Análise: um dos MELHORES DO ANO! O excelente XIAOMI MI 9T (Redmi K20)

Análise: um dos MELHORES DO ANO! O excelente XIAOMI MI 9T (Redmi K20)

Aparelho acerta em design, performance, funcionalidades e emenda com um ótimo conjunto de câmeras

O Xiaomi Mi 9T é um celular do segmento intermediário/premium, com algumas economias em relação ao topo de linha Mi 9, mas ainda com muitos recursos e características que buscam manter um melhor equilíbrio entre custo e benefício. Mesmo com as reduções no preço, ele mantém características como ótimo hardware, belo design, sensor de digital na tela e, uma das suas características mais interessantes, toda a área frontal tomada pela tela, graças ao uso de uma câmera frontal retrátil.

Link de compra na GearBest da versão 6GB+64GGB

Além do Mi 9T, também existe uma versão Pro que traz hardware topo de linha para esse modelo. Ele também é chamado de Redmi K20 em outros mercados, mantém as mesmas características principais.

Especificações técnicas

Preços

Preço no lançamentoU$ 300,00 03/09/2019R$ 1.799,00 14/09/2019R$ 1.999,90 10/04/2019R$ 1.999,00 16/08/2018U$ 369,00 20/02/2019
Preço atualizadoU$ 300,00 03/09/2019R$ 1.799,00 14/09/2019R$ 1.699,00 11/06/2019R$ 1.545,64 14/06/2019U$ 369,00 20/02/2019

Ficha Técnica

FabricanteXiaomi Samsung Samsung ASUS Xiaomi
Site oficialLinkLinkLinkLink

Display

Tamanho6,39 polegadas6,7 polegadas6,4 polegadas6,2 polegadas5.97 polegadas
Resolução1080 x 2340, 403 ppi 1080 x 2400, 393 ppi 1080 x 2340, 393 ppi 1080 x 2246, 402 ppi 1080 x 2340, 432 ppi
TecnologiaAMOLED Super AMOLED Super AMOLED IPS LCD Super AMOLED
ProteçãoCorning Gorilla Glass 5 Corning Gorilla Glass 3 Corning Gorilla Glass 3 Corning Gorilla Glass Corning Gorilla Glass 5

Câmera

TraseiraTripla 48MP+8MP+13MP 32 MP + 8 MP + 5 MP 25 MP + 8 MP + 5 MP Dual 12 MP + 8 MP Tripla 48MP + 13MP + 8MP
Vídeos4K 30 fps, 1080p 960 fps [email protected], [email protected] [email protected] 2160p @ 30 FPS, 1080p @ 60 FPS 2160p 30 fps, 1080p 120 fps, 720p 960 fps
Frontal20MP motorizada 32MP f/2.0 25MP f/2.0 8 MP 20 MP, 1080p
Detalhes48 MP, f/1.8, 26mm (wide), 1/2" + 8 MP, f/2.4, 53mm (telephoto), 1/4", 2x optical zoom + 13 MP, f/2.4, 12mm (ultrawide) 32MP, f/1.7, PDAF + 8MP, f/2.2, 12mm ultra-wide, fixed focus + 5Mp f/2.2; LED flash f/1.7 , f/2.2 , f/2.2 Traseiras 12 MP, f/1.8, 24mm, 1/2.55", 1.4µm, PDAF, 4-axis OIS + 8 MP, f/2.0, 12mm, 1/4", 1.12µm, no AF Traseiras 48 MP, f/1.8, 1/2", 0.8µm + 13 MP, f/2.4, (ultrawide), 1.12µm + 8 MP, f/2.4, (telephoto), 1.12µm, PDAF - Frontal 20 MP, f/2.0, 0.9µm

