Análise: ATÉ QUE ENFIM! Honor Band 5 traz faces customizáveis

Análise: ATÉ QUE ENFIM! Honor Band 5 traz faces customizáveis

Modelo também incluiu um novo sensor para medir oxigenação do sangue

A Honor atualizou sua pulseira baratinha introduzindo a Honor Band 5. A primeira vista, ela não parece ter nada de novo comparado a antecessora, porém o novo sensor, o oxímetro de pulso (SPO²) e algumas melhoradas nas funcionalidades trazem algumas diferenças relevantes entre a Band 5 e Band 4. Vamos ver no restante da análise as novidades!

Link de compra na Amazon.com.br
Link de compra da Honor Band 5

Link de compra da Honor Band 5 NFC

Especificações principais

- Display de 0,95 polegadas AMOLED 240 x 120 pixels
- 100 mAh com autonomia estimada de 14 a 20 dias
- 5 ATM de resistência à água
- Bluetooth 4.0
- Sensor de batimentos, giroscópio, acelerômetro, SPO²
- 22 gramas

Design

A Honor Band 5 manteve essencialmente o mesmo visual da Honor Band 4, com um estilo discreto e uma integração entre a pulseira e o display, formando praticamente uma peça única (ao invés do miolo destacável da Mi Band 4). A pulseira usa um material emborrachado e é confortável para uso graças a seu design fino e leve, ficando praticamente imperceptível no pulso.

A tela AMOLED segue um dos destaques, e exibe muito bem as informações com excelente brilho. As boas cores do display trazem muita vivacidade às informações exibidas, porém devido à baixa resolução dessa tela, a pulseira está bem restrita na quantidade de informações que consegue mostrar. Ainda assim, a tela tem definição para mostrar boa parte de uma mensagem.

Falando em tela, até que enfim temos uma biblioteca mais ampla de faces para o relógio e possibilidade de baixar novas imagens que aproveitem a bela tela do vestível. Isso é algo que ficou faltando muito na versão anterior, e que enfim dá as caras (trocadilho foi por querer) a Band 5.

A Honor Band 5 mantém o mesmo design da Band 4

O gadget não apenas é resistente à água, como também pode aguentar até 5 ATM, o que quer dizer que é viável usar essa pulseira mesmo dentro da água para natação. É sempre bom destacar que essas certificações são voltadas à água doce, sendo que mergulhos no mar, por exemplo, são mais problemáticos para o gadget, já que água salgada reage de forma mais agressiva com eletrônicos.

Apesar de manter o mesmo padrão que a Band 4, infelizmente ela acaba sofrendo também da baixa disponibilidade de pulseiras de terceiros. Enquanto a Mi Band 4 possui um repertório bem maior, com até mesmo designs variados, é muito difícil achar uma pulseira sobressalente para as Huawei Honor Band, ainda pior achar uma com cores ou estilos diferentes.

O carregador é bastante básico, sendo necessário encaixar a pulseira para carregar em alguma porta USB. O carregamento completo é um tanto lento, podendo levar até 2 horas dependendo de onde você conectar o gadget.

Funcionalidades

A Honor Band 5 tem as mesmas funções primária que a Band 4, com ser uma pulseira fitness que ajuda o usuário a registrar seus exercícios e atividades físicas. Ela usa o acelerômetro para verificar quando a pessoa está se mexendo para dar estimativas de dados como calorias queimadas ou passos dados ao longo do dia. Apesar de não ser um jeito preciso de conseguir esse tipo de informação, já serve para a pessoa "gamificar" sua rotina, e serve como incentivo para se manter mais ativo durante o dia.

Além dos movimentos, o usuário também pode monitorar os batimentos cardíacos através do sensor embutido na pulseira. Isso pode ser feito apenas quando é registrado um exercício manualmente ou dá para deixar a pulseira fazendo medições a cada 10 minutos, o que impacta na duração da bateria. Também dá para definir alertas se o gadget perceber que seus batimentos estão muito altos mesmo você estando em repouso.

Aqui temos uma das principais novidades da Band 5: o oxímetro. Além dos batimentos que a Band 4 já era capaz, a nova versão desse sendor torna possível medir o SPO², verificando a saturação de oxigênio arterial. Ele é relevante para detectar algum problema sério, como algo distúrbio grave na respiração. Para uma pessoa saudável os valores ficam em 95% ou superior, então ele acaba não tendo muita utilidade para uma pessoa em boas condições de saúde, afinal os resultados sempre serão algo nessa casa.

A pulseira atua monitorando atividade física, sono e exibindo notificações do celular

Além da atividade, também dá para usar a Band 5 para cuidar do repouso. É possível definir alertas para quando você fica períodos muito longos sentado, incentivando a se mexer um pouco ocasionalmente, e o gadget pode monitorar seus cochilos e sonos mais longos. 

O registro do sono segue uma lógica semelhante ao de outras bands. Ela usa seus movimento para tentar medir a qualidade do seu descanso, trazendo estimativas de tempo total dormido e agrupa o quanto desse tempo foi de sono de boa qualidade. Fica longe de ser o equivalente a uma consulta com um profissional, mas já serve para ter uma ideia de quanto tempo foi dormido e se você se mexeu muito durante a noite. A Huawei afirma que usa padrões da Harvard Medical School para identificar até 6 tipos de problemas de sono, algo que aumenta consideravelmente o consumo de energia.

