois deixa para o usuário decidir se quer uma tela com cores mais vívidas ou não, por exemplo.

A empresa também mandou muito bem nos apps pré-instalados, com uma quantidade bastante controlada e em geral ótimos apps, como um gravador de som, um gerenciador de arquivos e despertador, todos fazem muito sentido como um pack inicial de softwares. 

Alguns aplicativos de gerenciamento ainda estão presentes, mas sua presença é bem discreta e tem aparições bem úteis. O software que monitora uso de bateria pode surgir em um pop-up avisando de um app que está consumindo muita energia, enquanto o Game Genie atua como um gerenciador que pode desabilitar notificações quando você tem um game aberto, por exemplo. 

Essa suíte de apps consegue rastrear ameaças no smartphone, além de uso de memória RAM ou espaço no armazenamento interno. São gerenciadores que podem ser interessantes para usuários mais leigos, e que não vão irritar os mais experientes pois estão discretos e raramente pulam nas notificações. Inclusive, dá até um certo trabalho achá-los dentro dos menus de configuração do ZenFone 6.

Conclusão

O ZenFone 6 traz um perfil bem interessante de smarpthone. Ele é grande e pesado, mas isso não deve ser problema para alguns consumidores já que em contrapartida entrega uma bateria de maior porte. Seu módulo giratório de câmera não é perfeito, atrasando o reconhecimento facial, por exemplo, mas em compensação entrega truques novos como rastreamento em vídeo, panorâmicas automatizadas e garante que as selfies tenham a mesma qualidade das fotos com "a câmera traseira".

Notas: ASUS ZenFone 6
Design
9,0
Tela
9,0
Performance
10,0
Autonomia
9,5
Câmera
9,0
Preço / R$ 4.499,00
9,0

O mecanismo da câmera fez muito bem para o uso da área frontal, dispensando entalhes e trazendo aquele visual "só tela" que é me agrada muito. Sobre durabilidade desse módulo, é difícil no período de semanas que ele ficou em nossa mão fazer projeções, mas considerando alguns de nossos testes abusivos com ele, tenho a impressão que isso não será um problema. O aparelho já está disponível no mercado internacional faz mais tempo, e também não há muitos relatos de defeitos.

Assim como OnePlus 7 Pro, um dos pontos fortes do ZenFone 6 é trazer os elementos chave da experiência com um aparelho topo de linha por um preço mais acessível que rivais da Apple e Samsung. Com uma performance topo de linha, ótima tela e boas câmeras, ele chega por um preço mais competitivo que os praticados pelos rivais, com o Galaxy Note 10 chegando a partir de R$ 5.299 e o iPhone 11 Pro por R$ 6.999.

Para quem quer um aparelho com uma bateria mais parruda e não vê problema no aparelho ser maior e mais pesado para ter isso, além de ter curtido o sistema Flip e suas vantagens como nada de entalhes na tela, o ZenFone 6 é uma recomendação fácil. O segmento premium não tem uma alta relação entre custo e benefício, porém modelos como esse trazem um preço ainda alto, mas melhor que outros high-end, entregando um nível de qualidade elevado.

O ZenFone 6 é uma recomendação fácil para quem quer uma grande bateria e não vê problema em um aparelho de porte maior, e que ficou interessado nas vantagens do sistema Flip para as câmeras

Nota

9,5

Prós

  • Câmera selfie com mesma qualidade que traseira
  • Grande quantidade de bateria
  • Boa tela
  • Nada de entalhes na tela
  • Novos movimentos de câmera com o Flip
  • Boas fotos em situações favoráveis de luz
  • Som estéreo
  • Altíssima performance
  • ZenUI 6 está muito melhor
  • Capinha inclusa na caixa

Contras

  • Fotos apenas regulares em baixas condições de luz
  • Sem estabilização óptica
  • Sem carregamento por indução ou resistência à água
  • Modo noite lento e menos eficiente que rivais
  • Mecanismo Flip torna reconhecimento facial mais lento
Redmi Note 7S explode mas Xiaomi rebate dizendo que usuário forjou situação

Redmi Note 7S explode mas Xiaomi rebate dizendo que usuário forjou situação

Fato ocorreu com um cliente indiano que comprou o dispositivo na loja Flipkart


Xiaomi está construindo fábrica capaz de fazer 60 smartphones 5G por minuto

Xiaomi está construindo fábrica capaz de fazer 60 smartphones 5G por minuto

Empresa pretende lançar ao menos 10 smartphones com a tecnologia 5G em 2020


Super Charge Turbo de 100W da Xiaomi chega aos smartphones em 2020

Super Charge Turbo de 100W da Xiaomi chega aos smartphones em 2020

Tecnologia promete recarregar uma bateria de 4000mAh em apenas 17 minutos


Huawei Mate X: Conserto da tela dobrável custará o valor de um iPhone 11 Pro

Huawei Mate X: Conserto da tela dobrável custará o valor de um iPhone 11 Pro

Novo smartphone dobrável da Huawei começou a ser vendido no dia 16/11 na China


Usuários da Google Assistente poderão ouvir notícias em feed personalizado

Usuários da Google Assistente poderão ouvir notícias em feed personalizado

Novidade só está disponível nos Estados Unidos atualmente