Especificações

Sistema OperacionalAndroid 9 (Pie), MIUI 10 Android 9 Android 9 Android 8 (Oreo) Android 9 (Pie)
ProcessadorQualcomm Snapdragon 730 Qualcomm Snapdragon 665 Samsung Exynos 9610 Qualcomm Snapdragon 636 Qualcomm Snapdragon 712
Número de núcleos8 8 8 8 8
Clock2.2 GHz 2.0 GHz 4x 2.3 GHz e 4x 1.7 GHz 1.8 GHz 2.3 GHz
GPUAdreno 618 Adreno 610 Mali-G72 MP3 Adreno 509 Adreno 616
Memória RAM6, 8 GB6, 8 GB4 GB4, 6 GB6 GB
Armazenamento interno64, 128, 256 GB128 GB64 GB64, 128 GB64, 128 GB
Cartão microSDNÃO NÃO SIM, até 512GB Até 2TB NÃO
Bateria4000 mAh4500 mAh4000 mAh3300 mAh3070 mAh
Dimensões156,7 x 74,3 x 8,8 mm164,3 x 76,7 x 7,9 mm158.5 x 74.7 x 7.7 mm153 x 75,7 x 7,9 mm147,5 x 70,5 x 7,5 mm
Peso191 g183 g166 g155 g155 g
Portas de conexãoUSB Tipo-C USB Tipo-C, 3.5mm audio USB Tipo-C, 3.5mm audio USB Tipo-C USB Tipo-C
REDELTE LTE LTE LTE LTE
Tipo de cartão SIMDual SIM Dual Nano SIM Dual Nano SIM Dual Nano SIM Dual Nano-SIM

Recursos

Leitor de DigitalSIM, na tela SIM, na tela SIM, na tela SIM SIM, na tela
ResistênciaNÃO NÃO NÃO NÃO NÃO
RadioSIM FM SIM SIM NÃO
Bluetooth5.0 5.0 5.0 5.0 5.0
Carregamento sem fioNÃO NÃO NÃO NÃO NÃO
NFCSIM SIM NÃO SIM SIM
GPSDual A-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO, QZSS A-GPS, GLONASS, GALILEO, BDS A-GPS, GLONASS, GALILEO, BDS A-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO A-GPS, GLONASS, BDS, GALILEO
ExtrasCarregamento rápido de 18W Carregamento rápido de 25W Carregamento rápido de 25W ZenUI, reconhecimento facil MI UI, Reconhecimento facial 3D, carregamento rápido em 18W

Análise em vídeo

Design e Tela

O Mi 9T tem um belíssimo visual, resultado de uma ótima tela que usa praticamente toda a área frontal do aparelho. Com bordas bastante finas em torno da tela, ele tem um porte compacto para um aparelho de 6,4 polegadas, mas ainda é um aparelho grande que é mais fácil de manusear com as duas mãos.

O Mi 9T usa de forma excelente a área frontal, ficando quase sem bordas em torno da tela, mas ainda é um aparelho grande

Com a câmera frontal retrátil, essa solução é excelente por não desperdiçar nada da tela em entalhes ou outros formatos que acabam perdendo área útil. O celular é praticamente só tela, o que dá um ótimo visual além de fazer um uso ótimo do espaço. O único contra é um leve atraso antes de fazer uma selfie, um tempo bastante desprezível por ser de apenas um ou dois segundos para finalizar o movimento de abertura, que acaba impactando mais em outras situações, como usar reconhecimento facial para destravar o aparelho, já que cria um atraso adicional para essa função.

Falando em destravar o aparelho, outro motivo do visual só tela é que o sensor de digitais foi parar embaixo do display. Ele é um dos mais ágeis que testei, mas mesmo os mais eficientes ainda falham com frequência e são mais lentos que os tradicionais na parte traseira do aparelho. Sinceramente, a menor eficiência e a falta de um feedback tátil (na traseira os sensores costumam estar em um desnível) fazem eu não entender essa tendência de mercado dos leitores de digitais no display.

O leitor de digital embaixo da tela é eficiente, mas como a maioria deles é menos eficiente que os na traseira de outros dispostivos

O carregamento é feito por um conector USB tipo-C na parte de baixo, mesma região que fica a única caixa de som, com áudio apenas regular. Um diferencial relevante é que esse modelo ainda mantém a conexão P2, facilitando a vida de quem tem fones com fio e dispensando adaptadores. Quem ficou de fora, infelizmente, foi o infravermelho, recurso presente em alguns modelos da Xiaomi e que possibilita controlar eletrodomésticos, fazendo as vezes de controle remoto.

Como se trata de um aparelho intermediário, há algumas economias. A primeira é uma que a Xiaomi tem feito em muitos de seus aparelho, até nos mais caros: eles não são resistentes à água e poeira, e o 9T não escapa à regra. Um recurso que está nos mais caros mas que falta aqui é o carregamento por indução. Felizmente a empresa chinesa não economizou tirando o NFC, então esse aparelho é compatível com pagamentos por aproximação como o Google Pay.

Performance

Um dos trunfos do Mi 9T frente aos concorrentes do segmento/premium é o hardware. Enquanto muitos usam o Snapdragon 636 ou 660, aqui temos o intermediário Snapdragon 730. A principal vantagem é o uso de uma litografia mais moderna em 8 nanômetros ao invés de 14nm, mudança que impacta de forma positiva em desempenho e em consumo de energia.