Além dessas funções, também há pequenos apps como um cronômetro, um temporizador e início de monitoramento de exercícios. Infelizmente não há uma biblioteca de apps e nem é possível adicionar novas funções à pulseira, bem como o modo pagamento vinculado ao Ali Pay não opera aqui no Brasil. Como acontece com pulseiras de entrada, ela não consegue receber novas funcionalidades através da instalação de novos apps. 

Autonomia e performance

Infelizmente a nova versão da pulseira trouxe uma leve redução na autonomia de bateria. No meu uso ela ficou bem próxima da experiência que tive com a Honor Band 4, mas ela já perdia para o modelo da Xiaomi quando o assunto é ficar longe da tomada. Em nossos testes, a pulseira da Huawei aguenta até 5 dias de uso se você acionar todas as funcionalidades, como monitoramento constante dos batimentos, vibrar para notificações e criar relatórios de sono automaticamente. É algo bem próximo do que a antecessora entregava, ficando algo como metade de um dia abaixo.

Impressionante a Huawei seguir não consertando a central de notificações

Na performance também temos algo muito semelhante ao que a Honor Band 4 entrega, o que significa que ela é ágil na navegação por boa parte das interfaces, funcionando de forma satisfatória em praticamente todas telas, mas a exceção continua: a interface das notificações segue totalmente travada, com os comandos demorando muito para serem executados e uma experiência bastante frustrante. É impressionante ver a Huawei continuar insistindo em um erro, e a incapacidade de melhorar a usabilidade dessa função.

Conclusão

A Honor Band 5 tem melhorias tão pontuais comparada a sua sucessor que fica difícil distinguir as duas. O grande destaque ficar por conta do novo sensor de oximetria arterial, mas como comentamos anteriormente, capacidade de uso bastante limitado se comparado a outros indicativos mais úteis para monitorar exercícios, caso da frequência dos batimentos cardíacos, por exemplo.

Notas: Huawei Honor Band 5
Design
9,0
Performance
7,5
Tela
9,0
Funcionalidades
8,0
Autonomia
8,0
Preço
10

A inclusão de muito mais opções de faces para o relógio é bem-vinda, mas sinceramente devia ter vindo com um update de software para a Honor Band 4, e não um novo hardware por completo, e no fim das contas acaba apenas tirando uma grande defasagem do produto frente aos rivais. 

Mesmo trazendo muito pouco de novo, a Honor Band 5 consegue se tornar uma das opções mais interessantes entre as pulseiras inteligentes baratinhas do mercado. Frente a Xiaomi Mi Band 4, acho o software mais simples e ela se sai melhor no monitoramento da natação (apesar de ambas não trazerem dados de batimentos cardíacos), porém fica na desvantagem quando o assunto é autonomia. Vamos tratar melhor esse embate Xiaomi Mi Band 4 vs Honor Band 5 em outro artigo futuro.

Link de compra da Honor Band 5
Link de compra da Honor Band 5 NFC
Link de compra da Mi Band 4 na Amazon.com.br
Link de compra da Mi Band 4

A Honor Band 5 muda pouco, mas ainda consegue se manter como uma das melhores opções do mercado de pulseiras fitness inteligentes de baixo custo

Para quem quer entrar no mundo dos vestíveis com uma opção acessível, ou já está contente com o nível de funcionalidades e qualidade presente nesse modelo, a Honor Band 5 é uma das melhores opções do mercado, junto com a Mi Band 4, e vai atender bem esse consumidor buscando um modelo barato.

Nota

9,0

Prós

  • Bela tela AMOLED
  • Rastreamento de atividades físicas
  • Resistente à água e monitora natação
  • Registro de sono
  • Baixo custo
  • Novo sensor mede também SPO²

Contras

  • Sistema de notificações muito lento
  • Sem capacidade de instalar novos apps
  • Sem GPS
  • Sem memória interna para músicas
  • Não está à venda no Brasil
  • Autonomia inferior a rivais
  • Pouca disponibilidade de pulseiras de terceiros
Tablet Huawei MatePad Pro pode ser revelado no dia 25 de novembro

Tablet Huawei MatePad Pro pode ser revelado no dia 25 de novembro

Primeiras imagens do novo tablet vazaram no início deste mês


Huawei P30 e Huawei P30 Pro na Europa começam a receber a atualização EMUI 10

Huawei P30 e Huawei P30 Pro na Europa começam a receber a atualização EMUI 10

A atualização deve ser começar a ser disponibilizada em breve no Brasil


Honor V30 será lançado no dia 26 de novembro com duas câmeras selfie e 5G

Honor V30 será lançado no dia 26 de novembro com duas câmeras selfie e 5G

O smartphone terá conjunto triplo de câmeras na traseira


Huawei pode estar preparando lançamento do Kirin A1 no mercado indiano [Rumor]

Huawei pode estar preparando lançamento do Kirin A1 no mercado indiano [Rumor]

Em convite à imprensa, a gigante chinesa fala em “criar um novo ecossistema na Índia”


Huawei P30 e P30 Pro recebem atualização estável da EMUI 10

Huawei P30 e P30 Pro recebem atualização estável da EMUI 10

Fabricante promete update de outros smartphones seus até dezembro