Um dos principais diferenciais do Mi 9T é o hardware mais potente e atualizado comparado aos rivais

O restante do hardware não decepciona, com generosos 6GB de RAM e muito espaço, com 64GB ou 128GB de armazenamento interno para arquivos, fotos e apps. Essas são excelentes quantidades, garantindo que o Mi 9T demora para ficar sem espaço mesmo após fazer muitos vídeos ou instalar muitos aplicativos, e a RAM é suficiente para alternar entre softwares abertos sem lentidões.

Câmera

01/04/2019 às 19:34
Artigo

Celulares têm cada vez mais câmeras. Isso realmente importa? ...

Será que a indústria achou seu o novo megapixel?

Seguindo a lógica de modelos mais caros da própria Xiaomi, temos aqui o módulo triplo de câmeras: uma grande-angular com sensor de 48MP, uma ultra grande-angular e uma zoom de 2x, resultando em uma grande variedade de lentes para fotografia.

 

Mesma cena na câmera grande-angular, principal e zoom 2x:

Com e sem efeito retrato na câmera frontal:

A qualidade das fotos variam bastante de uma lente para outra, com a lente ultra grande angular se saindo mal em cenas de pouca luz, por exemplo. Observando o conjunto como um todo, o Mi 9T se sai muito bem em foto, especialmente a lente principal de alta resolução. As fotos são bastante satisfatórias, com boa definição da imagem, cores vivas e bons contrastes. O pós-processamento não se sai mal, conseguindo reduzir sensivelmente a granulação e mantendo boas cores em fotos com pouca iluminação. Não é um Visão Noturna do Motorola OneVision, mas ainda é bom, sendo que tem um modo noturno que faz um processamento mais agressivo para tentar melhorar fotos em situações extremas de iluminação.

Em vídeos, o Mi 9T traz uma performance semelhante a vista nas fotos, com destaque para a eficiência da estabilização da imagem, como dá para notar no vídeo feito acima. O único fator que não me agradou foi a impossibilidade de trocar de câmera assim que é iniciado o vídeo, mas ainda assim foi possível fazer um zoom com boa qualidade na câmera principal, como fica evidente na gravação acima.

Autonomia

O Mi 9T foi equipado com uma quantidade generosa de bateria. Com 4000 mAh, combinado com o processador em uma litografia mais moderna e econômica, esse celular é muito eficiente quando o assunto é ficar longe da tomada. Em nosso uso, ele entrega um dia com folga, chegando a quase dois dias de uso intenso. De acordo com estimativas do app Accubattery, conseguimos 11 horas de tela acesa, um resultado muito respeitável. Com o uso combinado, ou seja, com a alternância entre uso e momentos ociosos do uso natural de um smartphone. conseguimos chagar a 36h.

Mesmo se for preciso carregar no meio de um dia de uso, felizmente a Xiaomi trouxe um carregador muito rápido na caixa. Em nossos testes, 15 minutos na tomada foram suficientes para carregar 23%. Isso indica que ele é um aparelho excelente quando o assunto é bateria, e mesmo que ela não dê conta, poucos minutinhos na tomada já devem resolver a carga que faltou para terminar o dia.

Recursos e Extras

A Xiaomi equipa seus aparelhos com a MIUI, uma interface própria que altera o visual e funcionalidades do sistema Android, o que pode desagradar usuários de aparelhos mais próximos da experiência padrão da Google, mas que em contrapartida, pode ser interessante para quem já está habituado com a interface da empresa.

Algumas diferenças notáveis logo de cara é a ausência da gaveta de aplicativos, com todos os apps aparecendo na tela inicial, em uma experiência mais semelhantes com o iOS. É o tipo de coisa que pode ser alterada com a instalação do launcher da Google, por exemplo. Outras telas como a interface de configuração ou barra de status e seus atalhos não tem como mudar.

A Xiaomi modifica bastante a interface do Android com o uso da MIUI

Os aparelhos com MIUI trazem vários apps pré-instalados, como as versões da Xiaomi de apps como player de música, vídeo, galeria de fotos, armazenamento na nuvem, entre outros. Não deve agradar quem prefere um aparelho cheio de coisas já ao sair da caixa, mas felizmente isso não é um problema devido a boa quantidade de memória interna e além disso, esses programas não ficam gerando notificações para aborrecer o usuário. Entre alguns dos aplicativos, há funções bem interessantes que vale a pena destacar. A MIUI consegue clonar apps, o que ajuda bastante quem quer ter dois Whatsapps ou Facebooks, por exemplo. 

Conclusão

O Mi 9T é um dos melhores aparelhos que testei esse ano. Ele "gabarita" as características mais importantes de um smartphone, como performance, design, câmera e funcionalidades, tudo com um preço agressivo que é característico da marca e o seu já conhecido meme "faz o mesmo pela metade do preço". É importante destacar que esse aparelho vive em duas realidades de preço: oficialmente ele é vendido no Brasil por R$ 3.397, muito elevado e no patamar de alguns topo de linha, porém é facilmente encontrado por valores abaixo dos R$ 1.8 mil em dispositivos importados e revendidos por aqui, valor que estamos considerando no restante dessa conclusão.

Notas: Xiaomi Mi 9T
Design
9,5
Tela
9,0
Performance
9,5
Autonomia
9,5
Câmera
9,0
Preço
9,5

Seu grande trunfo é a moderação. Enquanto outros modelos da linha Mi vão buscar os chips topo de linha Snapdragon 800, o moderado Snapdragon 730 já é excelente e tem como vantagem reduzir o custo do aparelho e o consumo de energia com seu perfil intermediário. Isso faz com que ele se torne um aparelho muito atraente na relação custo e benefício, além de garantir mais tempo longe da tomada.

Ele só não é capaz de bater o "CxB" do Redmi Note 7, por exemplo, porém para quem deseja investir um pouco mais em seu celular, é fácil argumentar que as melhorias em design e performance do Mi 9T justificam esse gasto adicional. Frente ao Mi 9 SE, ele também conta com hardware melhor, mais bateria e o mecanismo da câmera frontal que dispensa o entalhe, além de possuir a conexão P2 (o Mi 9 SE tem o infravermelho, que serve para controlar eletrodomésticos), se tornando o melhor modelo da Xiaomi nesse segmento de preço, em minha opinião.

Link de compra na GearBest da versão 6GB+64GGB

Frente a concorrência, a faixa dos 1,6 a 1,8 mil reais é onde temos vários excelentes modelos do segmento intermediário/premium. Ele briga com modelos como o Galaxy A70 ou o Motorola One Vision, por exemplo, mas na disputa com esses bons modelos, conta com a vantagem do hardware mais atualizado e a câmera frontal retrátil. Esse pode ser o principal diferencial, especialmente para quem não é tão fã das selfies e não quer ficar perdendo espaço de tela para ter a câmera sempre ali, e não se incomoda por poucos segundos adicionais para ativá-la.

O Xiaomi Mi 9T é um dos melhores celulares do mercado, com hardware mais atualizado e potente que o de rivais e o excelente design de câmera frontal retrátil

Nota

9,5

Prós

  • Design fino, compacto e leve
  • Hardware mais poderoso do que os rivais
  • Carregamento rápido incluso na caixa
  • Boa estabilização de vídeo e câmera frontal
  • Conjunto de câmeras variado
  • Grande quantidade de memória

Contras

  • Sistema Android bastante modificado
  • Função de reconhecimento facial lenta
  • Preço elevado no dispositivo vendido oficialmente no Brasil
Galaxy Fold 2: próximo dobrável da Samsung pode ter tela com vidro ultra fino

Galaxy Fold 2: próximo dobrável da Samsung pode ter tela com vidro ultra fino

A fabricante ainda estuda a aplicação, já que o material é melhor e mais caro


Caixa do Xiaomi Mi Note 10 aparece em imagem vazada

Caixa do Xiaomi Mi Note 10 aparece em imagem vazada

Vazamentos também indicam um outro smartphone com câmera de 108MP


Xiaomi já vendeu mais de 100 milhões de celulares da linha Redmi Note

Xiaomi já vendeu mais de 100 milhões de celulares da linha Redmi Note

Sucesso da marca Redmi promete ser ainda maior com a chegada do Redmi Note 8


Samsung registra patente de tela com notch reverso

Samsung registra patente de tela com notch reverso

Design é mais uma tentativa de conseguir uma tela maior


Google Pixel 4 e 4 XL não tem a opção de armazenamento ilimitado no Google Fotos

Google Pixel 4 e 4 XL não tem a opção de armazenamento ilimitado no Google Fotos

Os dispositivos Pixel tinham três anos grátis para fotos em tamanho original